Mamoplastia
0 Comentários

Será que minha prótese de silicone deslocou? 

Os sintomas de deslocamento de prótese de silicone são estéticos, um silicone torto ou fora do lugar. É possível perceber apenas olhando. Isso porque, ao colocar o implante na paciente, o médico deixa o centro da prótese projetada para a aréola. Isso significa que a ponta da prótese (o seu ponto mais alto) deve corresponder com a localização da aréola

Portanto, quando a prótese mamária é deslocada você logo notará que a ponta da prótese não está coincidindo com o centro da aréola. Significa que a prótese de silicone deslocou.

A prótese de silicone pode sair do lugar por conta de algum trauma, como batidas de carro e outros acidentes, ou devido a algum esforço físico no pós-operatório. Uma forma de evitar que a prótese de silicone saia do lugar é seguindo todas as recomendações de pós-operatório. Confira!

recuperacao causa deslocamento silicone
As recomendações de pós-operatório evitam que a paciente tenha problemas com a recuperação e a prótese.

Se a paciente não seguir essas recomendações, como evitar levantar os braços, pegar peso e fazer movimentos bruscos antes da hora certa, prótese de silicone pode sair do lugar

Nesse momento, ter uma equipe que forneça todas as instruções necessárias para o seu pós é essencial.  Afinal, a recuperação é uma das partes mais IMPORTANTES da cirurgia, e quanto mais auxílio nesse momento, melhor.

Como confirmar se minha prótese de silicone deslocou?

Para confirmar se a prótese de silicone deslocou realmente é necessário fazer exames de mamografia com prótese de silicone e ultrassom. Apenas com exame técnico o médico pode definir com certeza que a prótese de silicone está fora do lugar. Veja como os exames   ajudam a identificar se o silicone está torto.

Ultrassonografia:

Identifica se há algum tipo de dano nas próteses e até se ela mudou de posição. Esse é o primeiro, dentre os exames para prótese de silicone, que o médico solicita, caso ele suspeite que haja alguma anormalidade.

Mamografia com Prótese de Silicone:

Esse é um exame muito famoso por fazer o acompanhamento da saúde mamária da paciente. Principalmente quando o assunto é câncer de mama, já que ele consegue detectar nódulos ou anormalidades que tenham surgido com o passar dos anos. Vale ressaltar que a prótese mamária não traz nenhum risco em relação ao câncer de mama.

Ressonância Magnética:

O exame fornece um diagnóstico extremamente detalhado das mamas. Com ele é possível ver fielmente o estado da prótese.

De acordo com pesquisas da Universidade Federal de São Paulo, esse é o melhor método para identificar casos de deslocamento da prótese, ruptura e até mesmo contratura. 

Portanto, se for constatado que a paciente está com silicone torto, é preciso tratar. 

Apesar de não fazer mal à saúde, não é normal a prótese de silicone sair do lugar. Afinal, esteticamente pode incomodar a paciente. 

O que fazer se estiver com o silicone torto?

Para resolver o deslocamento de prótese de mama, o cirurgião terá que reposionar a prótese de forma cirúrgica, para que permaneça no centro dos seios. Ou seja, com a ponta da prótese projetada exatamente para a aréola.

Essa é a única forma de reposicionar uma prótese de silicone que está fora do lugar

Porém, fique atenta, a prótese de silicone deslocada não é a mesma coisa ela mexendo.

Sinto a prótese de silicone mexer, é normal?

Não é normal sentir a prótese de silicone mexer, exceto quando o alojamento da prótese – o local onde ela foi colocada – estiver maior que o volume do implante. Se ela mexe com frequência, pode significar que a sua prótese de silicone está solta.

No entanto, sentir a prótese se mexer, muitas vezes, não passa de uma mera sensação psicológica. Pois, se a mama já tinha algum volume, antes de colocar silicone, naturalmente quando a região for movimentada a prótese vai acompanhar esse movimento.

Muitas mulheres ao deitar relatam que a prótese caiu para os lados, ou então, ao curvar, que a prótese caiu para frente. 

