Mamoplastia
1 Comentário

Mitos e verdades sobre a prótese de silicone

O implante de próteses de silicone está entre os procedimentos cirúrgicos mais realizados em todo o mundo. Atualmente, o Brasil ocupa o segundo lugar no ranking de países com maior procura, atrás somente dos Estados Unidos. De acordo com o levantamento mais recente, organizado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), cerca de 22,5% das intervenções médicas executadas por aqui são referentes ao aumento dos seios.

Apesar de ser um procedimento relativamente simples, é comum surgirem diversas dúvidas entre aquelas que desejam colocar silicone. Por isso, vamos esclarecê-las!

Em geral, a cirurgia costuma durar de 60 a 90 minutos e pode ser feita com anestesia local associada à sedação profunda, ou anestesia geral. A paciente se interna no dia da cirurgia, passa pelo procedimento, e, na maioria dos casos, tem alta no mesmo dia, para ir dormir em casa. Apenas em alguns casos, há necessidade de pernoitar no hospital até o dia seguinte.

Qual é a vida útil de um implante mamário?

Não há prazo definido para troca das próteses, como havia antigamente, quando se determinava 10 anos para a troca. O que deve ser feito é uma avaliação periódica, de tempo em tempo, com exame de imagem.

O silicone impede o diagnóstico de câncer de mama?

Não. Possuir implante de silicone nos seios requer cuidados e realização dos devidos exames periodicamente, seguindo a orientação médica. Há uma maneira específica de fazer a mamografia em pacientes que possuem próteses, com o objetivo de mostrar melhor ao radiologista o tecido mamário para diagnóstico de nódulos com potencial cancerígeno. Quando existe alguma dúvida após o procedimento, é possível realizar uma ressonância para a confirmação ou descarte da hipótese de câncer de mama.

Pacientes com implante de mama podem fazer exame de mamografia?

A paciente que possui implante de silicone nos seios poderá realizar exames periodicamente, seguindo a orientação médica. Exames de imagem, como mamografia e ressonância magnética serão feitos normalmente, mesmo com a presença da prótese mamária, que não atrapalha o diagnóstico de nódulos benignos e câncer de mama.

As próteses prejudicam ou impedem a amamentação?

Estudos realizados ao longo dos últimos anos confirmaram que as próteses mamárias não prejudicam ou impedem a amamentação. A cirurgia é realizada por trás da glândula mamária e, desse modo, não viola o sistema que produz e armazena o leite materno

A prótese de silicone pode sair do lugar, girar ou se romper?

É raro acontecer, principalmente quando utilizamos próteses de boa qualidade.

Existe uma idade correta para operar?

Não existe uma idade ao certo para realizar a cirurgia de prótese de mama. Pode ser feito a partir da idade em que o tecido mamário chega à sua maturidade final em relação à formação.

Existe uma época melhor para fazer a cirurgia?

A melhor época é aquela que permite à paciente realizar repouso moderado e seguir corretamente as recomendações médicas pré e pós-operatórias. A recuperação se dá em 2 a 3 semanas, período em que se deve evitar mexer muito os braços. Com 30 dias, já poderá fazer caminhadas leves com uso de sutiã pós-cirúrgico. Aos poucos, seu médico irá te liberando para determinadas atividades, até que em 2 meses você possa levar uma vida normal.

Posso colocar o volume que quiser?

Não. O cirurgião é quem fará uma análise do corpo da paciente e definirá, com base em exames completos, o volume máximo a ser aplicado. Além disso, são levados em consideração aspectos como as medidas precisas do tórax. Cada caso é um caso e, por isso, nem sempre a prótese que caiu bem em uma pessoa ficará boa em outra.

Será necessário colocação de dreno de aspiração?

Apenas em poucos casos selecionados, principalmente quando a prótese é colocada em plano submuscular, e quando se faz retirada de pele para suspensão da mama (mastopexia), visando uma melhor recuperação, menos dor, menos inchaço e melhor cicatrização nesses casos. O dreno, quando utilizado, é retirado na consulta de retorno.

Quando se coloca prótese submuscular?

Em geral, esses casos ficam reservados para pacientes que não têm nenhum ou muito pouco tecido mamário (mamas extremamente pequenas), para que a prótese tenha uma melhor cobertura e não fique praticamente em contato próximo à pele.

