Mamoplastia
1 Comentário

Prótese de silicone: o guia completo

colocar ou não protese silicone
E aí. Se identifica?

Hoje em dia, colocar prótese de silicone nas mamas é algo extremamente comum e os motivos são muitos.

Inclusive, o implante mamário é a intervenção cirúrgica mais realizada no Brasil.

Entre as principais causas, estão:

  • Idade
  • Genética
  • Gravidez
  • Alterações no peso

Porém, o principal motivo é o pouco volume nos seios ou a hipomastia, termo técnico utilizado pelos médicos.

Situação que, para muitas mulheres, é motivo de vergonha ao ir à praia, usar certas roupas e até entrar em relacionamentos.

Com a cirurgia, é possível aumentar o tamanho das mamas, reconstruí-las (após a perda total ou parcial) e até deixá-las esteticamente proporcionais.

E, apesar de cada mulher lidar de forma diferente, não há dúvidas: a insatisfação, a tristeza e o incômodo que esta situação causa é comum para todas.

Algumas pessoas pensam que optar por uma prótese de silicone para as mamas é apenas uma questão de estética. Mas nós sabemos que é muito mais que isso.

É algo relacionado ao bem estar, à autoestima e merece ser tratado com seriedade e muita responsabilidade.

Colocar ou não uma prótese de silicone nos seios?

É comum escutarmos muitas coisas quando pensamos em uma cirurgia de prótese de silicone.

Com Fernanda Vieira não foi diferente. Algumas “amigas” falavam que ficava artificial e que era algo inacessível…

Para quem via de fora, Fernanda era apenas uma mulher com peito pequeno.

Mas o que as pessoas não percebiam é que aquilo a incomodava profundamente e servia como um limitador em várias situações.

Sabe aquela sensação de que nenhuma roupa fica boa em você?

Imagine sentir-se assim todas as manhãs?

Ser escrava dos sutiãs com bojo e ter vergonha de se trocar na frente de outras pessoas, por exemplo.

Tudo isso sem contar o bullying na escola e os vários apelidos maldosos que ela recebeu no decorrer de cada ano.

Quando tudo se desenvolvia, menos os seus peitos.

O tempo passou, a Fê conquistou sua independência e após muita pesquisa, decidiu realizar o seu sonho de turbinar os seios.

Consulta para colocar prótese de silicone nos seios

cirurgia plastica protese silicone mama

O primeiro passo para realizar a cirurgia de mamas é marcar uma consulta na melhor clínica de cirurgia plástica.

Nela, você conversa com um cirurgião plástico, que avalia o seu corpo e entende quais são as suas expectativas e necessidades.

Nesse dia, o médico também te auxilia a tomar algumas decisões importantes, como:

  • Tamanho da prótese
  • Aparência você deseja (mais natural ou marcado)
  • Por onde ela será colocada…

Esses são apenas alguns dos detalhes que influenciam a aparência dos seus seios e a sua segurança antes e depois da cirurgia.

Em seguida, aqui na Dream Plastic, você é encaminhada para uma consultora.

Ela te informa o valor exato do seu procedimento e te ajuda a encontrar uma forma de pagamento que caiba no seu bolso.

Nos próximos tópicos vamos falar mais sobre os fatores que influenciam o resultado dos seios siliconados e que são decididos na avaliação médica.

Leia a seguir:

Como escolher o tamanho da prótese de silicone mamária?

Muitas mulheres buscam por implantes mamários que entregam um resultado mais natural.

Enquanto outras preferem ousar e buscam um resultado que realce o decote.

Por isso, sempre fica aquele dilema: qual tamanho de prótese de silicone é o melhor?

Felizmente, essa não é uma decisão que você toma sozinha. Pois é o cirurgião plástico quem irá ajudá-la neste momento.