Geralmente isso é impulsionado pela sua posição. A prótese está seguindo o movimento dos seios, e isso é absolutamente normal e comum.

Por que a prótese de silicone solta?

A prótese de silicone solta quando o espaço em que ela está na mama, é maior do que o volume da prótese. Neste caso, se ela não tiver aderido à pele e for de um tamanho reduzido, as chances da paciente sentir a prótese de silicone mexer é maior.

Como saber se minha prótese de silicone está fora do lugar?

Há dois modos de saber se uma prótese de silicone está fora do lugar. Uma delas é por meio de exames de mamografia e ultrassom, e a outra por meio de uma avaliação visual. Este teste a paciente pode fazer em casa. Veja como funciona!

Para a avaliação visual, a paciente deve ficar em pé, com os braços para baixo e as mãos voltadas para frente. Se a prótese não ficar fora do lugar, significa que não tem problema nenhum. 

Agora, se for constatado que a prótese de silicone está mexendo, a paciente deverá fazer um procedimento cirúrgico para a correção. 

O que fazer com a prótese de silicone solta?

Para corrigir a prótese de silicone solta, a paciente deverá fazer um procedimento cirúrgico. O médico terá que fechar o espaço em torno da prótese – internamente nas mamas – com alguns pontos, para diminuir o espaço e deixar a prótese mais firme.

Feito isso, ela não correrá mais risco de sentir a prótese de silicone mexer. 

É possível a prótese de silicone ficar virada?

Sim! A prótese de silicone virada ocorre quando o implante fica invertido dentro da mama, com o topo – sua parte redonda – voltada para a base do corpo. Geralmente, a aparência estética da mama fica comprometida quando a prótese de silicone fica virada.

protese silicone virou
Veja como saber se a prótese de silicone virou.

Por que a prótese de silicone virou?

A prótese de silicone pode ficar virada por dois motivos: o espaço em que a prótese está é muito largo ou porque a paciente não respeitou o pós-operatório devidamente. Em um espaço largo, a prótese tende a se mover, o que pode inverter a posição do implante. E se a paciente fez muito esforço no pós ou levantou os braços, as chances aumentam. 

Por isso, tenha bastante atenção com o seu pós-operatório. Aqui você pode conferir o que fazer ou não no pós-operatório de silicone.

Como saber se a prótese de mama virou?

Geralmente é possível perceber que a prótese de silicone virou apenas com o olhar, mas o médico pode solicitar alguns exames de mamografia e ultrassom para confirmar que a prótese de silicone virou. 

Prótese de silicone virou, o que fazer?

O cirurgião pode fazer manobras para a prótese de silicone que virou, ajustando a posição apenas com uma massagem na região. E se necessário, ele pode optar por uma correção cirúrgica para diminuir o espaço da mama com pontos. Assim a região interna das mamas ficará mais estreita, o que impedirá o silicone de virar.

Quais os sintomas da prótese de silicone dobrada?

Geralmente a prótese de silicone dobrada não apresenta sintomas e não interfere na estética das mamas. A paciente só vai descobrir que a prótese está dobrada durante o exame de rotina nas mamas, como mamografia e ultrassom. 

deslocamento protese mama
Como você pode ver, a prótese de silicone dobrada não interfere na estética das mamas.

Vale ressaltar que a prótese de silicone não fica dobrada ao meio. O que dobra são as bordas da prótese, que visivelmente tendem a ficar imperceptíveis. 

Por que a prótese de mama dobrou?

Normalmente, a prótese de silicone pode dobrar em decorrência da cicatrização em torno do silicone. Porém, é uma dobra mínima. 

É preciso se preocupar apenas se essa dobra for consequência de uma contratura. Contratura capsular, ou rejeição, como é popularmente conhecida, ocorre quando o corpo rejeita a prótese, criando cápsulas em volta dela. 

Além de afetar a estética da mama, a contratura pode trazer alguns problemas de saúde. Entenda como funciona a contratura capsular na mamoplastia de aumento!

