Plásticas
0 Comentários

Estar preparado psicologicamente para a cirurgia plástica é fundamental

FOTO: THINKSTOCK

A cirurgia plástica sempre esteve associada à psicologia. Iniciou como cirurgia reparadora, havendo relatos de casos de reconstrução nasal datados da idade média. Foi introduzida no Brasil pelo Dr. Antonio Prudente, no final da década de 30.

A busca da reparação de deformidades congênitas ou adquiridas visava a restauração da função afetada, assim como minimizar as importantes conseqüências psicológicas no campo pessoal, afetivo e profissional.

Com o aperfeiçoamento das técnicas cirúrgicas e anestésicas, a cirurgia plástica passou também a visar o aprimoramento estético, justificado pela crescente busca da autoestima.

Porém, a massificação da mídia e imposição do padrão de beleza vigente tem também trazido distorções psicológicas.

Há pacientes eternamente insatisfeitos consigo mesmos e que projetam na cirurgia plástica a resolução dos seus problemas. Evidentemente serão sempre insatisfeitos com os resultados obtidos, por melhores que sejam, pois a cirurgia não resolverá as mazelas pessoais, familiares e profissionais.

Existem outros que apresentam distorções de autoimagem, sempre buscando correção de defeitos inexistentes. Logicamente também nunca ficarão satisfeitos com a cirurgia, pois o foco mudará assim que esta terminar e encontrarão novo defeito.

Outro tipo de distorção psicológica encontrado nos consultórios é exemplificado por pacientes que querem alterar a fisionomia para se parecerem com celebridades. Caso tais alterações sejam tentadas, haverá uma frustração por não ficar igual ao seu ídolo além de poder passar a apresentar problemas de não reconhecimento da autoimagem.

Uma importante particularidade da cirurgia plástica estética, e que, ao meu ver, é uma grande vantagem em relação aos outros campos da medicina, é que não há necessidade nem urgência em fazê-la. Isso permite que ela seja realizada apenas no momento ideal, quando o paciente estiver pronto nos planos físico e psicológico.

O papel do cirurgião é buscar no arsenal técnico formas de obter melhorias que visem o rejuvenescimento e a correção de distorções estéticas, porém sem alterar as características étnicas e fisionômicas, visando sempre a naturalidade dos resultados.

A conversa com o paciente deve ser clara, direta e franca, não deixando dúvidas quanto aos resultados possíveis e limitações técnicas. Nos casos de se deparar com pacientes instáveis emocionalmente, deve encaminhar para acompanhamento psicológico e postergar a cirurgia.

Sendo assim, a cirurgia plástica é um procedimento seguro e com alto índice de satisfação entre pacientes e médicos. Porém, o Especialista sabe que tão importante como saber quem, como e quando operar é saber quem NÃO operar, caso contrário ambos ficarão insatisfeitos.

Fonte: Dicas de Mulher

beijos, Fran
05/05 2020
Plásticas
0 Comentários

Delineado definitivo

ISTOCK

Você é daquelas que têm dificuldades para fazer o traço perfeito, mas adora um olhar mais expressivo? Pode ser que o delineado definitivo seja a solução. Mas é todo mundo que pode fazer? Ele é perigoso? Tire todas as suas dúvidas sobre esse procedimento estético e veja se vale a pena investir nessa técnica.

Qual tinta é utilizada?

Utiliza-se pigmentos orgânicos próprios para micropigmentação. Ou seja, pigmentos extraídos de plantas, madeiras, lãs… Esses produtos são mais resistentes a alergias.

Dói?

Existem anestésicos tópicos disponíveis no mercado para deixar o procedimento bem suportável. Porém, por ser uma região sensível, é possível sentir algum incômodo, mas nada insuportável.

Quanto custa?

Os preços variam muito de região para região e de profissional para profissional. É importante salientar que um bom profissional, que trabalha com boas marcas de produtos e investe em formações e estudos constantes, tem um valor mais elevado – uma média de R$ 750 a R$ 1500.

