Plásticas
0 Comentários

Abdominoplastia e Lipoescultura

A combinação da Abdominoplastia e Lipoescultura é a solução para quem busca: eliminar flacidez abdominal, reduzir gordura localizada e aumentar o bumbum. São dois procedimentos diferentes, mas que se complementam.

Primeiro, o médico retira o excesso de pele na barriga. E, ao usar a técnica de Lipoescultura, ele remove a gordura localizada nas costas e nos flancos e enxerta no bumbum, por exemplo.

A combinação de Abdominoplastia e Lipoescultura tem como objetivo eliminar flacidez abdominal, reduzir gordura localizada e aumentar o bumbum.

Abdominoplastia com Lipo, mas sem enxerto de glúteo

A Abdominoplastia com Lipo sem enxerto de glúteo é indicada para quem busca apenas melhorar o contorno corporal e conquistar uma barriga chapada.

Ou seja, para as mulheres que não estão tão preocupadas em aumentar o bumbum.

O procedimento é praticamente o mesmo da Lipoescultura com Abdominoplastia, porém, a gordura removida será descartada.

Abdominoplastia sem Lipo

Abdominoplastia sem Lipo remove o excesso de pele abdominal, concedendo um aspecto de barriga chapada e lisinha.

Porém, esse procedimento não será capaz de tirar a gordura que fica nas costas e na região dos flancos, por exemplo.

necessidade de associar a lipo e abdominoplastia depende muito do tipo corporal. Se a paciente tiver gordura nessas áreas e optar pela Abdominoplastia sem Lipo, ela pode ficar com o corpo quadrado.

Quando a paciente tem gordura localizada apenas no abdômen, a Abdominoplastia sozinha pode oferecer bons resultados.

A Abdominoplastia tem como foco remover apenas a flacidez abdominal.

Isso porque, na cirurgia, a gordura que fica abaixo do umbigo será eliminada junto com a flacidez. E, ao puxar a pele da parte superior, ela pressiona a camada de gordura, deixando-a bem mais fina.

É possível fazer Abdominoplastia com Lipoaspiração na barriga?

Ao optar pela combinação de Abdominoplastia e Lipoescultura saiba que o médico não aspira gordura da barriga.

Um dos motivos é a falta de necessidade. Pois, conforme mencionamos anteriormente, ao remover a pele abaixo do umbigo, a gordura presente na região também é eliminada. E, da parte superior é afinada quando a pele é puxada.

Ao fazer a Abdominoplastia, o médico também retira a gordura da região da barriga.

Além disso, seria arriscado aspirar a gordura na região em que foi feita a Abdominoplastia. Por exemplo, gerando um problema de circulação sanguínea e ainda prejudicando a cicatrização da paciente.

Isso porque, com a tensão feita na pele ao estica-la, há uma redução momentânea da irrigação sanguínea e, consequentemente, de nutrientes e oxigênio.

Logo, ao passar a cânula da Lipo, ela vai danificar ainda mais a circulação sanguínea da área. Nesse caso, podem ocorrer problemas de cicatrização e até a necrose da pele.

Diferença entre Abdominoplastia e Lipoaspiração

A diferença entre Abdominoplastia e Lipoaspiração é o objetivo de cada procedimento. A Abdominoplastia visa eliminar apenas flacidez de pele. Já a Lipoaspiração tem como foco a remoção de gordura localizada, que pode estar presente em diferentes regiões do corpo. Por exemplo:

  • Flancos
  • Papada
  • Costas…
Diferença Abdominoplastia Lipoaspiração regiões
Gordura localizada pode estar presente em diferentes regiões do corpo.

Ao agendar sua primeira consulta, Paloma não tinha ideia dessa diferença entre Abdominoplastia e Lipoaspiração. A princípio ela foi com o objetivo de fazer uma Lipoescultura.

Entretanto, o médico, um cirurgião plástico com título de especialista e a experiência de milhares de cirurgias realizadas, desaconselhou essa ideia.

Após duas gestações, a pele da Paloma não era a mesma. E, além das gordurinhas, ela tinha flacidez abdominal.

Os médicos da Dream Plastic sabem que nesses casos o resultado seria bem inferior. Pois, ao retirar somente a gordura da paciente, a flacidez de pele abdominal ficaria bem mais acentuada.

Isto porque a camada de gordura retirada servia de sustentação para a pele. Ao perder este suporte, a barriga ficaria com a aparência flácida e caída.

Imagina se ela tivesse ido num médico pouco experiente que topasse fazer o procedimento? Paloma teria achado o resultado desastroso.

Emagrecer com Lipo e Abdominoplastia

É possível emagrecer ao fazer Lipo e Abdominoplastia, porém é importante lembrar que esse NÃO é o objetivo dos procedimentos.