O que fazer com prótese de silicone dobrada?

Como a prótese dobrada não traz riscos para a saúde e a estética da paciente, ela não precisa de correção. Veja bem, a prótese dobrada é identificada, por acaso, durante exames de imagem na mama. Essas dobras na mama são mínimas e comuns em quem coloca silicone. 

Portanto, como não interferem no bem estar e no visual da paciente, não precisam de ajustes. 

O que é simastia na prótese de silicone? Outro tipo de deslocamento?

A simastia é quando ocorre a união das próteses de silicone no centro do busto, onde deveria haver um vão entre os seios. É como se os seios se deslocassem para o centro. Você pode ver melhor!

simastia protese silicone
Veja como ficam os seios com simastia.

A simastia ocorre quando a prótese colocada é maior do que deveria. 

Como assim?

O tórax de cada paciente determina se o silicone vai ter uma prótese com base larga ou estreita. 

Um tórax menor necessita de uma prótese com base estreita. Pois, se você coloca uma prótese de base larga, ela não vai caber no espaço da mama. Portanto, o silicone pode se projetar para o centro do busto, causando esse efeito de simastia.

Como tratar simastina no silicone?

O tratamento para a simastia pode ser feito de duas formas. O médico pode trocar a prótese por outra de base menor, que caiba dentro da mama e sem se projetar para o centro. Ou então, se a paciente não quiser trocar o silicone, o médico pode dar pontos na parte interna central da mama. 

Assim, o cirurgião reduz o espaço central interno da mama, fazendo com que a prótese projeta-se para a lateral e não para o meio do busto.  

É possível evitar a simastia se escolher um médico de qualidade para te atender. Um cirurgião experiente e com amplo conhecimento poderá indicar a prótese ideal para o tamanho do seu tórax, evitando que você tenha que passar por situações como essa. 

Portanto, antes de escolher o seu cirurgião plástico, verifique se ele é realmente capacitado para essa cirurgia e se ele tem experiência. 

Dúvidas sobre o deslocamento de prótese de silicone

Existem algumas dúvidas frequentes que surgem em quem acabou de sair de uma cirurgia ou até mesmo em quem ainda está pensando em colocar silicone.

deslocamento protese mama
Veja algumas das principais dúvidas de mulheres que colocam silicone nos seios.

Listamos a seguir os principais questionamentos das pacientes.

É normal sentir a borda da prótese de silicone?

Sim! É normal sentir a borda da prótese de silicone, principalmente se a paciente colocou um implante de tamanho superior ao que cabe na sua mama. Geralmente, como não afeta a saúde e nem a estética dos seios, não precisa de correção. 

Além disso, a paciente pode sentir a borda da prótese caso tenha uma pele fina e a prótese esteja posicionada em cima do músculo. 

Sentir fisgadas no silicone é normal?

Fisgadas no silicone é normal, e não é um sintoma de deslocamento da prótese de silicone. Geralmente a paciente sente fisgadas no silicone no primeiro mês de pós, pois o corpo está se recuperando e as cicatrizes estão fechando. 

É preciso se preocupar apenas se as fisgadas no silicone persistirem depois de 6 meses de recuperação. Neste caso, é indicado procurar um médico ou o cirurgião para que ele possa avaliar a situação das mamas. 

Saiba se os seus sintomas são mesmo de deslocamento de prótese de mama!

Antes de tomar qualquer atitude, confirme se os sintomas que você está sentindo são de deslocamento da prótese de mama

protese silicone deslocou
Antes de procurar algum tratamento, fale com seu médico!

Infelizmente, o deslocamento pode acontecer, assim como a prótese de silicone virar, sair do lugar, mexer… Porém, geralmente são fatores que podem ser evitados com bons cuidados durante o pós-operatório. 

O maior ERRO que as pacientes cometem é relaxar em relação aos seus cuidados após a cirurgia. Isso é bastante perigoso, pois por mais que, aparentemente, não tenha acontecido nenhuma complicação, o seu organismo ainda está se acostumando com a mudança.

