Plásticas
0 Comentários

Braquioplastia: Tudo sobre a plástica no braço!

A cirurgia plástica no braço, também conhecida como lifting de braço e dermolipectomia braquial, é um procedimento de recuperação que tira o excesso de pele da axila ao cotovelo.

Seu objetivo é trazer uma aparência harmoniosa e contornos mais firmes para a região.

Normalmente ela é realizada após uma perda de peso muito grande, como foi o caso da Mariana. Depois de fazer uma cirurgia bariátrica ela reduziu o tamanho da barriga, mas os braços ficaram com flacidez.

Ela até tentou fazer exercícios por um tempo, mas não adiantou. Foi então que encontrou a verdadeira solução para o seu problema, a cirurgia plástica no braço. Essa era a fórmula que, enfim, deixaria seus braços proporcionais ao corpo.

É muito comum haver confusão entre a lipo no braço e a braquioplastia. Isso porque ambos os procedimentos ajudam a afinar o braço. Porém, eles são diferentes e você precisa encontrar o ideal para o seu corpo.

Lipo nos braços

A lipo é o procedimento ideal para retirar apenas o excesso de gordura. Desse modo, a lipo nos braços deixa a região mais fina, porém não resolve problemas de flacidez.

Braquioplastia axilar

Já a Braquioplastia resolve o problema de pele flácida, retirando da região as famosinhas pelancas.

Quem deve fazer a cirurgia plástica no braço?

A braquioplastia é indicada para você que:

  • Perdeu muito peso;
  • Não se sente satisfeita com a flacidez no braço;
  • Cansou de fazer academia e exercício sem ver resultados;
  • Tem vergonha de acenar para as pessoas;
  • Não gosta de se olhar no espelho;
  • Deseja sentir mais autoconfiança;
  • Sonha em se sentir com a autoestima lá em cima.

Na braquioplastia, inicialmente o anestesista aplica a anestesia local com sedação. Ela vai fazer com que você adormeça, mas sem transmitir os mesmos efeitos de uma anestesia geral. Sendo bem menos invasiva.

Para eliminar a pele flácida, é feita uma incisão na parte de trás ou interna dos braços. Essa incisão pode começar nas axilas e se estender até os cotovelos. O tamanho da cicatriz será determinado pela quantidade de pele a ser retirada.

Nesse momento é feita a retirada de pele e também a lipoaspiração no braço, caso seja indicada pelo médico. Em seguida, a pele é reposicionada e, por fim, a incisão é fechada.

A braquioplastia é rápida, com duração média de 1h30, podendo se alongar caso haja necessidade de lipo. E o tempo de permanência no hospital é de 24h apenas.

Braquioplastia axilar

Para casos de pouca flacidez. É realizada apenas uma pequena incisão na região da axila, por onde o cirurgião consegue puxar o excesso de pele.

Na braquioplastia axilar a cicatriz é pequena e fica localizada na axila. (primeira imagem à esquerda)

Braquioplastia padrão

A braquioplastia padrão pode ser usada em dois casos:

  • Quando se tem pele flácida em excesso com ou sem gordura. Nesse caso a cicatriz pode vir da axila até próximo ao cotovelo, ficando em formato de “T” ou “L”. (segunda e terceira imagem)
  • O segundo caso é ainda mais extenso. Nele a cicatriz vai desde próximo ao cotovelo até a marca do sutiã. É indicado para casos em que a pele flácida está muito concentrada entre a axila e o braço. (última imagem à direita)

Se o seu caso for o segundo, não se desespere!

Sabemos que devido a pele dessa região ser muito fina, há maiores possibilidades de a cicatriz ficar evidente. Porém, ainda há algumas medidas que você pode tomar para diminuir essa possibilidade:

  • Escolher um médico com resultados bons;
  • Seguir à risca todas as orientações do pós-operatório;
  • Não fumar durante um mês antes e após a braquioplastia;
  • Evitar pegar peso nos 2 primeiros meses;
  • Evitar expor a cicatriz ao sol por 2 anos.

Seguindo todas essas recomendações, as chances de uma boa cicatrização são BEM MAIORES! Além disso, a marca tende a clarear com o tempo.

