Plásticas
0 Comentários

O que é i lipo?



I lipo é um procedimento estético que promete acabar com a gordura localizada sem cirurgias. Muitos dizem que é a lipo sem corte!

Todo mundo está falando sobre i lipo como uma nova tendência. Afinal, que mulher não quer acabar de uma vez por todas com a gordura localizada? Mas claro, sem muito esforço, sem dor e sem perder tempo.

Destruir a gordura e não precisar passar por uma cirurgia. Isso atrai os olhares de qualquer um!

As empresas se aproveitam desse desejo para oferecerem diversos procedimentos milagrosos, que prometem acabar com os pneuzinhos em poucos minutos.

Mas será que essas técnicas conseguem substituir a eficiência da lipoaspiração?

A lipo sem corte, como é popularmente conhecida, não é um procedimento cirúrgico. Consequentemente muitas vezes ela é feita por um esteticista e não pelo cirurgião plástico.

Pensar em perder gordura com uma lipo sem corte é sonho de muitas mulheres. Mas será que a lipo sem corte funciona?

A lipo sem cirurgia é um tratamento estético que reduz medidas e ajuda a modelar o corpo. Mas essa técnica limitada só beneficia pessoas com pouquíssima gordura.

Ou seja, os resultados vão aparecer em mulheres que tem entre 1 cm e 4 cm de gordura localizada. Em outros casos somente a lipoaspiração tradicional proporcionará um melhor resultado para a paciente.

Na lipo sem corte a paciente é submetida ao procedimento sem anestesia, fora de um hospital e, muitas vezes, sem um cirurgião plástico.

O que é i lipo?

Trata-se de um procedimento estético que utiliza tecnologia a laser. Porém, não confunda i lipo com a outra técnica de lipoaspiração a laser. São coisas diferentes.

A técnica chamada de i lipo funciona por meio de um equipamento que emite laser diodo (tipo utilizado em métodos depilatórios). E não precisa de cortes ou cirurgia!

O laser age diretamente sobre a célula responsável pela produção de energia do corpo humano. O feixe de luz rompe a membrana celular, permitindo que a gordura seja liberada na corrente sanguínea.

A célula adiposa (célula de gordura) diminui drasticamente o seu tamanho, já que a gordura ocupa a maior parte da constituição celular.

Vale ressaltar que a luz do laser dá ao organismo uma chance de metabolizar a gordura que armazenou em excesso.

Conheça o passo a passo da i lipo laser:

  • Os PADS (aparelhos que emitem laser) são colocados na região
  • O aparelho aciona o laser logo após ser posicionado no corpo
  • O feixe de luz rompe os triglicerídeos (gordura) que está presente no interior do adipócito (célula de gordura)
  • A gordura sai através da membrana celular e chega aos linfáticos

A i lipo funciona e realmente proporciona uma perda de medidas para a paciente. Porém, essa redução da gordura demora para acontecer e é mínima, às vezes até imperceptível.

Na i lipo, resultados que trazem uma diferença relevante dependem, principalmente, do perfil da paciente. Mas vale dizer que não é imediato!

Será necessário fazer entre 4 a 8 sessões do procedimento para notar alguma redução. O valor de cada sessão pode chegar a R$ 400.

Além disso, a paciente deve evitar o consumo de alimentos gordurosos nas 24 horas subsequentes a cada sessão. E, claro, também deve manter uma rotina de exercícios físicos.

É importante respeitar esta orientação, pois alimentos gordurosos facilitam a reabsorção da gordura na célula. E a paciente pode até ganhar uns quilos extras após o procedimento cirúrgico.

Em média, o tratamento com o aparelho i lipo dura dois meses.

Então, se você quer ver um resultado rápido e eficiente, a cirurgia plástica de lipoaspiração é a mais indicada.

O ideal é passar por uma avaliação com especialista para definir o melhor tratamento para você.

Fonte: Dream Plastic

beijos, Fran
16/04 2019
Plásticas
0 Comentários

Cirurgia plástica para mudar aparência do umbigo é nova tendência



shutterstock



Segundo informações do portal britânico “Daily Mail”, diversos especialistas estrangeiros já notaram o crescimento em cirurgias plásticas no umbigo para que ele fique mais “esteticamente aceitável”. Entre os umbigos considerados “ideais” e mais pedidos pelas clientes estão o da atriz e cantora Jessica Simpson e o da modelo Emily Ratajkowski.

Se você se interessou pelo tema, deve estar se perguntando como funciona essa cirurgia, também conhecida pelos médicos como “onfaloplastia”. O termo se refere a qualquer procedimento que altere apenas esse parte do corpo e, de acordo com o cirurgião plástico Francisco Alionis Neto, podem tanto melhorar a aparência, quanto corrigir deformidades, tais como hérnias, malformações e cicatrizes causados por piercing e pela gravidez. 

Mas parece que por aqui, só a cirurgia estética não faz tanto sucesso. O especialista explica que o motivo mais frequente de uma cirurgia nessa região é para a correção de hérnias, seguido pelas abdominoplastias. “A cirurgia estética exclusiva nessa área ainda é rara e tem indicação restrita, sendo que na maioria das vezes a paciente que procura o médico devido a aparência do umbigo tem indicação de outro procedimento associado, como a abdominoplastia”, diz.

