Mamoplastia
0 Comentários

Implante de Silicone na Mama

implante de próteses de silicone mamário é um procedimento cirúrgico que aumenta as mamas, melhora o contorno e simetria para os seios. E, além disso, a prótese na mama pode ajudar a reverter casos leves de flacidez e deixar os seios mais juntinhos, centralizados.

Mas do que é feito o implante de silicone?

Os implantes de silicone são preenchidos com gel coesivo. Ou seja, em caso de ruptura da prótese, não gera riscos de vazamentos e o gel permanece no mesmo lugar, sem se espalhar.

Quando a ruptura acontece, a mama não diminui, pois não há deslocamento do gel. Ele ainda estará concentrado na região da prótese de silicone.

Para saber tudo sobre o seu implante de silicone, é importante consultar regularmente um médico e fazer anualmente o exame nas mamas.

Por exemplo, o ultrassom ou a ressonância magnética. Dessa forma, será possível avaliar com precisão a condição do seu implante de silicone nos seios.

Vale ressaltar, que o material utilizado na produção do implante não oferece nenhum risco à saúde da mulher. A texturização da prótese é desenvolvida para se parecer ao máximo com a textura do tecido natural da mama.

Quanto tempo dura um implante de silicone?

O implante de silicone não tem um prazo de validade determinado, pois a tecnologia utilizada nas próteses permite maior durabilidade. Então, como saber qual é o momento ideal para trocar os implantes?

Quanto tempo dura um implante de silicone
Descubra quanto tempo dura um implante de silicone e quando será necessário trocar.

Não há como garantir que os implantes de silicone vão durar por toda vida. Assim como em qualquer material, o silicone também pode sofrer um desgaste natural com o passar dos anos, sendo necessário fazer a sua troca.

Por isso, somente os exames de mamografia podem dizer com precisão a duração de um implante de silicone. E, se será necessário realizar a substituição de uma ou de ambas as próteses de mamas.

Além disso, existem outros fatores que podem afetar ou influenciar no resultado da sua cirurgia, que é a gravidez, a idade e a perda ou o ganho de peso.

Sendo assim, você deve fazer um acompanhamento com seu cirurgião plástico para discutir as possíveis mudanças em seus seios, caso seja necessário.

Quando colocar implante de silicone?

implante de silicone de mama pequena

Há milhares de mulheres que se sentem mal ao notar a aparência de seus seios. Isso gera sentimentos de insegurança, vergonha e até mesmo tristeza.

E o simples fato de se olhar no espelho pode se tornar uma verdadeira tortura!

Diante dessa realidade, o implante de silicone nos seios tem conquistado o coração da mulherada. Já que essa é uma possibilidade real de elevar a autoestima.

Mas existem alguns desafios até se decidir pelo implante de silicone.

Um deles é conseguir o apoio da família ou do parceiro. Infelizmente, nem sempre as pessoas entendem e se acham no direito de opinar:

“Você tem que se aceitar do jeito que você é!”

Para Vanessa de Albuquerque o que importa mesmo é sentir-se bem.

Ela acreditava de uma forma convicta, que tudo ia ficar bem após colocar o seu implante de silicone.

As chances de a tristeza ir embora seriam bem maiores. Afinal, não é apenas a aparência que muda, mas a maneira de enxergar a vida.

O que para algumas pessoas pode ser um simples implante de silicone nos seios, para outras mulheres isso traz:

  • Uma melhora significativa em sua autoestima
  • Alívio perceptível nos sintomas da depressão
  • Mais confiança e extrema satisfação com o seu corpo

Era isso que Vanessa buscava!

E, na verdade, após colocar o seu implante de silicone, ela encontrou tudo isso e muito mais.

Venceu a opinião pessimista da sua família, conversou com muitas amigas que já tinham silicone e pesquisou uma Clínica de implante de silicone em SP.

Quer descobrir como foi o passo a passo do implante de silicone que a Vanessa colocou? Vamos contar os principais momentos e te dar dicas importantes. Continue lendo o texto e acompanhe conosco!

Passo a passo da cirurgia de implante de silicone na mama

A decisão pela cirurgia plástica de implante de silicone deve ser feita de forma responsável. Para que seja possível alcançar um resultado de sucesso!

As mulheres interessadas em aumentar os seios devem observar uma série de fatores importantes para a realização do procedimento cirúrgico.

Por isso listamos a seguir o passo a passo utilizado pela Vanessa antes de colocar implante de silicone.

1º Passo: A Escolha do Cirurgião Plástico

cirurgia de implante de silicone na mama

O primeiro passo vai impactar em toda a sua cirurgia de implante de silicone na mama.