Pós-operatório de braquioplastia

Essa é uma das principais dúvidas de todas as mulheres que buscam braquioplastia, recuperação.

É possível sim ter um pós-operatório tranquilo de braquioplastia, mas para isso você deve seguir algumas recomendações:

  • Repousar por 1 semana;
  • Fazer pequenas caminhadas. A falta de circulação pode afetar a pressão sanguínea;
  • Usar malha compressiva na região por 1 mês;
  • Não se expor ao sol antes de 12 meses;
  • Evitar exercícios físicos por 45 dias, para não gerar hematomas no local;
  • Não pegar peso por 30 dias, pois afeta a cicatrização;
  • Evitar levantar os braços por 3 semanas;
  • Não dirigir por 3 semanas ou 4 semanas. Esperar liberação médica.

Fonte: Dream Plastic

beijos, Fran
18/12 2020
Mamoplastia
0 Comentários

Mulher leva tiro no peito e sobrevive graças a implante de silicone

(Foto: Reprodução/Plastic Surgery Case Studies)

Uma mulher de 30 anos sobreviveu após levar um tiro no peito graças a um implante de silicone que possuí nos seios. O caso aconteceu em Ontário, no Canadá e foi divulgado pela Plastic Surgery Case Studies na última quarta-feira (15).

Segundo o relatório, esse é um dos primeiros registros na medicina de um caso desses. Os médicos disseram que a paciente não sentiu o tiro e só percebeu o que havia acontecido após sentir um “calor” no seio esquerdo.

A vítima deu entrada em um hospital e uma tomografia constatou que  a bala perfurou o peito esquerdo e foi desviada pela prótese, ficando alojada no direito.

“A prótese de silicone provavelmente foi responsável por desviar a trajetória da bala e salvar a vida da mulher. Com base na trajetória de entrada da bala, a única fonte de deflexão do projétil foi o implante da mama esquerda. Esse implante cobre o coração e a cavidade intratorácica e, portanto, provavelmente salvou a vida da paciente.”, diz um trecho do artigo.

“Nosso estudo aumenta o conhecimento, usando uma tomografia computadorizada para analisar a trajetória da bala em um caso real”, completou.

A mulher sofreu apenas ferimentos leves e perdeu os implantes de silicone. “A história infeliz tem um final feliz, pois a paciente sofreu apenas ferimentos leves e se recuperou completamente”, informou o médico Giancarlo McEvenue, responsável pelo tratamento.

Fonte: Uol/Rede tv

beijos, Fran
15/12 2020
Plásticas
0 Comentários

O que é septoplastia?

Antes de qualquer coisa, precisamos entender como funciona o sistema respiratório. Mas calma, não será uma aula de biologia. É apenas uma breve explicação!

Quando o ar entra, através de duas aberturas, ele passa pelas cavidades nasais até chegar ao pulmão. O septo nasal, que é formado por cartilagem e osso, separa estas duas cavidades.

septoplastia

Ou seja, o septo é uma parede que está entre as duas narinas (os buraquinhos do nariz). O lado direito e esquerdo dispõe de um orifício denominado coana, que faz uma ligação até a faringe.

O desvio de septo é justamente quando essa parede está torta ou deformada, dificultando a passagem do ar. Essa obstrução acontece, principalmente, quando o septo se aproxima do corneto nasal.

o que é septoplastia

Você já deve ter ouvido falar dos cornetos, já que eles são popularmente conhecidos como carnes esponjosas. Os cornetos nasais são estruturas formadas por mucosa, tecido esponjoso e osso. Sua função é aquecer e umidificar o ar em sua passagem pela cavidade nasal.

Quando há obstrução das duas narinas significa que o corneto de um lado está muito próximo ao septo. E, do outro lado, teve um crescimento excessivo, que preencheu o espaço “a mais” que estava ali.

A cirurgia de carne esponjosa no nariz serve justamente para desobstruir e diminuir o tamanho desses cornetos.

desvio nariz

Vale ressaltar que, normalmente, o septo não é reto, há um pequeno desvio no nariz. O problema é quando  ele se entorta mais do que o normal.