Ele tem experiência para fazer esta análise, levando em consideração pontos importantes, como:

  • Expectativa de resultado
  • Altura
  • Tamanho (diâmetro) do seu tórax
  • Estilo de vida, por exemplo, se pratica ou não esportes

A J.L, apesar de receosa, seguiu o conselho do seu médico e hoje é só alegria:

“Queria um peito grande, porém proporcional ao meu tamanho e não um grande exagerado. O Dr. me recomendou 400ml perfil super alto e de primeira achei que ficaria enorme, mas, hoje, fico feliz por ter confiado nele e colocado esse tamanho (coloquei por cima do músculo)…”

Perfis de próteses de silicone para a mama:

seios protese silicone perfil
O perfil do implante mamário é responsável por dar forma aos novos seios.

Quando Fernanda começou a pesquisar, os primeiros tópicos eram sobre tipos de peitos e tipos de próteses.

O último, é a característica que dará forma aos seios com prótese de silicone e deve ser escolhida levando em consideração o seu biotipo e as suas necessidades.

Os formatos são classificados em:

  • Perfil baixo: tem uma base mais larga e menor projeção, por isso deixa os seios com pouca evidência.
  • Perfil moderado: é mais baixo e tem a base larga, promovendo um preenchimento moderado do colo mamário.
  • Perfil alto: uma das mais comuns, pois tem o diâmetro menor e projeção maior, concedendo destaque ao colo.
  • Perfil superalto: tem a menor base e a maior projeção, por isso fica bem evidente.
  • Perfil anatômico: tem formato de gota e oferece um aumento da forma e um contorno mais proporcional.

#Ficadica: os perfis alto e superalto são os mais indicados para fins estéticos.

Prótese de Silicone por cima ou por baixo do músculo?

protese silicone mama cima baixo
Seios marcados ou mais naturais? Conheça a posição da prótese de silicone.

Outra questão que é preciso levar em consideração é a posição que a prótese vai ficar.

E, quando você começa a pesquisar sobre isso, logo surge uma pergunta básica: “Silicone: por cima ou por baixo?” ou “O que é cirurgia de prótese de silicone submuscular?”.

Para ficar mais claro, a prótese é colocada em um espaço (ou loja) formada no tecido mamário.

Mas há diferentes técnicas de implantação. E é aí que entra a questão de por cima, por baixo, submuscular…

Entenda melhor:

●      Submuscular: é colocada entre os músculos mamários e contra a parede do tórax, concedendo uma aparência mais discreta aos seios.

●      Subglandular: a prótese é colocada abaixo das glândulas mamárias e por cima do músculo, deixando o colo bem marcado, o famoso “peito bolota”.

●      Subfascial: a prótese é posicionada em cima dos músculos mamários, mas sob a camada fascial e as glândulas, ou seja, combina as duas técnicas anteriores.

Formas de colocar a prótese de silicone: conheça os tipos de incisões!

por onde colocar protese silicone
A incisão da prótese de silicone influencia na recuperação e na sensibilidades das mamas.

Apesar de ser simples, a cirurgia plástica de prótese silicone requer a análise de vários detalhes.

Por exemplo, das formas de colocar a prótese de silicone. Já que, a prótese pode ser colocada pela auréola, pela axila ou pela região inferior da mama.

O nome técnico é incisão, que é o corte por onde será inserido o implante mamário.

Conheça os tipos de incisões de silicone:

  • Inframamária: o tipo mais utilizado é feito a partir de uma pequena incisão na dobra abaixo da mama para a introdução da prótese.
  • Axilar: é inserida na dobra natural da axila, sem cicatriz na mama. Mas requer que a prótese seja direcionada até a área da mama, o que pode aumentar o risco de infecção.
  • Areolar: é feita pela aréola, mas há limitações em relação ao tamanho e pode prejudicar as glândulas mamárias.
  • Umbilical: não é usada no Brasil, pois é feita com próteses infláveis e possui inúmeras desvantagens que não justificam o seu uso.

No caso de Fernanda, que ainda não tinha filhos, o médico vetou de cara a incisão areolar.

