Plásticas
0 Comentários

Cirurgia de abdominoplastia

Entre as opções de videos de abdominoplastia, existe um bem acessado no mundo inteiro, do canal RealSelf. Nele estão reunidas 8 dicas que você deve saber antes de fazer uma abdominoplastia.

O que chama atenção e torna este vídeo de abdominoplastia popular é o fato das próprias pacientes darem sua opinião. Ou seja, os comentários são de mulheres que já passaram por esta experiência.

# 1 Tenha paciência, recuperação não é da noite para o dia

Apesar da expectativa e da ansiedade, demora um tempo para sua recuperação. Você deve voltar às suas atividades aos poucos. Não dá para sair pulando logo após a sua cirurgia.

No vídeo, mulheres citam que aguardaram de 2 a 4 semanas antes de voltarem ao trabalho. Dawnd, uma das mulheres que fizeram o procedimento, finaliza dizendo: “Não espere que a sua recuperação seja instantânea”.

Ou seja, tenha paciência e siga as orientações do seu médico para que seu pós-operatório evolua da melhor forma.

# 2 Não se preocupe, inchaço é normal!

Independente da cirurgia que você realiza, saiba que inchar é normal.  E, nos depoimentos exibidos neste vídeo de cirurgia abdominoplastia as pacientes tratam isso como muita tranquilidade.

Entre as pacientes, Eva diz que acha que aumentou dois tamanhos só por causa do inchaço pós-cirúrgico.

Além disso, dá a dica de pegar suas roupas antigas escondidas no armário. Peças fáceis de vestir e confortáveis.

Em resumo, Kirsty lembra que isso vai acontecer, então não entre em choque. Uma boa forma de reduzir esse inchaço é fazer as sessões de drenagem linfática. Mas com o cuidado de escolher um profissional com foco em massagem pós-cirúrgica.

# 3 Fique longe da balança

Apesar da cirurgia de abdômen não ter como objetivo emagrecer, é comum ficar ansiosa para saber se há diferença na balança.

Mas confie em quem já passou por isso. Kirsty avisa que é importante esperar para checar seu peso.

Isto porque após a cirurgia seu corpo retém líquidos, você estará inchada e isso afeta na balança. Então, mais uma vez tenha paciência, preocupe-se apenas em se recuperar bem.

# 4 Faça alimentações leves

Mantenha uma alimentação light antes de operar, evitando, por exemplo, alimentos muito gordurosos.

Tem muita gente que pensa, já que preciso fazer jejum vou comer tudo que tenho direito antes. Jamais faça isso, pois pode gerar um desconforto na sua recuperação.

O ideal é alimentar-se de forma leve e fazer o jejum de 8 horas orientado pelo seu cirurgião plástico.

video cirurgia abdominoplastia

# 5 Lide com o desconforto

É uma cirurgia e, por isso, sentir certo desconforto é algo normal. Eva diz que isso acontece quando você sorri, tosse e talvez ao ir ao banheiro.

Mas claro, varia de pessoa para pessoa. Tem mulheres que reclamam apenas do incomodo nas costas, pela posição curvada que precisa manter nos primeiros dias.

Não se esqueça de separar os travesseiros para acomodar as costas e joelhos. Tudo para garantir mais conforto e não prejudicar sua recuperação.

Mas lembre-se, apesar de fazer pouco esforço nesta fase, não deixe de se mexer e fazer pequenas caminhadas. Você precisa manter a circulação do corpo ativa!

# 6 Tome seus medicamentos

Jill começa esta parte do video cirurgia abdominoplastia dizendo que tomar os remédios é a melhor forma de evitar sentir dor.

Mas tome apenas as medições indicadas pelo seu médico e, caso surja alguma dúvida, entre em contato com ele antes de tomar alguma ação.

Isto porque Beth alerta que alguns medicamentos de dor podem causar constipação, situação nada confortável para um pós-operatório.

Um cirurgião plástico especializado e experiente sabe exatamente as melhores composições para evitar complicações.

# 7 Pare com as comédias

É isso mesmo, deixe de lado filmes, seriados ou outros programas de comédia. Jil logo dá um conselho, aposte nos dramas. Mas Eva completa, qualquer tipo, menos comédia é o ideal.

Isto porque rir, provavelmente, fará você sentir dor. E, neste caso, só evitando ver conteúdos de comédia vai ajudar.

Não se esqueça de avisar a família e os amigos que adoram fazer piadinhas e contar histórias engraçadas.

Mas, calma, isso é por pouco tempo, logo você estará rindo à toa com a sua barriga chapada.

# 8 Deixe as pessoas cuidarem de você

Você não precisa ser uma supermulher e está tudo bem”, aconselha Jil. Por isso, depois de fazer sua cirurgia, relaxe e não se preocupe com isso.

Permita-se pedir ajuda e ser ajudada. Deixe pra lá a arrumação da casa e aceite que outras pessoas façam algumas tarefas por você.