O objetivo da Lipo ou Abdominoplastia é perder medidas, ou seja, centímetros na região.

abdominoplastia lipoescultura enxerto gluteo
Na Lipoaspiração ou Abdominoplastia o foco é perder medidas e não peso.

Se você precisa emagrecer, o ideal é fazer isso antes da Lipo ou Abdominoplastia. Dessa forma seu resultado ficará muito melhor, já que perder peso depois do procedimento pode gerar flacidez.

Além disso, vale lembrar que há um limite de gordura para ser removida na Lipo. Por segurança, só podem ser retirados de 5 a 7% do peso ideal da paciente.

Por exemplo, o peso ideal de uma mulher de 30 anos com 1.65 m é entre 51 e 68 kg. Nesse caso, independente dela pesar 65 ou 75 kg, o cirurgião só poderá remover aproximadamente 4,5 litros de gordura.

Lipo ou Abdominoplastia, qual a melhor?

Quando falamos de Lipo ou Abdominoplastia não existe um procedimento melhor do que o outro, pois eles têm objetivos diferentes. A escolha entre eles depende muito das necessidades de cada mulher. Por exemplo, se você tem excesso de pele na barriga, sem gordura na lateral, o indicado pode ser uma Abdominoplastia sem Lipo.

Quem sofre com gordura localizada na barriga e na lateral, mas sem flacidez, pode optar pela Lipoaspiração.

lipo abdominoplastia
Na Lipoaspiração é possível remover a gordura localizada nas costas.

Se, além disso, você tem interesse em aumentar o volume do bumbum, a Lipoescultura é o procedimento ideal.

Para quem tem barriga com excesso de pele e gordura lateral, o indicado seria a associação da Abdominoplastia com Lipo.

Independente da situação, o essencial é contar com a opinião de um cirurgião plástico experiente. Ele é o profissional mais capacitado para indicar o procedimento certo.

Abdominoplastia com Lipo e Silicone

abdominoplastia lipo silicone
Combinando os três procedimentos é possível aumentar o seios e eliminar a flacidez e a gordura localizada.

A associação de Abdominoplastia com Lipo e Silicone é uma das mais realizadas. O foco do procedimento é aumentar as mamas e eliminar a flacidez e a gordura localizada. E, em alguns casos, aumentar os glúteos.

Por isso, tem um perfil de paciente bem comum. Normalmente, são mulheres que:

  • Tornaram-se mamães! Considerando que o processo de gestação provoca grandes transformações no corpo da mulher, gerando flacidez nas mamas, na barriga e até acúmulo de gordura.
  • Não estavam muito acima do peso! Já que os procedimentos NÃO têm como objetivo perder peso, mas sim eliminar medidas e promover um contorno corporal mais bonito.
  • Tinham pouco volume nas mamas! Com a gestação, as mamas cresceram um pouco, mas voltaram ao normal depois. Porém, esse processo gera flacidez. E quando há pouca pele flácida, apenas a colocação da Prótese de Mama é suficiente para corrigir e aumentar os seios.

Abdominoplastia com Lipoescultura e Mamoplastia Redutora ou Mastopexia

O perfil de paciente não muda muito na associação de Abdominoplastia com Lipoescultura e Mamoplastia Redutora ou Mastopexia.

A diferença é que nessa combinação, a mulher normalmente tem um grau de flacidez mais elevado, por isso a Mastopexia é a cirurgia mais indicada.

No caso da Mamoplastia Redutora, a indicação é para quem tem as mamas bem grandes. São mulheres que sofrem com dores nas costas e dificuldades de encontrar roupas.

Vale lembrar que a associação também pode ser feita com Lipoaspiração, Abdominoplastia e Mamoplastia Redutora ou Mastopexia. Ou seja, quem deseja aproveitar a gordura eliminada na Lipo para aumentar o bumbum.

Como é feita a Lipoabdominoplastia?

A cirurgia de Lipoabdominoplastia é feita em ambiente hospitalar e pode levar de 3,5 a 6 horas. No geral, você recebe alta no dia seguinte, ou seja, só passa uma noite no hospital. Esse período é importante para a recuperação inicial, pois a paciente precisa repor os líquidos e eletrólitos perdidos desde o jejum feito no pré-operatório.

A Lipoabdominoplastia só deve ser feita em Hospital.

Anestesistas mais experientes optam pela anestesia peridural com sedação.

Isso porque ela oferece uma recuperação mais rápida e reduz o risco da paciente ter um quadro de Trombose Venosa Profunda. Porém, a anestesia geral também pode ser uma opção.

Passo a Passo da Abdominoplastia com Lipo

O cirurgião plástico inicia o procedimento pela lipo e abdominoplastia fica para a segunda parte.