Pois existe a possibilidade desse tipo prejudicar as glândulas mamárias e, consequentemente, a amamentação do bebê.

Pré-operatório para colocar silicone nos seios

Depois de passar na avaliação médica e fechar o seu contrato, você entra na fase pré-operatória.

Então, recebe encaminhamento para fazer alguns exames, passa em avaliação com o médico anestesista e marca o dia da sua cirurgia plástica.

No dia agendado, não deixe de comparecer no hospital com duas horas de antecedência para internação e em jejum de 8 horas.

Lembre-se de levar:

  • Roupas leves
  • Documento pessoal com foto
  • Guia de internação
  • Sutiã cirúrgico

Quais são os exames pré-operatórios necessários para prótese de silicone?

Alguns exames são básicos e pedidos para todas as pacientes, como: eletrocardiograma, hemograma completo, coagulograma, ultrassom de mamas e mamografia. Além desses, outros podem ser solicitados conforme as necessidades da paciente.

exames pre operatorios protese silicone
Os exames pré-operatórios são necessários para a liberação da cirurgia.

Como é a cirurgia de Prótese de Silicone?

Nome técnicoMamoplastia de Aumento
ObjetivoAumentar o volume dos seios
IdadeA partir dos 16 anos
AnestesiaPeridural ou local com sedação
DuraçãoEm média 1 hora
CicatrizPequena e discreta

Na cirurgia plástica de prótese de silicone nas mamas, é feito um pequeno corte em cada seio (ao redor da aréola, abaixo das mamas ou nas axilas).

Em seguida, o volume de prótese escolhido é inserido por cima ou por baixo do músculo, fazendo os seios crescerem. 

O médico faz uma última revisão, fecha as camadas da mama e finaliza o procedimento cirúrgico.

A duração da cirurgia para colocar prótese de silicone é de 1 hora. Pode ser feita a partir dos 16 anos de idade e a cicatriz é bem discreta.

Quanto à anestesia, a utilizada na Dream Plastic é a local ou peridural com sedação.

Terminada a cirurgia, você deverá aguardar no quarto até que a equipe termine a preparação do centro cirúrgico e a chame para iniciar a cirurgia.

Em seguida, a equipe com o cirurgião, anestesista, enfermeiro e instrumentador cirúrgico iniciará o procedimento.

No final, você será encaminhada para a sala de recuperação pós-cirúrgica, na qual permanecerá sob supervisão médica mais intensa, por cerca de duas horas.

Depois disso, você é encaminhada para o quarto e ficará lá até receber alta médica.

Pós-operatório da sua cirurgia de prótese de mamas

Parte fundamental para quem busca ter bons resultados em uma cirurgia de prótese de silicone, o pós-operatório precisa ser seguido à risca.

Tudo isso para que esta recuperação seja mais tranquila e possa proporcionar os melhores resultados.

E, cada detalhe conta.

Por isso, as nossas pacientes são orientadas verbalmente e também recebem todas essas informações por escrito.

Entre os cuidados principais no pós-operatório dos seios com prótese de silicone, estão:

  • Evitar levantar os braços acima da cabeça, fazer esforço e carregar peso por pelo menos três semanas
  • Não dormir de bruços ou de lado por pelo menos 45 dias
  • Usar o sutiã cirúrgico até que seu médico libere a retirada
  • Não se expor ao sol, pois pode causar inchaço e o aparecimento de manchas na região. Aguarde pelo menos seis meses.

Fonte: Dream Plastic

beijos, Fran
26/04 2021
Mamoplastia
1 Comentário

O que é Mastopexia?

A cirurgia de Mastopexia, ou lifting de mamas, tem o objetivo de remodelar e levantar os seios.

A técnica é aplicada para reverter o caimento natural presente na região, chamada de ptose mamária (termo técnico para seio caído).

Além disso, a Mastopexia possibilita reposicionar a auréola da mama e alterar o tamanho do bico, caso ele seja muito grande.

