Plásticas
0 Comentários

O que é lipolaser?

lipo a laser

A lipo a laser, tecnicamente conhecida como laserlipólise, é mais um procedimento cirúrgico que promete remover as gorduras localizadas.

A grande diferença da técnica tradicional é que na lipoaspiração a laser a cânula usada contém uma fibra ótica. Essa luz ajuda a romper a gordura antes de ela ser aspirada.

No mais, o procedimento é muito parecido com a lipoaspiração comum.

Lipolaser como funciona?

Assim como na lipoaspiração tradicional, a paciente é submetida à anestesia. Na lipolaser, geralmente, é indicada a peridural ou a geral.

O que define o uso da anestesia peridural é a experiência do anestesiologista. Isto porque esta opção exige que seja aplicada com uma técnica mais apurada, que apenas um anestesista especializado em plástica tem.

Além disso, vale ressaltar que o procedimento cirúrgico deve ser feito em um ambiente hospitalar devidamente equipado.

Veja a seguir o passo a passo da lipoaspiração a laser:

  • Passo 1

O médico prepara e introduz na paciente uma solução com soro fisiológico e adrenalina. Esta técnica, chamada de Lipo tumescente, serve para reduzir o sangramento e melhorar a retirada da gordura.

  • Passo 2

Depois a cânula é inserida na pele através de pequenas incisões.

O laser, com fibra ótica acoplada, é levado até os depósitos de gordura. A cânula faz movimentos de vai e vem para abranger uma área maior.

As membranas das células de gordura são quebradas, fazendo com que elas se dissolvam. Essa consistência facilita a aspiração, que é o passo seguinte da cirurgia.

  • Passo 3

A gordura é sugada para fora do corpo por meio de um aspirador cirúrgico. No término do procedimento as incisões são fechadas com sutura, embora algumas sejam tão pequenas que cicatrizam sem pontos.

Se a paciente desejar fazer uma lipoescultura laser, então o médico vai utilizar dessa gordura para colocar em outra região do corpo.

Em quais regiões a lipo a laser pode ser feita?

Assim como a técnica convencional, a lipoaspiração a laser pode ser feita no abdômen, cintura, costas, coxas, joelhos, culotes, rosto e até lipo laser na papada.

Da mesma forma, a sua realização é indicada apenas para modelar o corpo e não oferece benefícios a quem quer emagrecer. O procedimento é ideal para reduzir medidas.

Vantagens e desvantagens da lipolaser

lipolaser

A técnica da lipo com laser promete alguns benefícios não apresentados na intervenção convencional. Como:

  • Melhora a flacidez da região tratada: o laser estimula a produção de colágeno, que dá estrutura, firmeza e elasticidade à pele.
  • Reduz drasticamente as manchas roxas: a cauterização dos vasos sanguíneos permite menos sangramento após a cirurgia.

A lipoaspiração a laser oferece riscos que não são verificados no método tradicional. Além daqueles comuns em todas as cirurgias plásticas, a utilização do laser pode causar problemas estéticos que interferem significativamente nos resultados do procedimento. Entre eles estão:

  • Queimadura da pele: pode ocorrer quando a energia do laser se concentra em foco na mesma região por um longo período de exposição.
  • Irregularidades na pele: devido à produção excessiva de colágeno, a cicatrização interna pode ficar desregulada. Pode até causar ondas na região lipoaspirada.
  • Necrose da pele: a cauterização dos vasos sanguíneos pode levar à necrose da pele. Ou seja, a morte do tecido.
  • Entupimento da cânula: a lipolaser é feita com uma cânula menor do que a utilizada na convencional. Por isso, há o risco da gordura ficar retida no tubo durante a cirurgia. O que pode colocar a paciente em risco e comprometer os resultados da cirurgia plástica.

Recuperação após a lipo a laser

lipolaser como funciona

Os procedimentos a laser, geralmente, são vistos como mais modernos, seguros e praticamente indolores pela maioria das pessoas. A técnica levada à lipoaspiração promete, além desses benefícios, uma recuperação mais rápida.

No entanto, independente do procedimento a laser ou não, o corpo precisa de um período para se recuperar da intervenção cirúrgica.

Por isso, é recomendado que a paciente permaneça em repouso nos primeiros dias (cerca de 3 a 7 dias). Mas somente depois de 20 dias que a paciente poderá realizar as atividades cotidianas.

Nas primeiras semanas é comum sentir dor no local da cirurgia. Por isso, o médico vai receitar analgésicos para aliviar o desconforto.

O uso da cinta modeladora será indispensável por no mínimo 45 dias. Outro ponto importante, que deve ser evitado, é o sol.

A exposição ao sol pode causar manchas permanentes na pele. Por isso, enquanto os edemas permanecerem fuja dele.

O preço da lipo a laser é mais caro?

lipo a laser preço

É mais caro sim. Na lipoaspiração a laser preço pode variar se for comparado com a tradicional. Estima-se que ela pode ser no mínimo 30% mais cara.

Essa diferença acontece, pois o equipamento a laser tem alto custo. E, geralmente, os médicos precisam recorrer ao fornecedor para alugar o aparelho. Este valor adicional, obviamente, fica incluso no preço final pago pela paciente.

