Plásticas
0 Comentários

Posso fazer várias cirurgias plásticas ao mesmo tempo?

A Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica não incentiva o médico a realizar várias cirurgias plásticas no mesmo paciente, sem respeitar os limites e critérios médicos. O Conselho Federal de Medicina determina como resolução de segurança não ultrapassar mais que 40% de extensão corporal no mesmo procedimento cirúrgico. Cirurgias demasiadamente longas na duração ou que fazem intervenções em uma área muito extensa do corpo podem colocar em risco a saúde do paciente.

A única vantagem da combinação de técnicas no mesmo tempo cirúrgico é diminuir custos da operação e internação e otimizar o período de recuperação do paciente. No entanto, deve haver uma sintonia entre os procedimentos: as cirurgias devem ser similares e ter o mesmo objetivo.

A lipoaspiração, por exemplo, combina com a abdominoplastia, implante de prótese de silicone nas mamas ou redução mamária. A abdominoplastia com lipoaspiração na região das coxas ou implante mamário com lipoaspiração dos braços tem boa indicação, pois são regiões próximas e recebem orientações que se harmonizam no pós-operatório. Cirurgia nos braços e nas coxas, quando feitas juntas, também funcionam, pois são áreas de movimento e locomoção.

O tempo da cirurgia e do efeito da anestesia provocam alterações no metabolismo e na função fisiológica do corpo. Por isso, esses procedimentos têm um tempo médio para ser realizado – o ideal é que seja de até quatro horas. Até porque, ainda que o médico seja muito experiente, cirurgias associadas são naturalmente mais complexas, o que leva ao desgaste físico e mental do profissional, além de exigirem maior controle das condições de saúde do paciente.

As cirurgias plásticas combinadas, ou seja, a realização de duas técnicas no mesmo tempo cirúrgico deve ser avaliada com muita cautela pelo cirurgião plástico, que deve ser de confiança e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Fonte: MinhaVida

beijos, Fran
02/10 2018
Plásticas
0 Comentários

Lipoaspiração

Como a lipoaspiração não é método de emagrecimento, os próprios Conselhos de Medicina condenam o procedimento para este fim e estabelecem um limite de retirada máxima de gordura de até 7% do peso corporal. Sua indicação, portanto, é harmonizar o contorno do corpo. Por isso, a hora certa para fazê-la é quando já se perdeu os quilos extras e os exercícios físicos não resolveram o problema de gordura localizada.

A cirurgia não deve ser feita em pacientes com sobrepeso e muito menos em pacientes muito jovens, como adolescentes. É preciso destacar também que a lipoaspiração é indicada para quem não tem problemas de flacidez. Quem tem sobra de pele na barriga, por exemplo, deve optar por uma plástica de abdômen.

Fonte: MinhaVida

beijos, Fran
30/09 2018
Mamoplastia
0 Comentários

Silicone riscos: como evitá-los?

No pós-operatório, a melhor forma de evitar os riscos da prótese de silicone é seguir os cuidados de não fazer esforço, tomar os medicamentos nos horários certos e usar o sutiã cirúrgico.

Além disso, não faltar nos retornos, pois a equipe médica, cirurgião e enfermeiros, faz um acompanhamento criterioso da sua evolução.

Não há exames para prótese de silicone específicos, mas nos de rotina, solicitados pelo seu ginecologista anualmente, é possível acompanhar  e ver se há algo errado.

Se você vai fazer mamografia com prótese de silicone, lembre-se de avisar o técnico. O implante não interfere em nada e o exame pode ser feito normalmente, porém a posição do equipamento será um pouco diferente.

A mamografia é um dos exames para prótese de silicone, mas há também o ultrassom. Ambos são considerados de rotina e podem ser usados para identificar alterações no implante.

Fonte: Dream Plastic

beijos, Fran
26/09 2018
Topo