O levantamento dos seios se dá com a retirada da pele. Para isso, o cirurgião plástico faz incisões ao redor da aréola, que podem se estender até o sulco mamário.

Ao comparar a Mastopexia antes e depois, você vai perceber que a cirurgia consegue devolver a projeção e a firmeza aos seios.

Por que fazer uma cirurgia de Mastopexia?

cirurgia de mama

O nosso corpo passa por diversas transformações: de bebê para criança; de menina para mulher… E, devido ao envelhecimento natural, não tem jeito, as mamas ficam flácidas.

Mas alguns fatores podem influenciar e até antecipar o aspecto de seio caído, como:

  • Alterações hormonais
  • Período de gestação
  • Amamentação
  • Menopausa
  • Oscilações no peso

Como você pode perceber, ter mamas caídas é algo muito comum, que prejudica a autoestima de muitas mulheres em São Paulo.

A vergonha das mamas é tanta que, muitas vezes, afeta na relação íntima. Já tivemos pacientes com bloqueios na hora H, que não tiravam a blusa e deixavam a luz apagada.

Tudo isso porque se sentiam muito inseguras e envergonhadas. E, pior, muitas já sabiam que atividade física não resolveria o problema.

Somente a Mastopexia acaba com o seio caído!

Como é feita a cirurgia de Mastopexia?

Cirurgia de Mastopexia

Após escolher a clínica de cirurgia plástica, marque sua consulta com o cirurgião de sua preferência.

Ele avalia se a Mastopexia é realmente indicada ao seu caso. Em seguida, solicita alguns exames para ter certeza que suas condições clínicas permitem a intervenção cirúrgica.

As cirurgias de mama devem ser realizadas apenas em hospitais devidamente equipados para procedimentos estéticos.

A duração da intervenção cirúrgica varia de acordo com a quantidade de pele flácida a ser removida ou com a necessidade de procedimentos adicionais, como a inclusão de prótese de silicone. Na maioria dos casos dura entre 3 e 4 horas.

Anestesia para a Plástica nos seios

Na fase pré-operatória, você deve passar em uma consulta com o anestesista. Assim, além de esclarecer suas dúvidas sobre o melhor tipo de anestesia, também vai  conhecer detalhes do dia da cirurgia.

Essa é uma consulta garantida por lei devido à importância para a segurança da paciente. Direito seu e que a Dream Plastic faz questão de atender.

Os médicos especialistas e mais experientes aplicam a anestesia peridural com sedação.

Esse tipo de anestesia oferece mais benefícios à paciente, já que permite uma recuperação mais tranquila e ainda contribui para a prevenção de tromboses. Por outro lado, exige um anestesista bastante experiente em cirurgia plástica.

7 cuidados ao se preparar para a cirurgia Mastopexia

cuidado cirurgia Mastopexia
  1. Evite fumar, no mínimo, 2 semanas antes da cirurgia.
  2. Não ingira bebidas alcoólicas 3 dias antes da cirurgia.
  3. Interrompa o uso de anti-inflamatórios e AAS, 10 dias antes, e de aceleradores de metabolismo, de 2 a 3 semanas.
  4. Esteja de jejum absoluto de 8 horas para a intervenção cirúrgica.
  5. Não use anéis, brincos, pulseiras e objetos de valor no grande dia.
  6. Escolha uma muda de roupa fácil de vestir para o hospital.
  7. Não se esqueça de levar todos os resultados dos exames.

O passo a passo da Mastopexia sem Prótese

Como é feita a cirurgia de mastopexia?
  • Antes de iniciar o procedimento, o cirurgião limpa a área que será operada e desenha as linhas de incisão.
  • Em seguida, o médico faz um corte em volta da aréola, que em muitas vezes, se estende verticalmente. Outra incisão é feita no sulco inframamário, formando um “T invertido”.
  • O passo mais importante é reposicionar a aréola. A sua posição original é, mais ou menos, na direção do meio do braço. Mas o médico tem uma técnica específica de avaliar qual é o local correto para a aréola de cada paciente.
  • Tendo a aréola como referência, o cirurgião plástico consegue definir qual é a quantidade de pele que deve ser retirada.
  • Então, as incisões são suturadas e aplicam-se os curativos e as bandagens.

