Plásticas
0 Comentários

Não carregar peso e nem realizar esforços físicos

Essa orientação vale para todas as cirurgias, sem exceção. Carregar peso ou realizar esforços físicos, como academia, mover um sofá, entre outros, pode comprometer o resultado das cirurgias, como:
– Mamas: pode causar dor, equimose (roxo), hematoma;
– Abdômen: o mesmo, além de poder romper os pontos da plicatura;
– Lipoaspiração: dor, edema (inchaço, equimose, fibrose;
– Nariz: edema;
– Face: inchaço, hematoma.
Quando fazemos algum tipo de exercício físico, causamos uma dilatação dos vasos sanguíneos, para aumentar o aporte de sangue nos músculos que necessitam disso para realizar a atividade. Isso ocorre de uma forma generalizada e, por mais que tenhamos operado o nariz, se fizermos exercícios para as pernas, o nariz irá inchar junto. Após um mês da cirurgia, pode-se realizar exercícios leves, como caminhadas e bibicleta devagar (não spinning). Após dois meses, pode tudo.

Fonte: Dr Gabriel Cavalcanti

beijos, Fran
22/03 2017
Plásticas
0 Comentários

Dormir de barriga para cima durante um mês

Essa recomendação é importantíssima e serve para quase todas as cirurgias plásticas, com exceção da gluteoplastia (prótese de silicone nos glúteos), que necessita de decúbito ventral (barriga para baixo). Dormir de barriga para cima faz com que o edema (inchaço) se instale de forma uniforme, sem que um lado fique mais inchado que o outro. Dessa forma, se o paciente após uma cirurgia plástica dormir de lado, além de poder tracionar (forçar) alguma cicatriz, o lado que ficar na parte debaixo pode amanhecer mais inchado, maior, e o paciente pode achar que o médico errou na cirurgia, tirando mais de um lado que do outro. Esse tipo de preocupação pode ocorrer se dormir de lado ou de barriga para baixo (que implica virar um pouco de lado também), e é desnecessária. Para que o pós operatório corra tranquilamente, a recomendação é de dormir de barriga para cima durante um mês, até que o edema diminua.

Fonte: Dr Gabriel Cavalcanti

beijos, Fran
21/03 2017
Mamoplastia
0 Comentários

Cerca de 65% das mulheres têm o lado esquerdo maior

Talvez você já tenha notado, mas é absolutamente normal que um seio seja maior que o outro. Segundo Jenna Pincott, autora do livro Do Gentlemen Really Prefer Blondes: Bodies, Behavior, and Brains, cerca de 65% das mulheres têm o lado esquerdo maior, mas ninguém sabe o motivo para isto. Uma teoria sugere que a hipersensibilidade imunológica é maior do lado esquerdo, o que influencia os hormônios que determinam a forma e tamanho dos seios.

Fonte: Terra

beijos, Fran
20/03 2017
12345
Topo