Plásticas
0 Comentários

Otoplastia antes e depois

Otoplastia antes depois

Infelizmente não é sempre que identificamos o problema e temos a oportunidade de corrigi-lo cedo. Mas também nunca é tarde demais para ter suas próprias imagens de Otoplastia antes e depois.

A Clara P. é exemplo disso! Hoje com 38 anos e trabalhando como enfermeira, ela lembra sem nenhuma saudade dos tempos de escola. “Eu sofri bullying desde muito nova, tinha meu rosto desenhado com orelhas grandes na lousa, era chamada de Dumbo e vivia sendo o foco de zoações. Eu chorava e não queria ir para escola”, comenta.

Naquela época, Clara não sabia que a cirurgia de Otoplastia podia ser feita a partir dos 6 anos. Com essa idade as orelhas já se desenvolvem e estão completamente formadas.

Sem saber como resolver, cresceu com um sério problema de autoestima. Achava-se feia e vivia se comparando com as amigas, mas sempre sentindo-se inferior a elas.

Aos 17 anos, quando começou a trabalhar e ampliou seu círculo de convivência, Clara descobriu que a Otoplastia era a única solução definitiva para o seu problema. Isso se ela não quisesse passar o resto da vida se escondendo em faixas e sem prender os cabelos.

Começou a buscar informações e imagens de orelha de abano antes e depois. Cada resultado encontrado a deixava ainda mais empolgada.

Clara também percebeu a grande quantidade de gente que sofre com o mesmo problema. São homens e mulheres de diferentes idades, inclusive muitos famosos, confira abaixo!

Thalía: Orelha de Abano Antes e Depois

Thalia antes depois

Maria la del Barrio soy yo… Ao escutar essa música não tem como não saber de quem estamos falando. Sim, é da Thalía, ou melhor, da Ariadna Thalía Sodi Miranda, seu nome completo.

A cantora e atriz mexicana aparenta ter feito a cirurgia para mudar a forma e o tamanho de suas orelhas. Segundo o site Blasting News, essas informações não foram confirmadas oficialmente, mas a imprensa mexicana afirma categoricamente.

Além disso, ao compararmos as fotos antigas com as atuais, dá para perceber a diferença de posição de suas orelhas. Antes, pela proeminência no rosto da cantora, elas eram consideradas de abano.

Alessandra Ambrósio: fotos de orelhas grandes nunca mais!

Alessandra Ambrosio antes depois

Alessandra Ambrósio, uma das modelos brasileiras mais famosas, revelou ter feito a Otoplastia aos 11 anos de idade. Hoje não há quem diga que a top model está linda!

Mas seu processo não foi totalmente satisfatório. Segundo o Portal Ego, Alessandra fez o procedimento com um cirurgião plástico inexperiente.

Ela foi a primeira paciente dele e essa falta de experiência do médico influenciou muito no seu resultado. A modelo ficou decepcionada e, por cerca de um ano, fez várias pequenas cirurgias para reparar.

Otoplastia Antes Depois Brad Pitt

Brad Pitt antes depois

Quem diria não é minha gente, Brad Pitt fazendo cirurgia plástica. Mas nada é perfeito e até um dos homens considerados mais sexys do mundo pode precisar ou desejar melhorias.

Segundo o Portal de Notícias R7, o ator americano aderiu à cirurgia da orelha, que é um dos procedimentos mais realizados no Brasil.

Comparando fotos novas e antigas, dá para ver o destaque que seus ouvidos costumavam ter.  Apesar da diferença, o ator nunca admitiu essa ou outras cirurgias plásticas realizadas. Sabe como é celebridade, né?

Cirurgia de orelha antes e depois

cirurgia orelha antes depois

Clara conheceu esses e vários outros casos de orelha de abano antes e depois. Muitos resultados eram incríveis e promoviam uma mudança radical nas pessoas.

Ela estava decidida a eliminar as fotos de orelhas grandes da sua vida e deixar de sofrer por causa disso.

Teve a tia que disse que ela não precisava, o irmão que falou que os orelhões eram seu diferencial, a vó que não entendia o motivo…

Apesar de ouvir esse tipo de opinião, apenas Clara sabia o quão triste era conviver infeliz com o próprio corpo.