Com a paciente de bruços, a primeira parte é eliminar a gordura das costas. Isso é feito através de pequenas incisões nas áreas escolhidas.

O médico passa para a região dos flancos. E, no caso da Lipoescultura, a gordura removida já começa a ser tratada para ser injetada no bumbum, com a paciente ainda de costas.

Quando é apenas a Lipoaspiração, ao terminar a região das costas, o médico vira a paciente e passa para a região dos flancos, finalizando essa parte do procedimento.

Para a Abdominoplastia, ele faz a incisão logo acima da região pubiana. Basicamente, ele puxa a pele, remove o que está sobrando e faz a plicatura dos músculos abdominais.

Na Abdominoplastia, o excesso de pele é removido. Depois o médico puxa e sutura a região.

Ao puxar a pele, a cabeceira da maca é levantada, para gerar a curvatura necessária na finalização da Abdominoplastia. Não é possível fazer a Lipo nesse momento, por isso o médico inicia pelas costas.

Vale lembrar que o umbigo após abdominoplastia continua no mesmo lugar, o médico só faz uma incisão para deixá-lo visível.

Ao sair do hospital, é preciso usar drenos e uma cinta de compressão. Ambos são fundamentais no pós-operatório, pois ajudam na eliminação do excesso de líquidos.

Pós-operatório: Lipo e Abdominoplastia

Durante o pós-operatório da lipo e abdominoplastia, você deve evitar esforço físico e ter cuidado com a sua postura. Esta recomendação é importante para não comprometer a cicatrização da abdominoplastia.

Vale lembrar que, para o sucesso do resultado de abdominoplastia com Lipoescultura, os cuidados de pós-operatório da Abdominoplastia exigem bem mais atenção. O da Lipo, basicamente, é fazer uma boa Drenagem Linfática.

Principais cuidados da Recuperação de Abdominoplastia e Lipo

  • Usar a cinta abdominal durante 60 dias. Sua função é evitar que a região fique muito inchada e dolorida.
  • Andar curvada por cerca de 3 semanas. Esticar o tronco pode forçar a abertura dos pontos da Abdominoplastia.
  • Fazer pequenas caminhadas durante o dia. Repouso absoluto pode causar Trombose Venosa Profunda e trazer sérios riscos para a paciente. Mas isso NÃO é atividade física!
  • Seguir corretamente a orientação médica sobre o uso do dreno. Este tubo serve para remover líquidos inflamatórios, conhecidos como Seroma.

Fonte: Dream Plastic

beijos, Fran
04/10 2021
Plásticas
0 Comentários

O que você precisa saber sobre o Renuvion

Você sabia que existe uma tecnologia que consegue retrair a pele de regiões como abdome, parte interna das coxas, papada, braços e costas, melhorando significativamente a flacidez?

Este é o poder do Renuvion, um aparelho que ao ser introduzido sob a pele gera um jato de plasma capaz de causar essa retração de forma imediata, que segue agindo ao longo de nove meses por meio do estímulo de colágeno ocasionado nas regiões em que é aplicado.

O Renuvion é uma novidade recente, aprovada pela Anvisa e utilizado pelos cirurgiões plásticos que mais se destacam na área de Contorno Corporal no Brasil e no mundo.

E agora chega para elevar o padrão dos nossos resultados cirúrgicos de forma pioneira na região Noroeste do Rio Grande do Sul, passando a fazer parte dos nossos Protocolos para as Cirurgias de Lipoaspiração e Mini Abdominoplastia, além da Abdominoplastia em todas as regiões, exceto o abdome.

O que é o Renuvion?

O Renuvion é um aparelho que parece uma pistola com uma cânula, a qual é introduzida sob a pele da paciente através de um corte igual ao de uma Lipoaspiração, entre 0,5 a 1,0 cm, nas regiões onde se deseja tratar a flacidez. O aparelho mistura gás hélio e radiofrequência, que juntos, geram o que chamamos de jato de plasma.

Como ele funciona?

Ao soltar esse jato de plasma sob a pele, o Renuvion reduz os septos fibrosos que ficam abaixo da pele, ocasionando imediatamente a retração da pele. Porém, além desse efeito imediato, nós também teremos um efeito secundário que ocorre entre 6 a 9 meses de estímulo de colágeno nesta região, o que também vai ocasionar retração de pele e melhorar os resultados finais. Diferente de outros aparelhos, o Renuvion só pode ser utilizado em Bloco Cirúrgico com anestesia geral.

Pra quem ele é indicado e em que regiões podemos aplicar?

