Plásticas
0 Comentários

Estrias: Tratamento definitivo existe ou não?

como tirar as estrias

Malu já havia recorrido a diferentes tratamentos caseiros, mas sua dúvida de como acabar com as estrias continuava sem uma resposta que caminhasse para um resultado de sucesso.

Todos os dias surgem novas tecnologias que dizem ser a única resposta de como acabar com as estrias e devolver a autoestima das mulheres.

  • A carboxiterapia (injeções de CO2) promove um processo inflamatório que estimula a produção de colágeno:
    Com isso é possível que ocorra uma melhoria na aparência das cicatrizes

 

  • O microagulhamento, ou dermaroller, promete melhorar a aparência das marcas brancas:
    O médico pode recomendar até dez sessões de tratamento de acordo com o tipo de pele de cada paciente.

 

  • A micropuntura trata a pele provocando um processo inflamatório e renovador:
    Os resultados variam de acordo com a resposta que o organismo dará aos estímulos proporcionados pelo tratamento.

 

Nenhum dos tratamentos tinha a promessa de ser a maneira exclusiva de como acabar com as estrias definitivamente.

Eles não eram a cura definitiva, mas prometiam melhorar a aparência da pele minimizando o tamanho das marcas.

Malu resolveu tentar a carboxiterapia para descobrir como acabar com as estrias e recuperar sua autoestima. Ela esperava que seu organismo correspondesse bem para atingir o resultado em poucas sessões.

Conheça 3 verdades sobre o tratamento de carboxiterapia para as estrias:

 

carboxiterapia para estrias

 

Como acabar com as estrias e vencer o medo de agulhas ao mesmo tempo?

Malu queria saber como acabar com as estrias em poucas sessões e fez uma avaliação com uma esteticista.

Malu descobriu então a primeira verdade sobre a como acabar com as estrias com a carboxiterapia:

  1. Sem avaliação não é possível prever que a  carboxiterapia terá um resultado satisfatório 

Cada paciente possui particularidades e necessidades diferentes ao buscar por um tratamento estético.

Obesos, diabéticos, alérgicos ou pessoas com doenças de pele não podem fazer a carboxiterapia.

Com isso foi revelada a segunda verdade sobre a carboxiterapia:

  1. A aplicação incorreta da carboxiterapia pode causar graves problemas de saúde.

Sabe por que a carboxiterapia talvez não seja a maneira adequada de descobrir como acabar com as estrias?

A injeção de CO2 aplicada incorretamente pode resultar em embolia pulmonar ou até mesmo um acidente vascular encefálico. (Derrame cerebral/ AVC)

Veio então a terceira verdade que as clínicas de estética não contam sobre como acabar com as estrias:

  1. As marcas não somem com a carboxiterapia, elas diminuem de tamanho

As cicatrizes de Malu eram brancas e grossas, depois da avaliação ela descobriu que suas cicatrizes não iriam desaparecer. Elas poderiam ficar menores e mais finas, porém ainda estariam presentes em sua barriga.

Malu não enfrentaria as agulhas sem ter certeza de que essa seria a maneira correta de saber como acabar com as estrias que a incomodavam há anos.

Então, dizer que a carboxiterapia é um tratamento definitivo é um mito?

É possível avaliar se há como acabar com as estrias utilizando a carboxiterapia apenas após a avaliação com um especialista.

Fonte: Dream Plastic

beijos, Fran
18/04 2018
Plásticas
0 Comentários

Lifting braquial

braquioplastia

 

Lifting de braço, também conhecido como braquioplastia, reduz o excesso de pele e de gordura entre a axila e o cotovelo, remodela o braço deixando a pele mais lisa e com contornos suaves, resultando em aparência tonificada.

Oscilações no peso, envelhecimento e fatores hereditários podem fazer com que os braços fiquem com aparência flácida. O exercício pode fortalecer e melhorar o tônus muscular do braço, mas não trata o excesso de pele que perdeu elasticidade ou os tecidos subjacentes enfraquecidos e a gordura localizada.

Se a parte inferior dos seus braços é flácida devido ao excesso de pele e de gordura, o lifting de braço é indicado.

• Reduz o excesso de pele e de gordura entre a axila e o cotovelo,

• Remodela o braço resultando em pele mais lisa com contornos suaves,

• Resulta em aparência mais tonificada.

Observação: Para que se obtenha melhora na sua imagem, a cicatriz será na parte interna do braço.

Fonte: SBCP

beijos, Fran
15/04 2018
Mamoplastia
0 Comentários

É possível corrigir a assimetria das mamas com a cirurgia plástica?

Ao contrário do que se possa imaginar, as mamas nem sempre são idênticas, aliás, um grande número de mulheres sofre com essa diferença entre um seio e outro. Muitas vezes ela só é notada pela própria mulher, mas em outras, a diferenciação é notada até enquanto a paciente está utilizando roupas comuns do dia a dia, pelo excesso ou falta de volume ou pela ptose. Além disso, as aréolas também podem ser diferentes.

Após a puberdade, com o desenvolvimento completo das mamas, é possível diagnosticar uma assimetria das mamas. A indicação pela cirurgia plástica ocorre quando a distinção é extremamente notável. O problema pode surgir ou se acentuar após a amamentação, caso o bebê sugue apenas uma das mamas. A assimetria também pode ser provocada pelo câncer de mama e, por isso, apenas um médico especialista pode avaliar o caso.

De acordo com a necessidade de cada paciente, o especialista avaliará se é necessário um implante em uma mama menor, redução da mama maior, reposicionamento de mamas, aréolas, entre outros. O procedimento é feito com anestesia local com sedação ou geral. O tempo de cirurgia geralmente não ultrapassa 1h30.

Fonte: Master Health

beijos, Fran
14/04 2018
12345
Topo