Pesquisou bastante, tanto em sites na internet, quanto com pessoas que já haviam passado por essa experiência. Num desses contatos recebeu a indicação de um Grupo Exclusivo de Cirurgia Plástica. Não pensou duas vezes e solicitou a participação.

Sua decisão estava tomada. Agora para a enfermeira operar era uma questão de agenda e melhor forma de pagamento. Fez a consulta e teve o cuidado de escolher um cirurgião plástico especialista e bem experiente.

Clara já sabia o poder de transformação dos resultados Otoplastia. O que a surpreendeu foi saber o quão simples é o procedimento. Mas isso quando os protocolos de segurança são seguidos e você conta com o amparo de profissionais muito bem preparados.

Fonte: Dream Plastic

beijos, Fran
29/10 2019
Plásticas
0 Comentários

Projeto narizinho de princesa

plástica de nariz

Independente de você fazer sua rinoplastia em Florianópolis, Rio de Janeiro ou em São Paulo, escolher um cirurgião plástico habilitado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica é fundamental.

Esse ponto é crucial para você tirar o seu projeto narizinho do papel. Pois, no fim das contas, não adianta pagar um preço baixo se a qualidade do seu resultado não será satisfatória.

Ninguém espera ter que passar por uma cirurgia de retoque, não é mesmo? Por isso, coloque no planejamento do seu projeto narizinho os seguintes itens:

Escolha um cirurgião plástico que apresente…

cirurgias de nariz

Você já deve ter ouvido falar que a experiência do médico é o que conta para um bom resultado. Pois é, quanto mais procedimentos o cirurgião plástico tiver realizado, mais expert no assunto ele é.

Até porque, no caso da área médica, só se aprende praticando muito! É na prática que o cirurgião vai saber o que funciona melhor em cada tipo de corpo.

Quer um bom conselho? Escolha um médico que tenha, pelo menos, 10 anos de experiência em cirurgias no nariz. E claro, que seja habilitado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Esse é um item importante que deve ser tratado como prioridade no seu projeto narizinho.

Converse com o seu médico sobre a expectativa de resultado

Para evitar surpresas desagradáveis no seu projeto narizinho, é importante ter em mente que o resultado depende, principalmente, das características de cada pessoa.

Desejar o nariz igual ao de alguma atriz ou modelo pode gerar grande frustração. Isso porque, por melhor que seja o cirurgião, dificilmente ele vai satisfazer seu desejo.

É importante conversar bastante com o seu médico antes da cirurgia, conhecer as suas limitações e estabelecer uma expectativa realista de resultado. Assim você vai ficar ainda mais satisfeita ao se olhar no espelho!

Nunca opere dentro da clínica

cirurgia do nariz

Esse é o tipo de informação que deve ter muito destaque no seu projeto narizinho. Até porque, operar em um local sem estrutura, é o pior fator de risco na cirurgia de nariz. E vamos te mostrar o por quê.

É muito provável que dentro da clínica não tenha a presença de um anestesista para monitorar a sua pressão arterial, frequência cardíaca e respiração.  Cuidado básico para a sua segurança!

E se você precisar de aparelhos médicos específicos? Com certeza, no caso aconteça de alguma intercorrência, a clínica não tem o suporte necessário para prestar o devido socorro.

E cá entre nós, não há nem comparação entre esses dois ambientes. O hospital é 100 vezes mais preparado para receber cirurgias de grande, médio e pequeno porte. Além de disponibilizar equipamentos melhores, também oferece um local muito bem esterilizado. Ou seja, que evita te expor ao risco de infecções.

Cuidado com os preços absurdamente baixos

plasticas no nariz

No seu projeto narizinho também deve ser considerado o preço da cirurgia de nariz. Entretanto, você não deve apenas se preocupar em encontrar preços baixos, mas em saber o que está incluso nesse valor.

Quando falamos em cirurgias estéticas é fundamental ficar de olho no currículo do cirurgião plástico. Isto porque, infelizmente, encontramos muitos profissionais antiéticos, que realizam o procedimento sem a devida preparação.

Você já se questionou por que existem médicos que cobram um valor tão baixo comparado às demais clínicas?

