Plásticas
0 Comentários

O que você precisa saber antes de fazer uma lipo

  • Lipoaspiração não emagrece

    O procedimento não é indicado para obesos. A lipo serve para modelar o corpo, retirando gordura localizada, não para emagrecer. Se o paciente faz com essa intenção, a tendência é que a gordura retorne. E, pior de tudo, para uma região menos saudável, a intra-abdominal, que está mais relacionada a doenças, como infarto e AVC.

  • Há um limite da quantidade de gordura que pode ser retirada

    Há um decreto do CFM (Conselho Federal de Medicina) que estipula que os médicos só podem retirar até 7% do volume corpóreo total do paciente, o que já é bastante. Quer fazer lipo? Fale com o plástico sobre esse número.

  • A gordura retirada da cirurgia pode ser aplicada em outra região

    Os cirurgiões usam a gordura retirada numa lipo para corrigir irregularidades do corpo. Por exemplo, se a lipoaspiração é no culote, o médico pode enxertar a gordura no bumbum.

  • O resultado da cirurgia só aparece depois de três meses

    Dá até para ter uma noção do resultado da lipoaspiração no primeiro mês, mas o inchaço permanece. O resultado, mesmo, só será visto de três a seis meses após a operação. A cicatrização completa da cirurgia só acontece depois de dois anos.

  • É possível ganhar peso depois da lipo

    Além do inchaço, é possível ganhar peso depois da lipo. Nosso corpo sempre busca atingir um equilíbrio. Se ele está acostumado com uma certa quantidade de gordura, quando ela é eliminada, tenta recuperar. Por isso, o paciente deve ter orientação para controle alimentar e de atividade física no pós-operatório.

  • Se engordar, a barriga pode ficar estranha

    Muita gente volta a engordar depois de fazer a lipoaspiração. Quando isso acontece, normalmente, a gordura se acumula em todos os lugares que não foram submetidos ao procedimento, deixando a região do corpo desproporcional.

  • Você vai precisar fazer drenagem

    Após uma cirurgia, normalmente, há retenção de líquidos. Por isso, a drenagem linfática é necessária. Ela ajuda nessa eliminação, melhora a circulação sanguínea e alivia as dores pós-cirúrgicas.

  • A escolha do médico é o momento mais importante

    Tenha certeza de que o profissional escolhido tenha título de especialização. Consulte o número de inscrição no CRM (Conselho Regional de Medicina) do médico e busque o nome dele no site da SBCP (http://www2.cirurgiaplastica.org.br/).

  • A cirurgia deve ser feita preferencialmente em um hospital

    Não há uma regra estabelecida de quais são os locais onde a lipoaspiração pode ser realizada. No entanto, a maioria dos médicos opta por fazer em hospital, pela segurança do local em caso de complicações no procedimento. Sem dúvida, é a melhor alternativa.

  • Toda cirurgia tem riscos

    As tragédias acontecem, principalmente, por culpa de médicos não credenciados como cirurgiões plásticos. O procedimento é tecnicamente simples, mas, se feito por um profissional que não é qualificado, pode ocorrer a perfuração de algum órgão, como estômago e intestino, levando à morte. Além do mais, lembre-se: qualquer cirurgia oferece riscos.

Fonte: UOL

beijos, Fran
19/05 2018
Plásticas
0 Comentários

Abdominoplastia em âncora

Basicamente, a abdominoplastia em âncora (ou dermolipectomia em âncora) segue os mesmos princípios da clássica. Porém, esta opção destina-se aos homens e mulheres com flacidez exagerada na região do abdômen, formando a famosa “barriga avental”.

Geralmente essa aparência extremamente flácida acontece, principalmente, devido à perda significativa de peso.

Apesar de ser muito comum em pacientes que passaram por uma redução do volume do estômago (pós bariátrica), ela também é procurada por pessoas que se submeteram a uma dieta rígida ou exercícios físicos.

Uma das vantagens secundárias da abdominoplastia em âncora é a retirada das estrias presentes na região inferior do abdômen, mas esse não é o foco da cirurgia.

O procedimento cirúrgico dura em média de 3 a 5 horas. E a anestesia utilizada na abdominoplastia em âncora pode ser a peridural com sedação ou a geral.

Falando em cirurgião plástico, você deve escolher um que seja experiente em abdominoplastia em âncora.

Essa é uma decisão tão importante, pois está ligada diretamente com o seu resultado final, além da sua segurança. Pois, somente o médico especializado poderá dizer se essa intervenção cirúrgica é a mais adequada para você.

Além disso, comparecer a avaliação médica presencial é fundamental para você checar se está com o peso adequado e, assim, poder realizar o procedimento. Além disso é importante verificar se há uma estabilização do peso, para não correr o risco do efeito sanfona prejudicar o resultado.

Quem busca por uma cirurgia plástica, principalmente se for pós-bariátrica, precisa conhecer o antes e depois da abdominoplastia em âncora. Cada etapa do processo vai te ajudar a escolher os melhores profissionais e evitar situações que podem comprometer a eficácia do resultado.

Portanto, se você se encontra na fase inicial de planejamento, aposte primeiro na escolha de um cirurgião plástico ideal.

O profissional ideal é aquele que possui um certificado e autorização para realizar cirurgia plástica, basta verificar no site da SBCP se o nome dele consta na listagem.

Mas não é só isso. Ele também precisa ser reconhecido, ou seja, ter experiência comprovada! Você conseguirá medir essa experiência avaliando casos e conversando com suas ex-pacientes.

Fonte: Dream Plastic

beijos, Fran
17/05 2018
Plásticas
0 Comentários

Minilifting com enxerto de gordura

lifting facial-PAINT

Tirar, preparar, injetar, preencher e puxar. É mais ou menos dessa forma que funciona o minilifting com enxerto de gordura, procedimento que tem como objetivo devolver um aspecto jovem ao rosto.

Na primeira parte da cirurgia, retira-se uma porção de gordura da parte interna dos joelhos, da região do abdômen ou de outra parte do corpo do paciente. Esse tecido adiposo é centrifugado e acrescido de células-tronco. Em seguida, microcânulas preenchem áreas do rosto que tenham rugas com essa preparação.

Depois das aplicações, o paciente é submetido a um minilifting, processo que remove o excesso de pele do local. Por meio de um corte em frente à orelha, o cirurgião retira a pele excedente.

ANTES DA CIRURGIA

Os cuidados seguem o mesmo padrão de qualquer procedimento cirúrgico.

DEPOIS DA CIRURGIA

Os resultados aparecem a partir do primeiro mês, e o paciente precisa se afastar por, pelo menos, uma semana das suas atividades de rotina. A cirurgia também causa hematomas e edemas.

Fonte: ZH

beijos, Fran
16/05 2018
12345
Topo