Você já notou uma diferença na respiração do lado esquerdo ou direito? Esse é um grande indício de que há um desvio no septo. Mas como corrigir?

1. Quando a cirurgia de desvio de septo é indicada?

cirurgia de desvio de septo

Como você viu, o desvio de septo pode prejudicar a respiração. E é esse o principal sinal para o médico indicar a cirurgia nasal.

Mas antes disso, o médico solicita alguns exames detalhados, como tomografia e Raios-X dos ossos da face. Isso facilita o diagnóstico, pois, às vezes, há um desvio de septo, mas sem acometimento estético (não é perceptível a olho nu, exceto para médicos treinados).

Quando o desvio está bem acentuado ele obstrui completamente as vias nasais. Claro que isso prejudica na respiração e até no bem-estar do paciente.

Atividades simples como correr, fazer exercícios ou dormir serão afetadas pela sensação de cansaço e falta de ar.

É importante ressaltar que a cirurgia de septo nasal é indicada em casos específicos. Por exemplo, quando há: interferência na respiração, carne esponjosa ou obstrução nasal ocasionada por uma rinite, que dá a sensação de nariz entupido.

Nessas situações, o médico prescreve um tratamento adequado antes de recomendar a cirurgia.

2. Qual a diferença entre rinoplastia e rinosseptoplastia?

oq e septo

Se você sofre com o formato do seu nariz achatado, a rinoplastia é a cirurgia plástica ideal para remodelar a estrutura nasal. Portanto, a rinoplastia tem finalidade puramente estética.

Nesse caso, são inúmeras as possibilidades que a cirurgia oferece para remodelar o nariz, como:

  • Aumentar ou reduzir o seu tamanho
  • Corrigir a forma do dorso nasal
  • Diminuir o tamanho das narinas
  • Alterar o formato da ponta
  • Corrigir defeitos de nascença

Mas lembre-se: qualquer mudança estética deve ser avaliada individualmente pelo cirurgião plástico. Pois, ele considera as expectativas do paciente e a possibilidade do resultado desejado.

Afinal, o que é rinosseptoplastia?

A rinosseptoplastia, além de alterar a parte estética (por meio da rinoplastia), também faz a correção de problemas respiratórios. Que muitas vezes são causados por um desvio de septo.

Por isso, se você sofre com problema respiratório e também está insatisfeito com o formato do seu nariz, então opte por uma cirurgia de septo nasal combinada com a rinoplastia.

3. O nariz torto pode ser resolvido com a septoplastia

cirurgia de septo

O nariz torto afeta a estética facial, mas não é só isso! Ele também prejudica a funcionalidade nasal. As principais causas do nariz torto são:

  • Traumas sofridos na região, sendo comuns em atletas.
  • Desenvolvimento do desvio de septo.

A rinosseptoplastia é vista como uma solução para esses casos. Já que ela corrige a falha estrutural, além de ser associada com a plástica no nariz.

É importante saber que na rinosseptoplastia, o médico, provavelmente, recorre à técnica de fratura nasal. Isso é necessário para alinhar o septo.

4. Como funciona a Rinosseptoplastia

A cirurgia de rinosseptoplastia é muito semelhante à rinoplastia. O cirurgião pode escolher entre duas técnicas para realizar a operação, que são:

Rinoplastia aberta: essa opção permite que o cirurgião tenha mais visão da região que será operada. Já que a incisão é feita na columela, tecido localizado entre as duas narinas, e a pele é levantada.

cirurgia nasal

Desse modo, o profissional consegue fazer mudanças mais complexas e precisas, como alterar a ponta do nariz e tirar a Giba Dorsal.

Rinoplastia fechada: nesse tipo de cirurgia a incisão é feita apenas dentro do nariz. Por este motivo, proporciona uma visão limitada ao cirurgião, já que a pele não será levantada.

septoplastia o que é

Sendo assim, é indicada apenas para os casos em que há alterações estéticas mais simples de serem feitas.

A cirurgia do septo nasal

Independente da técnica escolhida, a rinosseptoplastia tem início com a cirurgia do septo para a correção do desvio.

Nesse caso, primeiro, o médico separa a mucosa nasal do septo. Com as alterações ósseas e cartilaginosas expostas, ele consegue remodelar as áreas desviadas. Em seguida, a mucosa nasal é reposicionada e suturada.