Outras variáveis que podem alterar o preço da lipo laser é a região que o procedimento será feito. Por exemplo, as cânulas usadas em uma lipo no braço são diferentes daquelas usadas no abdômen. O que acarreta em um acréscimo no preço.

Em todo caso, a paciente precisa avaliar e colocar na balança: Será que vale a pena pagar a mais por um procedimento que é muito semelhante a lipo tradicional?

Pois, apesar da fama de inovador, os benefícios da cirurgia não diferem muito daqueles que estamos acostumadas. Assim como o resultado final.

Portanto, somente o cirurgião plástico poderá te dizer qual o valor de uma lipo a laser. Diagnóstico feito em uma avaliação presencial, pois existem muitos dados que devem ser avaliados, como o perfil, as medidas da paciente, dentre outras coisas.

Fonte: Dream Plastic

beijos, Fran
18/02 2020
Plásticas
0 Comentários

Plásticas no Brasil crescem

(foto: Soraia Piva/EM/D.A Press)

Número de cirurgias deram salto nos últimos dois anos, com grande contribuição de procedimentos estéticos. Médicos alertam para a influência das redes sociais

Consórcio, linha de financiamento no banco, pagamento em até 48 parcelas. As ofertas para cirurgias plásticas e procedimentos estéticos se multiplicam pela internet, templo do culto ao corpo perfeito. Facilidades de acesso e o apelo à imagem turbinado pelas mídias sociais fizeram explodir o número de cirurgias plásticas no Brasil.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), entre 2016 e 2018, as intervenções cresceram 18,3% no país campeão em procedimentos desse tipo no mundo, conforme levantamento mais recente da entidade. Foram mais de 1,7 milhão de plásticas, sendo 60,3% delas estéticas. É como se sete em cada 10 pessoas em Belo Horizonte – que tem  que tem 2,5 milhões de habitantes, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) – tivessem feito uma alteração no corpo nesse período.

Fonte: Interna Gerais

beijos, Fran
14/02 2020
Plásticas
0 Comentários

Abdominoplastia e gravidez

abdominoplastia gravidez

Abdominoplastia e gravidez é um assunto que gera muitas dúvidas. Tem gente que acha perigoso e tem receio de engravidar por acidente.

Mas será que gravidez depois da abdominoplastia é prejudicial para a mãe ou o bebê?

Fiquei tranquila! Este texto foi pensado exclusivamente para esclarecer essas e outras dúvidas relacionadas à abdominoplastia e gravidez.

Para entender melhor é importante lembrar que esta cirurgia é indicada para resolver problemas relacionados à flacidez abdominal, ou seja, excesso de pele na barriga.

Uma situação comum, que atinge quem sofre com grande ganho ou perda de peso. Além, claro, de mulheres que passaram por gestações.

Isto porque durante a gestação a pele estica e os músculos abdominais são separados para dar espaço ao bebê que está por vir. A seguir você vai saber sobre:

  • Abdominoplastia e gravidez: o que pode acontecer?
  • Gravidez após abdominoplastia, quando fazer?
  • Quem fez abdominoplastia pode engravidar?

Abdominoplastia e gravidez: o que pode acontecer?

Essa é a uma das principais dúvidas. Isto porque, apesar de muitas mulheres que fazem a cirurgia não terem mais a intenção de engravidar, é algo que pode acontecer de forma não planejada.

E quem tem uma gravidez depois da abdominoplastia não precisa entrar em desespero. Esta situação não oferece riscos ou problemas ao bebê e a mãe. Ou seja, quem fez abdominoplastia pode engravidar, sim!

Com o passar da gestação os músculos retro-abdominais, que foram suturados na cirurgia plástica, cedem. Isto ocorre conforme o útero se expande em resposta ao crescimento do feto.

A desvantagem para as mães quando isso acontece é puramente estético. Pois, conforme a gestação se desenvolve, pode haver o enfraquecimento da musculatura seguida da sua separação.

É a chamada diástase, classificada pelo deslocamento dos músculos abdominais após a gravidez.

Em resumo, a parte ruim numa gravidez após abdominoplastia é a possibilidade da paciente perder o resultado conquistado.

Gravidez após abdominoplastia. Quando fazer?

Abdominoplastia antes da gravidez não é um problema. Caso você deseja ter um filho depois da cirurgia, fique sabendo que não há nada para se preocupar em relação à sua saúde.

Aliás, gravidez depois da abdominoplastia não é algo tão incomum. Claro, o ideal é que você faça a cirurgia após a gestação para não ter o risco de perder o resultado.

Mais especificamente, seis meses depois do fim da amamentação, que é o tempo necessário para avaliar os efeitos das mudanças no corpo.

Após esta fase é possível que surja novamente flacidez de pele abdominal e até estrias na região. Neste caso, se você desejar, pode fazer uma nova abdominoplastia.

Mas é importante ressaltar, a cirurgia só pode ser realizada após o prazo de no mínimo 6 meses. Ou seja, abdominoplastia no parto nem pensar!

Não dá para fazer a cesárea e já aproveitar para deixar a barriga chapada na mesma operação.

Fonte: Dream Plastic

beijos, Fran
11/02 2020
Topo