Cicatriz Mastopexia T Invertida

Cicatriz Mastopexia T Invertida

As cicatrizes podem ser em forma de T invertido (mais comum), L invertido, cicatriz vertical ou, simplesmente, ao redor das aréolas. O que define o tipo é a quantidade de pele e o grau da queda da aréola.

Vale lembrar que a qualidade da cicatriz independe do tipo de incisão. Na verdade, o que interfere é a genética de cada paciente.

Isto porque, se houver predisposição, a cicatriz pode se tornar hipertrófica ou queloidiana.

Tipos de Cicatriz de Mastopexia

  • Mastopexia Periareolar (ao redor da aréola):essa técnica é a menos invasiva, pois envolve somente a incisão na aréola. Mas, é indicada somente para quem tem mamas pequenas e necessitam retirar pouca quantidade de pele.
  • Vertical: a técnica vertical envolve uma incisão que se estende no contorno da aréola. Esse tipo é indicado para mulheres com flacidez de pele leve ou moderada.
  • Cicatriz Mastopexia T invertida:envolve uma incisão maior, que vai da aréola até o sulco inframamário. Outro corte é feito lateralmente na porção inferior da mama. Essa técnica proporciona um maior grau de elevação, por isso é indicada para quem apresenta flacidez acentuada.

Na cirurgia de Mastopexia, a paciente ganha uma mama levantada, só que em troca tem uma cicatriz.

As cicatrizes são marcas permanentes, mas após 12 meses, dependendo da genética, elas tendem a ficar quase imperceptíveis.

Mastopexia com prótese para recuperar o seio caído

A cirurgia de Mastopexia pode ou não ser associada com a prótese de silicone.

Ao optar pelo implante, o médico analisa essa possibilidade levando em consideração a flacidez e a quantidade de tecido.

A vantagem de optar por uma Mastopexia com prótese é que o implante dará mais firmeza à mama.

Porém, se for colocada uma prótese grande e a pele da paciente não tiver a densidade adequada, os seios podem ceder e a flacidez voltar.

Nesses casos, os cirurgiões costumam optar por um pequeno implante colocado atrás do tecido mamário.

A associação da cirurgia de Mastopexia com silicone oferece resultados incríveis. Pois, além de aumentar os seios, também melhora o aspecto do busto e dá firmeza.

Fonte: Dream Plastic

beijos, Fran
20/11 2020
Mamoplastia
0 Comentários

Mamoplastia: qual cirurgia é ideal para você?

mamoplastia é a cirurgia plástica para mudar o formato das mamas. As mulheres que estão inseguras com o seu próprio corpo, com certeza já pensaram em fazer uma plástica.

A verdade é que milhões de mulheres em todo o mundo sonham em mexer nas mamas, seja para aumentar ou diminuir seu tamanho.

Muitas delas querem levantar a região afetada pela flacidez. É possível fazer isso? Claro que sim! Mas existem opções de Mamoplastia para atender às necessidades de cada mulher.

Quer mudar o formato dos seus seios? Conheça os tipos de cirurgias de Mamoplastia. Lembre-se que a cirurgia plástica das mamas vai além da estética, pois ajuda a elevar a autoestima e qualidade de vida das pacientes.

Então, continue lendo o texto! Vamos te explicar direitinho como é a Mamoplastia Redutora, Mamoplastia de Aumento e a Mastopexia.

Tentando disfarçar os seios caídos

mamoplastia sem silicone

É, toda mulher tem uma parte do corpo que a incomoda muito. A vergonha é tanta que a gente sempre pensa em algum truque para disfarçar o desconforto causado.