A partir disso, o cirurgião começa a fazer as alterações estéticas para melhorar a aparência e o formato do nariz.

Qual médico realiza a cirurgia de rinosseptoplastia?

septoplastia cartilaginosa

Por ser uma cirurgia muito específica, a rinosseptoplastia deve ser realizada por médicos habilitados e experientes.

Isto é fundamental para garantir bons resultados. Pois, imagine você escolhendo um cabelereiro para mudar o seu visual… Com certeza, você não vai querer passar com qualquer profissional, não é mesmo?

Até porque você espera sair do salão de beleza mais bonita. E não é qualquer profissional que vai conseguir aplicar a técnica certa, chegar à cor dos seus sonhos ou fazer aquele corte que você viu na revista.

Por isso, é importante pesquisar e escolher o melhor profissional. Assim também acontece quando falamos de cirurgia plástica.

O cirurgião plástico deve ser habilitado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Além disso, pesquise o que os pacientes falam sobre o médico que você escolheu. Afinal, ninguém vai indicar um serviço ruim, né?

Portanto, a rinosseptoplastia deve ser realizada por um cirurgião plástico. E, em alguns casos, será necessária a presença de um médico otorrino durante a cirurgia.

5. Como fica a cicatriz da rinosseptoplastia?

septoplastia e rinoplastia

Não se preocupe, a cicatriz da rinosseptoplastia fica bem discreta. Pois, o cirurgião plástico faz as incisões em locais estratégicos.

Mas o local da cicatriz também difere de acordo com a técnica utilizada. Por exemplo, na rino fechada, as incisões são pequenas e realizadas nos sulcos do nariz (parte interna). O que reflete numa cicatriz imperceptível, totalmente escondida.

Já na rino aberta a cicatriz também será mínima, porém está localizada na columela. As incisões são pequenas e ficam bem escondidas, o que favorece para que elas se tornem imperceptíveis.

6. A rinosseptoplastia pós-operatório é muito diferente da rinoplastia?

rinosseptoplastia pós-operatório

No geral, não muda muito a recuperação da rinosseptoplastia em relação à rinoplastia.

Após o procedimento cirúrgico é normal sentir uma dor moderada, mas que pode ser facilmente aliviada com analgésicos indicados pelo médico.

Outro ponto é a sensação de nariz entupido. Isso acontece devido ao inchaço normal que permanece dias após a cirurgia.

Em alguns casos, além do inchaço interno e externo, há também a presença de hematomas. Mas que desaparecerão em torno de 2 semanas.

Grande parte dos cirurgiões plásticos optam por um curativo (ou tala) que será utilizado nos 7 primeiros dias após a rinosseptoplastia. Por este motivo, nesse período, você só conseguirá respirar pela boca.

Além disso, caso o nariz tenha sofrido alguma fratura, o médico coloca um pequeno gesso na parte externa. Que serve como um molde para garantir estabilidade e evitar traumas na região operada.

Agora falando das restrições, você deve ter muita atenção para respeitá-las conforme a orientação médica. Por exemplo:

  • Cuidado para não bater na região operada, pois ela ainda estará frágil.
  • Evite ao máximo a exposição solar durante 30 dias. O sol pode deixar manchas permanentes na região dos hematomas.
  • Não tente tirar o curativo antes do período indicado pelo médico.
  • Suspenda o uso de óculos, por pelo menos, 4 semanas. Isso porque a região óssea do nariz ainda estará sensível e em recuperação.

E o resultado da rinosseptoplastia?

O inchaço já estará bem menor depois do terceiro mês. Porém, somente após 6 meses ou até depois de 1 ano haverá a regressão completa.

Portanto, o resultado da rinosseptoplastia poderá ser visto somente a partir de 1 ano. O nariz já estará bem delineado e com sua forma definida.

Lembre-se: os resultados de uma rinosseptoplastia dependem muito do empenho do paciente. Ou seja, siga todas as recomendações médicas durante o pós-cirúrgico de rinosseptoplastia.

Fonte: Dream Plastic

beijos, Fran
11/12 2020
Topo