Cuidados especiais para quem realiza cirurgia plástica

Quem se submete à cirurgia de prótese de silicone precisa obrigatoriamente seguir as recomendações médicas. Dependendo da situação, pode ser necessário manter a região operada seca, sem molhar durante os primeiros 7 dias em média. Durante esse período, não há quase nenhuma troca de curativos. Deve-se tomar os antibióticos e analgésicos prescritos da forma correta, evitar exposição ao sol, manter uma alimentação leve e saudável, fazer repouso, não mexer muito os braços (principalmente nas duas primeiras semanas), e usar o sutiã cirúrgico durante cerca de 6 semanas. Em geral, pacientes dizem que a recuperação é tranquila.

Fonte: Dr. Ahmed

beijos, Fran
14/10 2020
Plásticas
0 Comentários

Rinoplastia Secundária

rinoplastia secundaria


 
Quem já fez uma cirurgia de nariz e não ficou feliz com o resultado já deve ter escutado falar da rinoplastia secundária.
O desejo de ter um nariz mais fino, arrebitado ou até mesmo totalmente reestruturado é o que move as pessoas a buscarem pelas técnicas de rinoplastia.
No entanto, é preciso entender que a rinoplastia é um dos procedimentos de cirurgia mais complexos da área.
Sendo assim, é comum que novas intervenções sejam realizadas em busca do melhor resultado possível. Aí que entra a chamada de rinoplastia secundária.
Conhecida também de cirurgia para corrigir uma rinoplastia mal sucedida ou apenas de rinoplastia de correção.
Ela é considerada por pessoas que já aguardaram o tempo de recuperação orientado pelo médico especialista em rinoplastia, porém não alcançaram o resultado pretendido com o procedimento.
Contudo, existem alguns critérios que precisam ser levados em consideração antes de optar pelo retoque rinoplastia. Continue lendo para descobrir!
 

Rinoplastia: retoque serve em quais casos?

rinoplastia retoque

 

 
Algumas pessoas dizem: “Eu fiz rinoplastia e me arrependo muito!”.
Quando o problema funcional ou estético não é resolvido, a insatisfação com a primeira cirurgia no nariz pode acontecer. Nesses casos a paciente deve considerar uma segunda rinoplastia.
Esse procedimento tem por objetivo otimizar o efeito alcançado na cirurgia de nariz feita na paciente. Ou seja, essa opção é indicada para melhorar o resultado, tanto no quesito estético quanto funcional.
 
Você tem interesse em conhecer histórias de mulheres que fizeram uma rinoplastia? Faça parte do grupo exclusivo de pacientes da Dream Plastic, no Facebook.  Clique no botão abaixo:
 

Por que optar por uma segunda rinoplastia?

A decisão de passar novamente por um centro cirúrgico pode ter vários motivos, como:

  • Problemas de respiração: caso a paciente sinta dificuldade de respirar após a primeira cirurgia, principalmente na hora de dormir, então é um bom motivo para uma segunda rinoplastia.
  • Não alcançou o resultado desejado: esta é uma situação em que a paciente está insatisfeita com a aparência obtida na primeira cirurgia de rino. Isso pode ser decorrente de problemas na hora da cicatrização.

 
Vale ressaltar que a rinoplastia é uma cirurgia bem complexa, por isso a probabilidade de haver uma correção é maior.
Segundo a literatura médica a chance é alta, atinge de 15 a 40 % dos casos de rinoplastia. E esse número pode variar dependo do conhecimento técnico do cirurgião.
A experiência dos cirurgiões plásticos conta muito nessa hora. Por exemplo, o índice de retoques do especialista em rinoplastia SP da Dream Plastic é baixo. Isto se deve ao fato da ampla experiência em cirurgia plástica.
Entretanto, qualquer insatisfação com o resultado, muitas vezes, não pode ser considerado como um erro médico. Pois a recuperação interna pode se dar de forma diferente do previsto.
 