Provavelmente, são profissionais recém-formados, sem experiência e que estão desesperados por pacientes. Geralmente esses cirurgiões plásticos ainda não têm bons resultados para apresentar, por isso oferecem preços baixos.

Há ainda quem prefere reduzir custos utilizando materiais de 2º linha ou que operam fora de hospitais. Em ambos os casos, eles colocam a vida da paciente em risco.

Portanto, ao escolher um médico por ser o mais barato, você está correndo o risco de ter sérias dores de cabeça.

Siga corretamente as dicas do pós-operatório

cirurgia plastica do nariz

É óbvio que você não quer ver o seu projeto narizinho indo por água abaixo, não é mesmo? Então, para evitar decepções com o resultado, siga corretamente TODAS as orientações pós-cirúrgicas.

Comparecer às consultas de retorno também faz a diferença. Pois, é por meio delas que o seu médico e a equipe de enfermagem podem avaliar a sua evolução. E, se necessário, propor cuidados específicos para o seu caso.

Já que estamos falando em enfermeiros, verifique se a clínica que você escolheu tem uma equipe interna capaz de te acompanhar durante o pós-operatório da cirurgia de nariz.

Por exemplo, aqui na Dream Plastic, além das consultas presenciais, a paciente também pode tirar suas dúvidas utilizando o canal Disk-enfermagem. Ou seja, você liga e fala com uma enfermeira especializada em cirurgias de nariz, assim esclarece as suas dúvidas sem sair de casa. Legal né?

E aí, já pensou em realizar o seu projeto narizinho de princesa? Saiba que:

  • A cirurgia é aconselhada para pessoas acima dos 17 anos
  • As cicatrizes são mínimas ou inexistentes
  • O tempo para a recuperação completa é de 1 ano (embora 75% do inchaço desapareça após os 2 meses)

Fonte: Dream Plastic

beijos, Fran
22/10 2019
Plásticas
0 Comentários

Os riscos da lipoaspiração

Os riscos da lipoaspiração são complicações bem incomuns. E são ainda menores com a escolha de uma boa clínica de cirurgia plástica em São Paulo.

Quais os riscos de uma lipoaspiração?

Quando o assunto são os perigos da lipoescultura e da lipoaspiração, você deve ter em mente que há algumas situações que expõe a paciente aos riscos.  São elas:

  • Cirurgia realizada por um médico não especialista em plástica ou sem experiência.
  • Procedimento feito dentro da clínica, sem a estrutura adequada que o hospital disponibiliza.
  • Lipoaspiração efetuada com anestesia local, e pior, sem a presença de um médico anestesiologista.

Esses três pontos são básicos para a segurança de qualquer cirurgia plástica. Mas, infelizmente, muitas pacientes desconhecem a importância de escolher com muita atenção. Essa é a brecha para surgirem possíveis riscos da lipoaspiração.

Trombose pós-cirurgia é o grande risco da lipoaspiração

riscos da lipoaspiração

O risco da lipoaspiração mais preocupante é a coagulação do sangue nos vasos (Trombose Venosa Profunda).

Contudo, é importante ressaltar que a trombose pós-cirurgia não acontece em todas as pessoas que fizeram uma lipo. Isso porque a trombose NÃO está ligada ao procedimento, mas sim a vários fatores, como:

  • Obesidade
  • Varizes nos membros inferiores
  • Histórico de trombose na família
  • Falta de movimentação
  • Cirurgias e hospitalizações prolongadas
  • Anestesia geral

Por isso, é sempre importante manter o médico informado sobre as suas condições de saúde e os seus hábitos.

Na maioria dos casos, os riscos da lipoaspiração estão relacionados com a falta de orientações que as pacientes recebem dos médicos ou a falta de estrutura das clínicas.

Por este motivo, reunimos as 3 principais causas de trombose pós-cirurgia. Confira abaixo:

Lipoaspiração na medida certa

trombose pós cirurgia

O primeiro aspecto que deve ser considerado para medir os riscos da lipoaspiração é a intensidade das alterações que serão causadas no metabolismo da paciente.

Com isso, para manter a segurança, é permitido retirar de 5 a 7% do peso corporal da paciente. Esse é um limite que deve ser respeitado pela equipe médica.