Por isso você deve dedicar um tempo precioso na análise e escolha do seu cirurgião plástico, tá bom?

Você não precisa necessariamente passar em consulta com mil médicos.

Mas faça pelo menos um levantamento da experiência e do currículo básico do cirurgião plástico. Levando em consideração as seguintes informações:

  • Formação acadêmica: nome da instituição que concluiu seus estudos e o período de residência em Cirurgia Plástica.
  • Título de especialista: a SBCP (Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica) realiza uma prova para avaliar a capacidade técnica dos profissionais e, a partir disso, concede uma habilitação de especialista para o Cirurgião Plástico.
  • Experiência comprovada: os médicos recém-formados aceitam qualquer tipo de procedimento para conseguirem portfólio. Por isso, verifique se o profissional tem experiência, assim você garante um melhor resultado.

Existem diversos formatos de implante de silicone de mama, como a prótese em formato gota, cônica ou redonda. A opção ideal para o seu tipo de seio, vai depender dos seguintes fatores:

  • Estrutura corporal
  • Peso e altura
  • Distância entre tronco e quadril
  • Proporção do tórax
  • Estrutura óssea
  • Volume original da mama
  • Elasticidade da pele

Partindo desses princípios, será escolhido o volume adequado e o formato ideal do implante de silicone de mama. Por isso, mais uma vez ressaltamos a importância de escolher um ótimo cirurgião plástico. Assim ele poderá te orientar nestas escolhas, que terão um impacto enorme no seu resultado.

Fonte: Dream Plastic

beijos, Fran
15/11 2021
Plásticas
0 Comentários

Riscos da lipoaspiração

Um dos principais riscos da lipoaspiração é a trombose. Mas existem outros, como hematomas e inchaços que são, na verdade, efeitos colaterais da cirurgia. Os riscos podem ser evitados ao tomar 2 cuidados importantes antes de realizar o procedimento. São fatores que, na maioria das vezes, estão relacionados às complicações da lipo.

Geralmente, quando vemos imprevistos em cirurgias plásticas na TV, são sempre relacionados a essa cirurgia.

Por isso criou-se o mito de que a lipoaspiração é uma cirurgia plástica perigosa.

Mas a realidade é bem diferente e pouco divulgada por aí. Inclusive, segundo a FDA (Food and Drugs Administration – vigilância sanitária americana), a cada 100 mil lipoaspirações, são esperadas 3 mortes.

Para você ter uma ideia, é bem menor do que a taxa de morte em cesarianas. Na qual o índice é, em partos não-complicados, de 20,6 a cada 1000 cesáreas. De acordo com o Conselho Federal de Medicina.

Tanto a cirurgia de lipoaspiração, quanto a lipoescultura são procedimentos simples de serem realizados. Por isso, muitos médicos não especialistas em cirurgias plásticas acreditam ser capazes de realizar a cirurgia.

E, tão ruim quanto, alguns ainda a fazem fora do ambiente hospitalar.

Mas o que é um médico especialista em cirurgia plástica?

Cirurgião Plástico Especialista e os riscos da lipoaspiração!

lipoaspiracao perigosa
O cirurgião plástico é essencial para uma cirurgia segura.

Um cirurgião plástico especialista é um profissional que estudou:

  • 6 anos de medicina
  • 2 anos de especialização em cirurgia geral
  • 3 anos de especialização em cirurgia plástica

Ou seja, são 11 anos de dedicação e, 5 deles estão relacionados ao processo de formação para ganhar conhecimentoexperiência e a técnica necessária para realizar uma cirurgia plástica.

Somente esse profissional, único que possui autorização da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) para operar, pode realizar uma lipoaspiração segura.

Infelizmente, aqui no Brasil a cirurgia redutora de medidas é a mais realizada por médicos não especialistas. E é por isso que vemos tantas complicações na lipoaspiração.

Médicos que realizam cirurgias plásticas sem autorização da SBCP são antiéticos e irresponsáveis, pois estão colocando em risco a vida de muitas mulheres.

Geralmente, são profissionais que fazem cursos de um final de semana fora do Brasil, acreditando que terão a competência de um cirurgião com 11 anos de estudo e muitos outros de experiência.

Portanto, realize uma lipoaspiração segura com um cirurgião plástico especialista em São Paulo.

Lembre-se:

Operar com um médico não especialista, conhecendo os perigos, te torna tão culpada quanto ele!

Cirurgias realizadas fora de ambiente hospitalar, aumentam os perigos da lipo!

lipoaspiracao é seguro
Jamais faça uma cirurgia plástica fora de ambiente hospitalar entenda o porquê!