Para todo e qualquer paciente que têm alguma queixa de flacidez corporal, como:

– Abdome: pode ser utilizado sozinho ou associado à uma Lipoaspiração ou ainda a uma Mini Abdominoplastia;

– Braços: para tratarmos a flacidez do “tchauzinho”;

– Região interna da coxa: onde a pele fica mais flácida.

– Costas: na região do dorso, onde a flacidez é mais difícil de tratar.

– Papada: queixa bastante comum pela sobra de pele e acúmulo de gordura.

Estudos preliminares apontam uma capacidade de retração cutânea de até 80% na região tratada (efeito variável e que dependente da qualidade de pele da paciente), o que muda por completo a perspectiva de resultados no tratamento de flacidez de pele sem cortes para um patamar que antes inatingível!

Uso do Renuvion sem Cirurgia

Para todas as regiões citadas acima, o Renuvion pode sim ser usado para pacientes que não desejam fazer uma Lipoaspiração, Abdominoplastia ou Mini Abdominoplastia. Mesmo assim, é preciso aplicação de anestesia geral em Bloco Cirúrgico.

Para saber se o Renuvion pode ser indicado para o seu caso, é necessária uma avaliação pessoalmente em consulta.

Fonte: Lucas Sartori

beijos, Fran
16/09 2021
Plásticas
0 Comentários

Você sabe o que é Bodytite ?

istock

Atualmente, os estereótipos de elegância e perfeição impactam cada vez mais a imagem que as mulheres têm do seu corpo e a que acham que os outros têm. Principalmente nesta altura, em que um novo ano começa e o anterior é posto em retrospetiva, muitas vezes se reflete sobre o que menos se gosta em nós e o que fazer para mudar isso. No topo da lista, como maiores protagonistas ao nível de inseguranças das mulheres encontram-se, normalmente, a gordura localizada e a flacidez da pele.

Neste sentido, as intervenções para conseguir um aspeto mais esbelto e tonificado são bastante procuradas, mas comummente apenas se ouve falar da lipoaspiração como a solução para estes problemas. Contudo, com a medicina estética sempre a inovar, será que existem outros procedimentos à nossa disposição?

O Bodytite é uma máquina inovadora pensada para ajudar a conseguir melhores resultados na eliminação da gordura, através de tecnologia de radiofrequência que sobreaquece a pele e leva à sua retração e consequente firmeza.

Esta máquina é composta por um manípulo com duas extremidades: uma cânula fina que se insere na pele e uma sonda que se posiciona no exterior do corpo, sendo a radiofrequência transferida entre ambas e aplicada nos tecidos. Desta forma, dá-se o aquecimento da pele que vai provocar a reorganização das fibras e a retração dos septos que unem a pele aos tecidos mais profundos. O resultado? Uma pele mais homogénea e firme.

O Bodytite pode atuar “sozinho” em casos menos severos ou ser combinado, por exemplo, com a lipoaspiração em casos mais complexos. Assim, num caso mais complexo, é possível com a lipoaspiração retirar o excesso de volume e esculpir a forma e, de seguida, com o Bodytite corrigir e acentuar a retração da pele, de forma a que todo essa zona do corpo fique mais tonificada.

Para além da vertente body, esta máquina também se adapta à face dispondo de cânulas mais pequenas que permitem corrigir a flacidez nesta zona delicada e conseguir um melhor contorno da mandibula, um pescoço mais liso ou uma face mais uniforme.

Além dos seus resultados comprovados, outra das grandes vantagens do Bodytite é que permite atuar deixando cicatrizes mínimas e, por isso, é uma boa solução para todas as zonas onde geralmente há queixas de laxidão e onde outros procedimentos podem não ser ideais, como a face e os antebraços. Esta tecnologia pode também ser uma solução no combate à tão odiada celulite.

Mas será que uma máquina que utiliza radiofrequência é segura? Sim, é, uma vez que ambas as extremidades do manípulo do Bodytite têm um regulador de temperatura com o qual é possível controlar a quantidade de energia emitida e o efeito que esta tem nos tecidos. Desta forma, é possível ao cirurgião plástico escolher se pretende atuar mais ao nível da retração da pele ou da destruição de gordura localizada.

Apesar dos seus resultados e vantagens, é importante referir que o Bodytite é um tratamento minimamente invasivo. Como tal, deve ser feito num bloco operatório, pois necessita de anestesia local ou sedação e de um cirurgião plástico com as competências necessárias para utilizar a máquina com toda a segurança.

O Bodytite é uma ferramenta nova, muito útil e sem dúvida que vem ocupar um lugar especial na plástica. Contudo, cada caso é um caso e é fundamental decidir em conjunto com o cirurgião qual o tratamento adequado à pessoa, ao seu corpo e ao que se pretende.

Fonte: Women’S health

beijos, Fran
08/09 2021
Topo