Quando se aspira pouca quantidade de gordura os riscos da lipoaspiração são ainda mais reduzidos. Pois, a duração da cirurgia será menor.

A duração da cirurgia pode se tornar um risco na lipoaspiração

quais os riscos da lipoaspiração

Quanto mais longa for a cirurgia, maior a chance de complicações.

Isso se deve a imobilização da paciente, que compromete a circulação sanguínea, aumentando a chance de trombose pós-cirurgia.

Muitas vezes, é recomendado o uso de um compressor pneumático durante a operação. Esse equipamento é responsável por simular a movimentação das pernas da paciente e manter a circulação do sangue ativa.

Uma lipoaspiração costuma durar de duas a três horas, tempo curto em relação a outros procedimentos não plásticos.

Um dos perigos da lipoaspiração é a anestesia aplicada incorretamente

A anestesia aplicada tem influência sobre as chances de formação de trombos. Dois tipos de anestesia podem ser aplicados na lipoaspiração: a geral e a peridural.

A primeira desliga o tônus muscular. Isto é, acaba com a tensão natural dos músculos, retardando a circulação sanguínea.

A outra, além de ser um vasodilatador, mantém a rigidez muscular, o que ajuda o sangue a circular pelo corpo. Portanto, a anestesia peridural costuma ser mais indicada em casos de lipo.

Para evitar riscos siga os cuidados do pós-operatório

Sempre orientamos que para evitar qualquer tipo de perigo, a paciente deve seguir todas as orientações do seu médico. O pós-operatório é uma fase muito importante e interfere no resultado do procedimento.

Muitas mulheres, por desconhecerem todas as etapas, estranham ao ver um hematoma, inchaço ou até mesmo ao sentirem dores.

Pensando nisso, separamos algumas situações que são totalmente normais no pós-operatório de lipoaspiração. O que vamos falar a seguir NÃO está relacionado com os riscos da lipoaspiração.

Hematomas

quais os riscos da lipoaspiração

O hematoma é uma consequência esperada na cirurgia, portanto, não está na lista de riscos da lipoaspiração.

Essas manchas roxas não são graves e acontecem como uma resposta natural às lesões provocadas nas células de gordura.

Na maioria dos casos, os hematomas desaparecem depois de 2 semanas do procedimento. É claro que existem alguns cuidados capazes de ajudar a acelerar a recuperação, por isso passe em todos os retornos de pós-operatório e siga as orientações do seu médico.

Inchaços e seroma

riscos de uma lipoaspiração

O seroma é o acúmulo de líquidos debaixo da pele, que normalmente causa a sensação de inchaço. É comum reter líquido após uma cirurgia de lipoaspiração, principalmente, nos locais onde a gordura foi retirada.

Esse líquido pode ser absorvido pelo organismo ou expelido em poucas semanas. O inchaço desaparece depois de 1 a 2 meses após o procedimento.

O uso de malhas de compressão e sessões de drenagem linfática ajudam a minimizar este inchaço. Além disso, a paciente deve evitar atividades físicas intensas ou pegar peso.

Dor e desconforto

A dor é causada devido ao movimento das cânulas que sugam a gordura. Por isso, é totalmente esperado esse desconforto após os primeiros dias da cirurgia.

Mas essa dor é aliviada com os analgésicos receitados pelo seu cirurgião plástico.  A drenagem linfática manual, por ser uma massagem, também ajuda a reduzir o inchaço, manchas roxas e aliviar a dor.

Desidratação 

Após a cirurgia plástica, a paciente pode sair desidratada do centro cirúrgico. Isto acontece porque, junto com a gordura aspirada, também são retiradas grandes quantidades de componentes vitais para o organismo, como o potássio e o sódio.

Em consequência da perda de sangue, a paciente fica desidratada e com anemia. Por isso, durante a recuperação é imprescindível se hidratar muito. Beba bastante líquido (água, chá e sucos naturais).

A tontura é um sintoma decorrente da desidratação, portanto, toda vez que você for colocar ou tirar a sua cinta faça isso sentada.

Fonte: Dream Plastic

beijos, Fran
15/10 2019
Topo