Outro fator responsável pelas complicações na lipoaspiração é a cirurgia realizada dentro de clínicas e consultórios médicos.

Porque neles não há:

  • Estrutura adequada
  • Equipe médica multidisciplinar
  • Autorização da Anvisa para operar
  • Garantia de que normas de esterilização de materiais e segurança são seguidas.

Para ficar mais claro o risco de a lipoaspiração ser realizada dentro de consultórios, imagine a seguinte situação:

Um imprevisto acontece na sua cirurgia e há apenas um cirurgião plástico para te socorrer. Ele não é especializado na área na qual você precisa de suporte e não há uma estrutura adequada para te ajudar. Afinal, é apenas uma sala pequena, uma cama, médico, acessórios de cirurgia e você. Ele liga para um hospital solicitando uma transferência com urgência. Mas precisa esperar liberar uma vaga e a ambulância chegar, levá-la ao hospital… Com burocracia e trânsito.

Situação arriscada, né?

Concluindo, a lipoaspiração é uma cirurgia segura e os riscos podem ser evitados. Mas realizar a cirurgia fora do hospital é se expor a uma situação de risco.

Alguns profissionais adotam essa prática para diminuir seus custos e conquistar mais pacientes.

Mas não se engane, preço baixo nenhum vale a sua vida.

A grande maioria dos acidentes e complicações graves que ocorrem na cirurgia de lipo, estão totalmente relacionadas a esses dois fatores.

Agora que você já sabe que os riscos da lipoaspiração envolvem operar com um médico não especialista em plástica e, ou, fora do ambiente hospitalar, vamos te dar 2 dicas para identificá-los.

Aliás, tudo o que falamos nesse texto é válido para qualquer cirurgia plástica.

Por isso não existe isso de “Qual é a cirurgia plástica mais perigosa?” ou “Qual é a mais perigosa, lipo ou abdominoplastia?

Cirurgias plásticas são seguras, o risco está nas condições em que elas são feitas.

Descubra se o seu médico é um especialista

Passo 1:

  • Entre no site da SBCP
  • Clique em “Buscar”
  • Preencha as informações do campo de busca, digitando o nome completo ou parcial sem acento.
  • Selecione a categoria especialista
  • Selecione o estado no qual o cirurgião plástico trabalha
  • Clique em “Buscar”

Em seguida, vai aparecer uma lista com os cirurgiões que atendem a sua pesquisa.

Caso o seu médico não esteja nela, significa que ele não tem a formação necessária para realizar a sua cirurgia.

Passo 2:

Agora, a sua pesquisa será feita no site do Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo.

  • Entre no site do Cremesp
  • Preencha os dados solicitados na “Busca simples” ou “Busca detalhada”
  • Clique na lupa ou no botão “Buscar”

Ao aparecer o nome do seu cirurgião, clique e veja se seu cadastro está ativo e se ele é um especialista na área de cirurgia plástica.

Neste cadastro, obrigatoriamente mostra qual é a especialidade que o médico está autorizado a exercer.

Se ele não estiver cadastrado no site, significa que ele não é um cirurgião plástico e, muito menos, um médico.

2 – Certifique-se de que a cirurgia é realizada em um hospital

Além de buscar na internet onde a sua clínica realiza cirurgias, é necessário questioná-los no dia da sua primeira consulta.

Não aceite operar em nenhum local que leva o nome de institutoclínica ou consultório.

Como você já sabe, isso significa que não é seguro.

Aqui na Dream Plastic, a lipoaspiração é realizada em hospitais que realizam apenas cirurgias estéticas e reparadoras. E isso é bem importante verificar.

Porque os riscos de infecção são menores, já que esses hospitais não recebem pacientes com doenças infecciosas.

Como evitar os perigos da trombose na lipoaspiração:

Sempre orientamos que para evitar qualquer tipo de perigo, a paciente deve seguir todas as orientações de pós-operatório informadas pelo seu médico.

O pós-operatório é uma fase muito importante e interfere no resultado do procedimento e na segurança da paciente.

O que pode causar trombose na cirurgia plástica é a falta de movimentação no período de recuperação.

Isso porque a paciente precisará fazer repouso, mas o que algumas clínicas deixam de explicar é que isso não significa que ela deve ficar de cama.

É essencial que você mantenha o corpo em movimento, fazendo pequenas caminhadas dentro de casa. Não com o intuito de uma atividade física, mas sim de manter a circulação sanguínea.

Então:

  • Faça leves caminhadas dentro de casa, de hora em hora.
  • Quando estiver deitada ou sentada, coloque almofadas ou cadeiras abaixo dos pés, deixando-os inclinados.
  • Ingira bastante água ou líquido saudável (sem açúcar)

Em alguns casos o médico pode receitar o uso de um aparelho compressor pneumático para estimular a circulação e mantê-la ativa.