Sendo assim, compareça a todas as consultas de retorno e respeite todas as orientações passadas pelo seu cirurgião plástico. Desse modo, você evita riscos e as chances de dizer “minha prótese de silicone deslocou” será bem menor.

Fonte: Dream Plastic

beijos, Fran
21/03 2022
Mamoplastia
0 Comentários

Qual a validade da prótese de silicone? 

A prótese de silicone não tem um prazo de validade determinado, pois a tecnologia utilizada nos implantes permite maior durabilidade. Com isso, a expectativa é que a prótese de silicone dure por muitos anos, sendo necessário trocá-la apenas em casos de ruptura ou contratura capsular.

Portanto, agora que você já sabe quanto tempo dura uma prótese de silicone, ou melhor, que não há um prazo exato, vamos te dizer que nem sempre foi assim!

A evolução do revestimento do implante ajudou para tornar o tempo de duração do silicone maior. O que é muito bom!

Anteriormente, a qualidade dos implantes era muito inferior e o silicone tinha validade. As mulheres que passaram pela cirurgia, nos anos 80 ou 90, precisavam trocar com até 10 anos de uso. Mas agora não é assim!

Sobretudo, porque nessa época os implantes eram mais lisos e os silicones mais líquidos, por isso tinham a duração menor. E, por ter um material menos resistente, as próteses poderiam estourar com mais facilidade.

Agora os implantes de silicone têm uma microtexturização em sua superfície. E o gel utilizado é de grau médico, gelatinoso, que não se espalha. Essas características diminuem muito as chances de uma contratura capsular.

Então, se te perguntarem…

A prótese de silicone dura quanto tempo?

Você precisa saber quanto tempo dura o silicone antes de colocar, já que o implante tem vida útil, mas não exige um tempo pré-determinado para realizar a troca. Tudo depende de como o seu organismo reage. Por isso será necessário fazer um acompanhamento anual. Vamos falar mais sobre isso!

Existe prótese de silicone vitalícia ou permanente?

Ainda não existe prótese de silicone vitalícia ou permanente, já que os implantes estão sujeitos a reações do organismo, como a contratura capsular. Mesmo que os silicones atuais são melhores e mais seguros, eventualmente, o implante necessitará ser trocado, porém, não há um prazo de validade determinado.

existe prótese de silicone vitalícia ou permanente
Descubra se existe prótese de silicone vitalícia ou permanente

Não há como dizer com precisão quanto tempo dura uma prótese de mama.

A maioria das mulheres fica com o silicone por toda vida, sem ter nenhum problema. Mas, por exemplo, há aquelas que precisam trocar em poucos anos, devido a alguma resposta do organismo.

Você sabia?

A probabilidade de se trocar uma prótese por contratura ou ruptura é inferior a 1%.

Portanto, nenhum fabricante garante uma prótese de silicone permanente. Porque isso não existe! Sempre haverá a necessidade de fazer um acompanhamento do material para verificar a eventual troca dos implantes.

Mas, calma, isso não pode ser motivo para te desanimar!

Por mais que não exista prótese de silicone vitalícia, muitas de nossas pacientes têm silicone há mais de 15 anos, ou seja, desde o início da clínica. E, não tiveram problema ou necessidade de realizar a troca dos implantes nas mamas.

Garantia vitalícia NÃO é prótese de silicone definitiva

É importante esclarecer mais esse mito sobre quanto tempo dura o silicone. Quando uma marca oferece garantia vitalícia não significa que a prótese de silicone seja definitiva, ou seja, dure para sempre.

As marcas de implantes, muitas delas, já oferecem prótese de silicone com garantia vitalícia. Isso quer dizer que nos casos de ruptura ou contratura, a fabricante vai dar um novo produto para as suas pacientes.

Portanto, as próteses de silicone são vitalícias apenas na garantia!

A questão é que o implante gratuito fornecido será do mesmo tamanho utilizado atualmente na paciente. Por isso, a garantia nunca poderá ser usada quando a paciente quer realizar a troca de tamanho dos silicones.