Com a Larissa não era diferente! Ela sabia que poderia ser mais bonita se tivesse os seios redondinhos, durinhos e empinados. Bom, já deu para notar que a região dos seus seios era, justamente, algo que a incomodava bastante.

Por anos e anos ela seguiu as dicas das “blogueirinhas” famosas. Massagens, adesivos, cremes… Mas a verdade é que NADA fazia efeito!

Foi então que, depois de assistir um vídeo no Youtube, ela tomou a decisão de colocar silicone nos seios. “Por que não?” – Ela se perguntou.

Às vezes, a gente tem que largar os velhos hábitos e se abrir para as transformações que a vida nos sugere. Foi assim que a Larissa encarou a cirurgia: uma mudança positiva e necessária. Afinal, se você não está gostando de algo, a solução é sempre procurar melhorar!

Claro que antes de sair igual uma louca, aceitando qualquer local para operar, a jovem pesquisou sobre o assunto. Ainda bem, porque há cada médico por aí, alguns não têm nem habilitação para realizar cirurgias estéticas.

A cirurgia de Mamoplastia é um dos procedimentos mais realizados. Por isso, é muito importante selecionar bem o cirurgião e a clínica em São Paulo.

  • O cirurgião deve ser especializado em cirurgia plástica, ter experiência comprovada e, ainda, ter muitas indicações de pacientes.
  • A clínica deve ter uma equipe própria de anestesistas. Lembre-se: esse profissional é o responsável pela sua segurança durante o procedimento.
  • Prefira uma clínica com muitas recomendações de pacientes. Pois quem passou pelo procedimento não vai indicar um lugar que não gostou. Então, elogios significam também máxima segurança e resultados excelentes.
  • Veja se a clínica opera somente em hospitais com foco neste tipo de procedimento para evitar riscos desnecessários de infecção.

3 opções de cirurgia de Mamoplastia

cirurgia mamoplastia
3 Tipos de cirurgias de mamas: Mastopexia, Prótese de Silicone e Mamoplastia Redutora.

Cada mulher tem uma queixa sobre os seus seios: muito pequenos, grandes demais, caídos, flácidos… Existem vários tipos de cirurgia plástica Mamoplastia que podem deixar os seios com uma nova aparência. A escolha entre eles depende do seu objetivo.

  • Restrição básica: a cirurgia deve ser feita depois dos 18 anos, quando a mama já se encontra desenvolvida.
  • Como é feita a Mamoplastia? Depende de cada tipo, mas no geral, o procedimento dura em torno de 2 horas.
  • Anestesia para Mamoplastia: geralmente os médicos optam pela peridural com sedação.
  • Mamoplastia tempo de recuperação: os resultados aparecem após o corpo ficar completamente desinchado. O que pode demorar em torno de 6 meses.
  • Cuidado pós-operatório: em todas as cirurgias de mama a principal recomendação é usar o sutiã pós-cirúrgico Mamoplastia, respeitando o tempo indicado pelo médico.

1. Mamoplastia de aumento para os seios pequenos

Mamoplastia de aumento
Cirurgia de Prótese de Silicone para aumentar o volume das mamas

Aquelas que procuram pela Mamoplastia e silicone, geralmente, sentem-se incomodadas com a falta de volume nas mamas. Muitas mulheres sofrem tanto com essa situação, que sentem até vergonha de colocar um biquíni.

Por isso, a Mamoplastia com prótese é a cirurgia certa para dar um UP na autoestima e na confiança da mulher. Já que turbinar os seios, melhora a aparência da região e preenche o colo. Esse é o desejo de muitas mulheres!

Como é feita a Mamoplastia de aumento?

O médico faz um pequeno corte para colocar a prótese de silicone. As opções de incisão são: pelo sulco mamário, pela aréola ou pela axila. Mas em qualquer um desses lugares a cicatriz Mamoplastia fica bem escondida e discreta.