Devo esperar quanto tempo para recorrer a uma rinoplastia secundária?

rinoplastia eu fiz

 

 
A paciente deve esperar, no mínimo, um ano antes de se submeter a uma segunda rinoplastia. É importante respeitar esse prazo para que as estruturas nasais estejam completamente recuperadas e cicatrizadas.
Além disso, vale lembrar que o resultado definitivo de uma cirurgia de nariz só pode ser observado depois de 6 meses do procedimento. Tudo isso porque…

  • O nariz precisa de um tempo para desinchar, o que influencia diretamente em sua forma final.
  • A complexidade da primeira cirurgia pode influenciar no tempo de recuperação. Ou seja, quanto mais o cirurgião plástico precisou alterar o nariz da paciente, maior será o tempo de espera.

 
Em média, esses influenciadores levam até um ano para sumir. Portanto, esse é o tempo mínimo aconselhado para buscar uma rinoplastia reparadora. Muitos especialistas em rinoplastia não realizam a cirurgia secundária antes disso.
 

Rinoplastia blog: a complexidade da cirurgia de retoque

fibrose nariz

 

 
A rinoplastia secundária é uma operação ainda mais complexa, se for comparada com a primeira intervenção no nariz.
Isto porque as estruturas nasais passaram anteriormente por alterações, por isso estão mais sensíveis. Sendo assim, o cirurgião plástico vai manipular os tecidos da forma mais delicada possível.
No entanto, se houver a necessidade do uso de enxertos para modelar o nariz, a alternativa é retirar cartilagem de outras áreas do corpo.
Pois, como já foi usada a cartilagem do septo nasal na primeira cirurgia, o especialista em rinoplastia vai partir para outros locais, como orelhas ou ossos da costela.
Além disso, os tecidos na realização da segunda rinoplastia tendem a estar mais firmes e com fibrose no nariz. Consequentemente, a manipulação cirúrgica é mais complexa.
A complexidade também está relacionada com a quantidade de cirurgias realizadas anteriormente na área. Quanto maior o número de procedimentos realizados, menor será a quantidade de tecido disponível para que o profissional realize o trabalho de forma adequada.
Por este motivo, a cirurgia deve ser feita com muita cautela. Pois, a pele, a cartilagem e a vascularização dos tecidos já não são a mesma.
 


 

Qualquer cirurgião pode realizar rinoplastia secundária?

segunda rinoplastia

 

 
Como se trata de um procedimento delicado e de grande precisão é fundamental que o ele seja realizado somente por um especialista em rinoplastia.
É importante ainda que o médico seja membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) e registrado pelo Conselho Regional de Medicina (CRM).
Devido à complexidade da rinoplastia secundária, apenas um especialista é capaz de avaliar todos os aspectos funcionais e estéticos do nariz. Bem como o grau de insatisfação da paciente e, principalmente, se os tecidos locais permitem um conserto que corresponda às suas expectativas.
O sucesso da rinoplastia secundária não depende apenas do cirurgião, fatores como pele aderida ao osso, fibrose no nariz e até mesmo o excesso de pele podem comprometer o segundo procedimento.
Assim como a má execução do primeiro procedimento, dobras na cartilagem e até mesmo ações respiratórias, que são particulares para cada paciente.
Cabe a esse profissional descobrir quais as principais queixas dos pacientes e analisar se é possível fazer uma nova operação.
Com o médico especialista são nulos os riscos de ter uma piora no quadro, deixando-a ainda mais insatisfeita. E você terá a certeza de que estará mais perto de conquistar o nariz que sempre sonhou.

Fonte: Dream Plastic

beijos, Fran
09/10 2020
Mamoplastia
0 Comentários

Qual tempo aconselhável para trocar a prótese de mama?

Nos exames de rotina da mulher, como a mamografia ou ultrassom de mamas, a saúde da prótese também é avaliada.  O tempo de vida útil de cada prótese pode variar de pessoa para pessoa, isso vai depender da reação de cada organismo.

Antigamente era comum se falar em 10 anos, mas com a evolução na medicina e na qualidade dos materiais é possível ficar muito mais tempo.  Importante frisar que, ao contrário dos mitos que circulam a internet, não existe prótese vitalícia, ou seja, em algum momento, seja daqui 10, 20, ou 30 anos, ela precisará ser trocada.

Fonte: Dr. Enio Giacchetto

beijos, Fran
07/10 2020
Topo