Outro ponto importante é que o fornecedor da prótese cobre apenas o custo do implante. Então, por exemplo, os honorários do médico, internação e demais despesas do pós-operatório são de responsabilidade da paciente.

Fonte: Dream Plastic

beijos, Fran
14/02 2022
Mamoplastia
0 Comentários

Mastopexia com implante com alça muscular

O que significa o termo mastopexia? 

R: O termo se refere a cirurgia de levantar as mamas, incluindo a retirada de pele. Pode ser realizado com ou sem implante de silicone. 

No que consiste a cirurgia de mastopexia com implante e alça muscular? 

R: Quando a prótese é colocada em plano submuscular, será preservado uma faixa de músculo (geralmente o músculo peitoral maior) na sua porção inferior e lateral com intuito de oferecer maior apoio ao implante, diminuindo risco de deslocamento lateral e para baixo. 

Implante fica como na figura abaixo. 

O uso da alça muscular em implantes mamários já foi descrita de várias outras formas e recentemente apresentamos a nossa experiência na forma de publicação onde reportamos a nossa padronização pessoal com uso da mesma. 

Assim, nosso trabalho representa uma reorganização de idéias previamente existentes de uma forma sistematizada. (artigo publicado da Plastic and Reconstructive Surgery global open em dez/2019). 

Todas as pacientes podem realizar a alça?

R: Nem sempre. Algumas pessoas, devido variações anatomicas próprias apresentam o musculo muito estreito, não sendo suficientemente amplo para cobrir a parte lateral do implante. Neste caso, lançamos mão da fáscia (estrutura fibrosa e rígida que cobre o músculo serrátil) ou do próprio musculo serrátil (mais lateral no tórax). 

E quando é utilizado?  

Usamos preferencialmente em cirurgias de mastopexia com implantes, onde há grande flacidez mamária e é necessário a retirada de pele. 

Também pode ser usado em pacientes que apenas irão fazer o implante sem retirada de pele, mas isso deve ser avaliado pelo seu médico em consulta. 

Quais as vantagens do uso da alça muscular? 

São as mesmas vantagens do uso do implante submuscular quais sejam: maior firmeza do implante, melhor cobertura no colo da mama, menor chance de lateralização do implante.

Quais as desvantagens da alça muscular?

Os pontos negativos do uso da alça são os mesmos apresentados por qualquer técnica submuscular, quais sejam: maior agressividade da cirurgia pois mobiliza a musculatura, nível de dor pouco mais alto no pós operatório e, caso a paciente possua muito volume mamário, uma parte deve ser retirada pois pode ocorrer queda da glândula mamária na frente do implante (conhecido como efeito em cascata, dupla bolha ou até “nariz do Snoopy” – Snoopy noose effect). Veja esquema abaixo:

Quais as melhores indicações para uso do implante com alça muscular?

Em geral, as melhores candidatas para a técnica são pacientes com intensa flacidez mamária e pouco volume glandular. Isso porque, nestes casos, as outras técnicas podem produzir resultados menos duradouros devido a pouca resistência da pele e não é necessário remover grande quantidade de glândulas mamárias pois as pacientes já não o tem.

Uma outra situação são as pacientes com histórico familiar positivo para câncer de mama e tem muito volume mamário. Nesta situação a redução das glândulas mamárias diminui (mas não elimina) o risco de vir a desenvolver câncer de mama no futuro.

Que tipo de cicatriz fica no final com uso da alça muscular?

Na verdade, depende do tipo de cirurgia. Se for somente a inclusão de implantes, a cicatriz será muito pequena, no sulco mamário (média de 4cm). Vale ressaltar que, para usar a alça muscular em implante simples, sem a mastopexia, alguns critérios devem ser preenchidos, não sendo possível nem necessário em todos os casos. 

Se a cirurgia realizada for a mastopexia (retirada de pele), na maioria das vezes termina com o T invertido (cicatriz ao redor da aréola, na vertical e na dobra da mama).

Fonte: Dr. Marcelo Ono

beijos, Fran
29/09 2021
Topo