Plásticas
0 Comentários

Por que Hidrolipo e não lipoaspiração?

Os locais que vendem a lipoaspiração como hidrolipo anunciam, na maioria das vezes, como um novo procedimento estético. E, pior, até divulgam que é menos dolorido e o pós-operatório é mais simples.

Mas será que essa informação está correta?

Na verdade, ele segue o mesmo método da cirurgia tradicional. Removendo a gordura localizada por meio da aspiração com cânulas (tubos metálicos) conectadas a seringas ou algum aparelho a vácuo.

Por ser um procedimento com poucas mudanças técnicas da lipoaspiração convencional, a hidrolipo é intitulada como um mero apelo de marketing.

Esses novos argumentos criados fazem as pacientes acreditarem que a hidrolipo pode ser realizada dentro de uma clínica e sem a presença de um anestesista.

Entretanto, o procedimento continua sendo cirúrgico. Por isso deve ser feito em um hospital e por um cirurgião plástico especializado.

Se você deseja se livrar daqueles pneuzinhos chatos que insistem em permanecer, mesmo depois de adotar uma boa alimentação, opte por realizar a lipoaspiração com um cirurgião plástico registrado na Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e que tenha CRM.

Mas lembre-se, para que o seu sonho não vire um pesadelo, é fundamental escolher muito bem o profissional e a clinica de lipoaspiração ou hidrolipo em SP.

Assim você NÃO:

  • Tem seu resultado prejudicado por um cirurgião inexperiente
  • Coloca sua vida em risco, operando em um local sem estrutura
  • Compromete sua segurança utilizando materiais de segunda linha
  • Fica desamparada em uma clínica sem equipe de apoio no pós-operatório
  • Opera sem a presença de um anestesista
  • Sofre com dores agudas, pelo médico ter usado apenas anestesia local
  • Se arrepende de ter investido um valor no preço da hidrolipo

Fonte: Dream Plastic

beijos, Fran
15/01 2019
Plásticas
1 Comentário

A importância da água no pós operatório

agua

A água é fundamental para o ser humano. E diz-se isso não apenas pelo fato de que o homem não consegue se manter vivo se ficar mais do que 3 dias sem beber água, mas também por outros benefícios que dela recebemos. Por exemplo, os mares e oceanos são responsáveis pela produção de 90% do oxigênio existente na atmosfera. A água é a “estrada” de navios, barcos e outras embarcações. O sal que usamos é extraído dos oceanos. Agora, talvez algo que ainda não seja tão conhecido pelas pessoas, é a importância da água para um tratamento estético.

Mexer com o corpo humano, é mexer também com um dos seu principais componentes: a água. A água é parte vital de todos os tecidos do corpo humano. Por isso, quando estamos nos submetendo a um tratamento de cunho estético, que envolve, por exemplo, a cirurgia plástica, é necessário que o paciente siga a risca as instruções do médico cirurgião, mantendo uma alimentação saudável, mas também uma excelente rotina de ingestão de água.

Entre os benefícios que listamos para o corpo durante o tratamento estético, podemos lembrar que a água hidrata o corpo, pele e cabelos, mantém o intestino funcionando com regularidade, auxilia na redução de infecções, pois facilita o transporte de minerais como o ferro (muito importante para fortalecer as defesas de nosso organismo), regula a temperatura do nosso corpo de acordo com a temperatura externa e etc.

Portanto, sempre que se submeter a um tratamento estético, procure informações com o seu médico sobre o consumo de água. Independentemente disso, qualquer pessoa deve sempre manter um saudável e regular consumo de água.