Fonte: Delas – iG

beijos, Fran
14/04 2019
Plásticas
0 Comentários

As cirurgias plásticas mais comuns no Brasil

(foto: Pixabay)

Seja para correção de algum problema, seja por desejo estético, as cirurgias plásticas estão cada vez mais comuns no dia a dia dos brasileiros. O procedimento costuma ter o objetivo de devolver a autoestima, corrigir imperfeições estéticas e melhorar a aparência.

Antigamente, os valores cobrados por esse tipo de intervenção não era acessível a grande parte da população. Mas, atualmente, os custos se tornaram mais acessíveis – dependendo do procedimento, claro. Por isso, o Brasil é o segundo país com mais intervenções estéticas, correspondendo a 16% do total mundial, ficando atrás apenas dos Estados Unidos.

Entre todas as plásticas existentes, algumas são consideradas as “queridinhas” do momento. Confira os procedimentos mais solicitados, segundo a cirurgiã plástica Luciana Pepino:

Abdominoplastia
“A abdominoplastia é uma cirurgia plástica indicada para homens e mulheres que desejam reduzir as gorduras do abdômen para que ele fique liso e sem flacidez. A técnica não deve ser usada por pacientes que almejam perder peso e sim quando o objetivo é melhorar o contorno corporal, dando forma ao abdômen, principalmente quando o ganho excessivo de peso, múltiplas gestações ou o conhecido efeito sanfona deixou uma aparência indesejada na região”, esclarece a especialista. Segundo ela, o procedimento é simples e tem uma rápida recuperação. “De forma que o paciente consiga ver os resultados em pouco tempo. Quando alinhada com uma alimentação adequada e exercícios físicos os efeitos da cirurgia tem uma duração maior”.

Mini lifting facial
Esta é uma cirurgia direcionada ao rejuvenescimento facial e, conforme a médica, é indicada para pacientes com marcas profundas na face, como rugas, sulcos e linhas de expressão. “No mini lifting é realizado o reposicionamento dos músculos para eliminar a flacidez e o excesso de marcas faciais. Esta técnica é a mais indicada para uma solução duradoura para a estética facial, pois diferentemente da aplicação de toxina botulínica e ácido hialurônico há um resultado permanente”, diz Luciana.

Lipoaspiração
Muito conhecida dos brasileiros, a lipoaspiração continua sendo uma das cirurgias “queridinhas” do momento. “O objetivo do procedimento é proporcionar uma melhor definição da silhueta, eliminando as gorduras localizadas, como o famoso culote. Ainda assim, ele pode ser realizado em diferentes partes do corpo, de acordo com os desejos e necessidades do paciente, como quadril, abdômen, culotes, joelhos, coxas, glúteos, braços, panturrilhas, pescoço e costas”, explica a cirurgiã plástica. Porém, ela alerta que a lipo não deve ser usada como forma de emagrecimento, já que os resultados são mais evidentes em pacientes que estejam com o corpo adequado e sem excesso de flacidez na pele.

Mamoplastia de aumento
O implante de silicone para aumentar os seios está entre as cirurgias plásticas mais realizadas em todo o mundo. “A cirurgia pode ser usada para aumentar, corrigir ou devolver o volume dos seios, sendo um procedimento seguro e que foi bastante aprimorado ao longo dos anos para proporcionar melhores resultados e mais segurança para as pacientes. Outro quesito que passou por melhorias foi a qualidade da prótese mamária, de forma a evitar acidentes e garantir que o conteúdo não vaze nem se ocorrer o rompimento”, esclarece a especialista. A mamoplastia de aumento, de acordo com Luciana Pepino, é um dos procedimentos estéticos mais desejados pelas mulheres. “Entretanto, é importante lembrar que é necessário respeitar as características físicas da paciente, como altura, idade e dimensão do tórax para um resultado mais natural”.

Mamoplastia redutora
Além da questão estética, a mamoplastia redutora, que ajuda mulheres a reduzir o volume dos seios, ajuda a melhorar a saúde, evitando problemas nas costas, por exemplo. “Entre os problemas recorrentes que motivam a retirada do excesso de mama estão às dores nos ombros e pescoço decorrente do tamanho dos seios. Desta forma, a mamoplastia redutora contribui para a redução do volume mamário e também para corrigir a forma e a flacidez dos seios”, comenta a médica.

Blefaroplastia
Outra cirurgia plástica com foco no rejuvenescimento facial é a blefaroplastia, técnica utilizada para rejuvenescer a aparência das pálpebras, que podem ficar flácidas e caídas devido à idade, textura da pele, maus hábitos e questões emocionais. “O procedimento visa corrigir os excessos de pele, gordura e flacidez muscular da região das pálpebras. Além disso, em alguns casos, a cirurgia pode ser usada para devolver as características funcionais da área”.

Rinoplastia
Este é um dos procedimentos mais realizados pelos brasileiros. A rinoplastia ajuda a corrigir a aparência no nariz, podendo ser usada para reduzir ou aumentar o tamanho dele, alterar a projeção da ponta, mudar as asas nasais, entre outras alterações que o deixam mais harmonioso na face. “Os resultados da rinoplastia dependem de fatores como a pele, a extensão das alterações realizadas e também um bom pós-operatório”, diz a cirurgiã plástica.

Fonte: Revista Encontro

beijos, Fran
11/04 2019
Topo