Esse é o principal risco da lipoaspiração, mas felizmente existem medidas para evitá-lo.

Sintomas TEP

Entre os sintomas de TEP, ou Embolia Pulmonar estão a falta de artosse secadores no peito ao respirarritmo cardíaco anormal com acelerações repentinas e respiração rápida. A embolia após a lipoaspiração é uma consequência da trombose, ou seja, pode ser evitada com as mesmas orientações para a prevenção de trombose pós-cirúrgica.

Apesar de ser grave, a embolia pulmonar é uma complicação extremamente rara após a lipo.

Para você entender melhor, a embolia pulmonar acontece quando as artérias do pulmão ficam obstruídas por coágulos sanguíneos.

Esses coágulos são gerados na trombose, na região das pernas, que se desprendem e percorrem a circulação sanguínea até os pulmões.

Depois da trombose, é a complicação mais grave que pode acontecer na lipoaspiração. Mas, felizmente, é bastante incomum.

Lipoaspiração deixa a pele flácida?

A lipoaspiração não deixa a pele da barriga flácida, mas esse efeito pode acontecer quando a paciente não recebe a indicação correta da cirurgia ou realiza a lipoaspiração antes de uma abdominoplastia. Neste caso, a gordura é removida quando há excesso de flacidez na região do abdômen e a consequência é a sobra de pele após a lipo que fica em destaque.

É preciso ressaltar que a lipoaspiração não cria pele, mas a pele flácida fica em evidência quando a gordura responsável pela sustentação é removida.

Neste caso, o correto é realizar uma lipoabdominoplastia (lipoaspiração ou lipoescultura + abdominoplastia), na qual há a remoção de pele e gordura.

Ou, realizar a abdominoplastia e, após algum tempo, a lipoaspiração.

Somente a lipoaspiração, tendo flacidez na barriga não é indicado, já que o resultado concede esse efeito indesejado.

Perfuração de órgãos é um dos riscos da lipoaspiração

A perfuração de órgãos é uma complicação muito rara e a principal causa é operar com um cirurgião plástico inexperiente ou um médico não especialista. Porque isso ocorre quando a lipoaspiração é mal executada ou quando há uma hérnia não identificada previamente na fase pré-operatória.

Em casos de hérnias, as cânulas podem atravessar os buracos da parede que está enfraquecida e atingir sem querer os órgãos.

Por isso, todo médico experiente pede, antes da cirurgia, um exame chamado Ultrassom de Parede Abdominal para identificar se existem hérnias ou não.

Fonte: Dream Plastic

beijos, Fran
08/11 2021
Plásticas
0 Comentários

Lipo na barriga

A lipo na barriga é uma cirurgia plástica segura, indicada para remover o excesso de gordura localizada na região do abdômen, por meio de cânulas. O resultado é uma barriga lipada, menos volumosa e mais modelada.

A lipo de abdômen é indicada para mulheres que se incomodam com a saliência da região abdominal.

Muitas vezes elas até gostam de seus corpos, o que realmente incomoda é a barriga.

Se você:

  • Vive com vergonha do seu corpo
  • Sente-se mal e com pensamentos negativos
  • Quer usar roupas coladas sem desconforto
  • Já imaginou como seria ter uma barriga chapada
  • Deseja vestir aquele jeans que não está mais fechando
  • Está cansada de se olhar no espelho e ver a aparência da sua barriga

Precisa saber de uma coisa: esses são bons indicativos de que vale a pena encarar uma cirurgia plástica!

Afinal, você não veio a este mundo para sofrer!

Conquistar uma barriga de lipo, com certeza, vai te fazer uma mulher mais realizada. E a cirurgia plástica é a única solução efetiva para acabar com o seu problema!

Mas, além disso, a lipoaspiração é recomendada para mulheres que:

  • Não são obesas
  • Tem mais de 18 anos
  • Não tem doenças fora de controle

Na lipo na barriga são feitas marcações na região que será lipoaspirada. Em seguida, é realizada a anestesia e o cirurgião aplica o soro fisiológico na gordura subcutânea. O excesso de saliência é removido por meio de cânulas e o procedimento é finalizado com suturas.

A lipo seca a barriga dependendo da quantidade de gordura disponível para ser lipoaspirada, mas não a deixa com aparência de abdômen tanquinho. Para isso é necessário realizar exercícios de abdominal com peso para hipertrofiar e formar músculos.

Fonte: Dream Plastic

beijos, Fran
01/11 2021
Topo