O próximo passo é escolher o local que o implante de silicone ficará de fato. Ou seja, se será alojada por cima ou por baixo do músculo peitoral, ou o meio termo, entre o músculo e o tecido.

Por último, o cirurgião fecha as incisões com uma costura delicada. Ele encerra o procedimento fazendo um curativo na mama.

O médico só vai recomendar a fita de silicone para cicatriz Mamoplastia quando a paciente apresentar algum problema de cicatrização. Mas somente é utilizada para evitar a formação de uma cicatriz hipertrófica ou queloide.

A Mamoplastia de Aumento não é indicada para reverter o problema das mamas caídas. Neste caso, também é preciso realizar uma cirurgia de Mastopexia. Quando esses dois procedimentos são realizados em conjunto, é chamado de Mastopexia com prótese.

2. Mamoplastia sem prótese para as mamas caídas

Mamoplastia sem prótese
Cirurgia Plástica ideal para levantar as mamas e retirar a pele flácida

Toda mulher vai sentir a flacidez algum dia. Pode ser depois da gravidez, de uma oscilação de peso ou quando ficarmos mais velhas.

E as mamas são bem afetadas, pois aquele aspecto saudável dá lugar aos seios caídos. Em alguns casos a situação é tão crítica que interfere na feminidade da mulher. Isto porque, muitas se preocupam com a aparência da região e fazem de tudo para esconder a flacidez.

Quando você se olha no espelho e não está feliz com o que vê, aí talvez esse seja o momento ideal para corrigir o problema. E não tem creme, sutiã ou remédio que traga a firmeza dos seios de volta. O jeito mais eficaz é recorrer à cirurgia para levantar os seios ou Mastopexia, como também é conhecida.

Como é feita a cirurgia de Mastopexia?

O cirurgião desenha as linhas de incisão na área que será operada. Em seguida, um corte é feito nessa região definida pelo médico.

Então, ele reposiciona a aréola e, a partir disso, consegue definir qual é a quantidade de pele que será retirada. Por fim, o médico fecha as incisões e faz um curativo nos seios.

A extensão das cicatrizes de Mastopexia depende da quantidade de flacidez presente na mama. Ou seja, o corte pode ser feito apenas em volta da aréola, mas em alguns casos é necessário outro no sulco mamário.

Vale ressaltar que, as mulheres que desejam corrigir a flacidez e também aumentar o volume, podem optar pela combinação dos dois procedimentos: Mamoplastia com silicone e Mastopexia.

3. Mamoplastia Redutora para diminuir o volume

Mamoplastia Redutora
Cirurgia Plástica para diminuir o grande volume dos seios

As mulheres com seios grandes demais também sofrem! O excesso de volume das mamas causa alguns desconfortos, como: dores nas costas, constrangimentos e dificuldade para encontrar um sutiã adequado.

Por isso, algumas mulheres querem saber como diminuir os seios. E, às vezes, se livrar de todo desconforto físico e até emocional parece ser um sonho impossível. Mas a cirurgia de Mamoplastia Redutora é a solução ideal para esse problema.

Geralmente, as pacientes que fazem essa intervenção cirúrgica optam pela Mamoplastia sem silicone. Ou seja, elas só querem diminuir o volume dos seios.

Mas, em poucos casos, as mulheres aproveitam para fazer a Mamoplastia redutora com prótese. Com isso elas conseguem seios mais durinhos e redondos.

Como é feita a cirurgia de redução da mama?

Juntamente com o médico, a paciente define o tamanho e o formato desejado. Então, no dia da cirurgia, o cirurgião fará as marcações nos locais de retirada de pele e gordura.

As incisões são feitas para dar lugar ao novo formato, deixando os seios mais leves e firmes. Em alguns casos, o médico opta pelo uso de dreno para acelerar a recuperação e evitar o acúmulo de líquido.

Fonte: Dream Plastic

beijos, Fran
30/10 2020
Topo