Plásticas
0 Comentários

Cirurgia íntima

A cirurgia íntima é realizada na vulva, parte mais externa da genitália feminina, composta pelos grandes e pequenos lábios, ou na vagina, que é o canal que começa na vulva e vai até o útero.

“É importante que a paciente se pergunte qual é o motivo que a leva a fazer o procedimento. Ter certeza de que está tomando esta atitude por si mesma, e não para agradar outra pessoa. É importante que ela saiba que a cirurgia estética não é capaz de melhorar milagrosamente a vida sexual e que os resultados idealizados nem sempre são possíveis”, alerta Marair Sartori, presidente da Comissão Nacional de Uroginecologia e Cirurgia Vaginal da Febrasgo (Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia). Por isso, é muito importante que o procedimento seja feito por um profissional especializado. Procure no site da SBCP (Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica) e sempre peça referências.

É válido saber também que não existe um padrão de vulva ou de vagina considerada normal. “A aparência genital padronizada, que vem sendo perpetuada por sites de clínicas privadas, que rotulam confusamente e definem diversos procedimentos como padrão, não possui nenhuma evidência científica sobre sua eficácia”, aponta Leonardo Bezerra, ginecologista do Departamento de Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente da UFC (Universidade Federal do Ceará). A cirurgia íntima deve ser levada tão a sério não somente por ser um procedimento invasivo, mas também por mexer com a mente das mulheres. Isto porque a intervenção pode melhorar a autoestima delas, mas, por outro lado, se eventualmente a paciente ficar com desconforto, dor na região, dificuldade de ter relação sexual, ou o procedimento não ficar de acordo com o esperado, pode impactar negativamente o bem-estar psicológico.

Imagem: iStock

Questão de saúde Por outro lado, existem grupos de mulheres que optam pelo procedimento por conta de incômodos sentidos em suas atividades diárias. “Quando a paciente tem o pequeno lábio vaginal muito grande, por exemplo (uma das principais queixas), pode causar desconforto na roupa íntima, na sua atividade física, ou até mesmo nas relações sexuais. Se houver estas queixas, a correção cirúrgica pode trazer benefícios”, explica Lucas Schreiner, médico do Serviço de Ginecologia e Obstetrícia do Hospital Moinhos de Vento, em Porto Alegre. A dificuldade em urinar também é outro fator que pode levar à cirurgia íntima. Assim como o acúmulo de secreção e risco de infecção pelo excesso de pele dos pequenos lábios, o que dificulta a higienização do local.

Não são apenas os pequenos lábios que podem causar desconfortos a fim de gerar uma busca pelo procedimento. O clitóris, os grandes lábios e o púbis também podem passar por modificações, que vão desde a redução da flacidez e de tamanho, passando pelo estreitamento vaginal, até a correção de cicatrizes e de prolapsos genitais, que é quando a mulher tem o útero ou a bexiga caída.

“A cirurgia íntima pode melhorar infecções urinárias, vaginais, a menor ou maior sensibilidade clitoriana, entre outros benefícios”, diz Alexandre Kataoka, cirurgião plástico e diretor do Depro (Departamento de Defesa Profissional) da SBCP.

Fonte: Viva Bem/Uol

beijos, Fran
04/11 2022
Plásticas
0 Comentários

Cirurgia Plástica no Inverno: Cuidados com a Pele

É comum o filtro solar ser deixado de lado por muitas pessoas quando o inverno se aproxima, já que as queimaduras solares são mais frequentes, de fato, durante o verão. Porém, quando especialistas dizem que devemos usar o protetor mesmo no inverno ou dentro de casa, acredite, é verdade!

Isso porque o risco do fotoenvelhecimento (o envelhecimento que ocorre devido à luz) permanece o mesmo do que no verão. Com o passar do tempo, nossa pele perde a capacidade de corrigir as alterações causadas pelo sol, causando efeitos nocivos e diferentes da pessoa que envelheceu por conta da passagem do tempo apenas.

Relação com a Cirurgia Plástica

Ok, mas o que tudo isso tem a ver com cirurgia plástica? É muito simples! Por mais que o inverno traga algumas vantagens sobre o verão, o cuidado com o sol deve ser o mesmo, especialmente em procedimentos faciais.

Geralmente durante os primeiros 30 dias, o paciente não deve se expor diretamente ao sol sob hipótese alguma, para evitar o escurecimento da pele no local. O ideal é se proteger com protetor solar, roupas e acessórios adequados até que todos os hematomas desapareçam, em torno de 90 dias.

Tenha em mente que, o mais importante na hora de decidir em que época do ano realizar determinado procedimento, é saber se haverá tempo hábil para a recuperação e para administrar os cuidados do pós-operatório.
Leia mais em: Cirurgia Plástica no Inverno e seus Benefícios

Como se proteger dos efeitos do sol

Agora que você já sabe que o filtro solar deve ser usado todos os dias, mesmo se for inverno ou estiver nublado, falta saber como se proteger dos seus efeitos nocivos.

O filtro deve ser escolhido de acordo com sua tonalidade de pele, ou seja, quanto mais clara, maior deve ser o Fator de Proteção Solar (FPS). Para o rosto e pescoço, por exemplo, recomenda-se o FPS de no mínimo 30, e sua eficácia irá depender da quantidade aplicada e do tempo de exposição.

Fonte: Dr. Guilherme Moreira

beijos, Fran
28/10 2022
Plásticas
0 Comentários

Qual a melhor época do ano para fazer a cirurgia plástica?

Veja os principais motivos para fazer a cirurgia plástica no inverno

Menor exposição ao sol – no outono e inverno há menos exposição direta ao sol, garantindo uma recuperação mais confortável em vários tipos de procedimentos, evitando manchas na pele.

Menos inchaço – o desconforto do pós-operatório pode ser reduzido no inverno, já que as altas temperaturas favorecem a dilatação dos vasos sanguíneos e a retenção de líquido levando ao inchaço.

Menos incômodo no uso da cinta – algumas cirurgias exigem o uso da cinta. A vantagem desta época do ano é que ela incomoda menos e pode ser melhor disfarçada por baixo das roupas que são usadas no inverno.

Verão – com a cirurgia neste período, os pacientes têm tempo de se recuperar e chegar ao verão com o corpo que considera ideal.

Fonte: Folha Vitória

beijos, Fran
21/10 2022
Topo