Fonte: Dr. Fabrício Yui

beijos, Fran
12/01 2019
Plásticas
0 Comentários

Saiba quais alimentos podem auxiliar a cicatrização da pele

 
Durante o processo de cicatrização, existem três fases que o organismo exige de nutrientes específicos para se reconstruir
 
A vitamina C das frutas cítricas tem a finalidade de estimular a produção de colágeno sempre que ocorre um corte na pele, uma escoriação ou uma queimadura, o organismo trabalha para recuperar o tecido lesionado. E se essa agressão não apresenta boa recuperação, as chances de desenvolver cicatriz aumentam.Geralmente, quem se incomoda com a cicatriz investe em diversos tratamentos estéticos e cremes, a fim de melhorá-las. Mas manter uma alimentação balanceada, aliada à medicação correta, também pode acelerar o processo de cicatrização e reconstruir outra pele rapidamente.

Segundo a médica ortomolecular Anna Bordini, alguns alimentos são excelentes opções para contribuir no processo de renovação da pele.

— Alimentos ricos em vitaminas, proteínas, aminoácidos, ferro e zinco, consumidos adequadamente, trabalham em conjunto para a multiplicação das células que são responsáveis por reconstruir o tecido lesionado. Dessa maneira, o processo de cicatrização é mais rápido e saudável — explica.

Durante o processo de cicatrização, existem três fases que o organismo exige de nutrientes específicos para se reconstruir. A fase inflamatória, por exemplo, que é caracterizada pela coagulação, fagocitose e migração celular, necessita de vitamina K, proteínas e aminoácidos. Já no estágio de proliferação, que consiste no desenvolvimento das células epiteliais e fibroblastos, é importante consumir alimentos com vitamina C, ferro, zinco e proteínas. A presença de carboidratos, vitaminas e proteínas é fundamental na última fase de remodelação que é caracterizada pelo processo de maturação e estabilização da síntese e degradação do colágeno.

— A proteína tem a capacidade de contribuir para a síntese do colágeno e remodelagem da ferida. Já os carboidratos fornecem energia para as atividades dos leucócitos e dos fibroblastos. Enquanto as vitaminas e os minerais aceleram o processo de cicatrização e aumentam a proliferação de células, além de permitir mais resistência do colágeno — destaca a médica.

Apesar de a alimentação balanceada ser uma forte aliada ao processo de cicatrização, é preciso ficar atento para os alimentos que devem ser evitados.

— Para que não ocorram problemas na cicatrização alimentos como café, refrigerante e bebidas alcoólicas devem ser excluídos do cardápio. Esses alimentos dificultam a chegada dos nutrientes até o ferimento, o que pode contribuir para um processo de cicatrização em longo prazo — destaca.

Fontes de cura
Veja quais alimentos podem ajudar na cicatrização da pele:

Ricos em Ômega- 3
Linhaça, sardinha e semente de chia são ricos em ômega-3 e devem ser consumidos para curar a cicatriz. O ômega-3 é uma gordura que o organismo não consegue fabricar e, por isso, deve ser ingerido diariamente.

Vitaminas e frutas cítricas
A vitamina C das frutas cítricas tem a finalidade de estimular a produção de colágeno, proteína que forma e dá firmeza à pele. Por esse motivo, devem ser ingeridas durante as refeições ou como lanche da tarde. Abuse de frutas como morango, abacaxi, goiaba, melão e kiwi.

Em relação às vitaminas A e K, indica-se:
A: fígado, gema de ovo, folhas verdes como brócolis e espinafre, cenoura
K: fígado, óleos vegetais, vegetais de folha verde escuro como couve e espinafre

Frutas vermelhas
São compostas de flavonoides, que tem a capacidade de proteger as paredes dos vasos sanguíneos e combater o processo inflamatório.

Brócolis, repolho, couve-flor
Ricos em antioxidantes são compostos de enxofrados bioativos que auxiliam na desintoxicação do fígado. Eles são indicados para as pessoas que receberam anestesia ou estão ingerindo medicamento para tratar inflamações e infecções.

Fontes de zinco

 
Aposte em carne vermelha, peixes, aves, fígado, leite e derivados, cereais integrais.
 
Fonte: Zero Hora/Bem Estar
beijos, Fran
10/01 2019
Topo