Delineado definitivo é igual tatuagem?

Na realidade, trata-se de uma micropigmentação. Por isso, recomenda-se que a cliente renove o procedimento no decorrer dos anos para devolver a qualidade da cor.

Agora que você já tirou suas dúvidas sobre o delineado definitivo, veja as contraindicações e descubra se você pode fazer o procedimento.

Delineado definitivo é perigoso?

De acordo com a especialista, há certas contraindicações. Por exemplo, a técnica não deve ser feita em pessoas que tenham feito cirurgias oculares recentemente ou que possuem glaucoma, já que se trata de uma região sensível e diretamente afetada pelo procedimento. Ainda, segundo Paloma, o delineado permanente é proibido para diabéticos e pessoas que estão fazendo tratamento contra o câncer, fazem uso de anticoagulantes ou de marcapasso.

Cuidados com o delineado definitivo para evitar problemas

  1. Procure um profissional especializado: trata-se de um procedimento delicado que ficará um bom tempo na sua pele. Portanto, procure um especialista em micropigmentação e certifique-se de que as tintas e os materiais usados têm boa procedência.
  2. Faça compressas: logo após o procedimento, faça compressas com algodão e água gelada para aliviar a região.
  3. Evite banhos muito quentes: nos primeiros dias após fazer o delineado, não utilize água muito quente no banho.
  4. Utilize cicatrizante: assim como os cuidados com a tatuagem, recomenda-se o uso de cicatrizante ao longo de uma semana.

Para certificar-se de que você não terá problemas na cicatrização, siga à risca as recomendações orientadas pelo especialista. Além disso, contrate um bom profissional, para evitar traços irregulares e tintas de má qualidade.

Fonte: Dicas De Mulher

beijos, Fran
30/04 2020
Mamoplastia
0 Comentários

Silicone: qual é o melhor momento para colocar?

Foto: Getty Images

FOTO: GETTY IMAGES

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Se você já pensou em colocar silicone pode ter se visto com um bocado de dúvidas e questionamentos. Afinal, embora a cirurgia seja relativamente comum, não deixa de ser um procedimento médico que requer cuidados e exige atenção antes da tomada de decisão.

“O mais importante é tomar a decisão de que quer se submeter à cirurgia estando ciente dos riscos e das possíveis complicações que podem acontecer durante o processo. Depois, ter muito claro o objetivo que quer atingir com a cirurgia. Isso é importante para ajudar o cirurgião a fazer uma melhor avaliação do caso e tomar em conjunto decisões importantes, como o tamanho e forma das próteses, a posição dentro da mama e o tipo de incisão. Assim, as chances de alcançar o desejo da paciente são maiores”, assinala o dr. Eduardo Sucupira, cirurgião plástico da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e diretor da Clínica Essendi, no Rio de Janeiro.

Os motivos para colocar silicone vão além do desejo estético de aumentar o tamanho das mamas – a cirurgia também pode ser procurada para correção de assimetria entre os seios ou para reconstrução mamária, por exemplo. Deixar o seu objetivo claro para o médico vai ajudar no planejamento da cirurgia, fazendo com que o resultado seja mais próximo do imaginado.

Também é importante ressaltar que, embora seja uma cirurgia comum e que tenha um tempo de recuperação relativamente curto, ainda é uma cirurgia que, assim como qualquer outra, tem riscos e necessita cuidados. Tenha em mente que será preciso preparar-se antes da data marcada e seguir uma série de orientações depois do procedimento. Lembre-se ainda que o implante é um corpo estranho para o seu organismo e que há a possibilidade de que ele não seja bem aceito, podendo, inclusive, ter que ser retirado.

Para tomar uma decisão consciente e responsável, é imprescindível informar-se e sanar todas as dúvidas. Assim, você tem mais chances de conseguir um processo positivo, sem problemas e que traga bons resultados.

Fonte: Dicas de Mulher

beijos, Fran
25/04 2020
Topo