São apenas algumas semanas, relaxe e aproveite. Você está fazendo isso pela sua saúde.

Um dos motivos para a abdominoplastia ser uma das cirurgias mais populares é a chamada Mommy Makeover. A expressão indica os procedimentos realizados pelas mulheres após a gestação.

São cirurgias plásticas com objetivo de resgatar as formas do corpo antes da gravidez.

Além disso, é comum em pessoas que perderam grande quantidade de peso.

Isto porque não sabia se sentiria dor, como iria acordar, se algo daria errado… Ou seja, puro sofrimento por antecipação.

Fonte: Dream Plastic

beijos, Fran
28/01 2020
Plásticas
0 Comentários

O que é Lobuloplastia?

lobuloplastia

Lobuloplastia é a cirurgia plástica para corrigir o problema da orelha rasgada.

Você, assim como a maioria das mulheres, não consegue sair de casa sem brincos? E quando isso acontece você se sente como se faltasse algo?

É até compreensível essa sensação, pois o acessório complementa ainda mais o visual, com suas cores e tamanhos diversificados.  Porém, alguns modelos são verdadeiros vilões para a estética da orelha.

A reconstrução do lóbulo da orelha é indicada, geralmente, para mulheres que usam brincos grandes e pesados. Ou pessoas que tiveram a ruptura do lóbulo da orelha devido ao uso de alargadores.

Portanto, se você usa brincos muito pesados repetidas vezes ou alargadores grandes, então pode sofrer com o incomodo de ter furos avantajados ou rasgos nas orelhas.

Reunimos aqui a principal alternativa para você saber como diminuir o furo da orelha. Mas lembre-se: caso volte a usar brincões, o problema pode voltar.

Por que a orelha rasgou?

orelha rasgada

lóbulo da orelha, que fica localizado na região inferior, é uma área muito sensível, formada apenas por pele e gordura. Sem a presença de músculo e cartilagem, ou seja, não há nenhuma sustentação.

Não dá pra dizer, precisamente, qual o peso que essa região aguentaria. Porém, você pode ficar atenta aos sinais da orelha rasgando. Por exemplo, se o brinco for pesado demais você vai sentir uma tensão repuxando a pele pra baixo.

Após anos e anos usando maxibrincos pesados, a consequência é uma orelha rasgada. Em casos mais graves, o rasgo não será um furo alargado, mas a orelha dividida em duas partes.

Como diminuir o furo da orelha?

A solução definitiva para reconstruir o lóbulo é costurar orelha furada. Trata-se da cirurgia plástica chamada de Lobuloplastia.

O objetivo do procedimento é corrigir os furos alargados ou os lóbulos que foram completamente rasgados. Deixando no lugar do rasgo uma cicatriz discreta, para que você possa usar brincos novamente.

Contudo, não é recomendável fazer o furo novo na mesma região operada. Já que a pele estará mais fina e sensível.

Lobuloplastia: Cirurgia para fechar orelha alargada

cirurgia para diminuir a orelha

A anestesia utilizada na Lobuloplastia, geralmente, é a local sem necessidade de sedação. A operação de orelha é bem simples e rápida, dura cerca de 30 minutos.

A reconstrução do lóbulo da orelha é feita por meio de uma costura.

Primeiro, o médico retira uma parte da pele em volta do rasgo. Em seguida, ele vai costurar a orelha, juntando as duas partes.

Em alguns casos, o cirurgião plástico opta por uma cirurgia para diminuir a orelha, mais especificadamente o tamanho do lóbulo. Pois, a região pode ter ficado grande devido ao peso do acessório utilizado antes do rasgo.

Se além da orelha rasgada você também sofre com a aparência de abano, então o cirurgião plástico pode indicar a combinação de dois procedimentos: a Cirurgia de Otoplastia junto com a Lobuloplastia.

Recuperação após a reconstrução do lóbulo da orelha

Após a cirurgia de fechar a orelha, a região pode ficar um pouco dolorida e inchada.  Em casos raros podem surgir algumas manchas roxas.

Devido à recuperação ser bem tranquila, o paciente pode voltar ao trabalho no dia seguinte. Talvez seja necessário fazer um curativo no local dos pontos, porém o médico de orelha vai orientar corretamente.

Os pontos deverão ser retirados pelo seu cirurgião depois de 10 dias da intervenção. Inicialmente a cicatriz fica com a aparência avermelhada. Mas com o passar dos meses a cor se aproxima ao da sua pele. Fica quase imperceptível.

Vale ressaltar que, dependendo da condição genética da paciente, pode surgir queloides ou cicatriz hipertrófica. Mas o cirurgião plástico aplica os tratamentos necessários para reverter esse caso.

Pode usar brinco ou alargador depois da Lobuloplastia?

como diminuir o furo da orelha

Sim, porém recomenda-se que você não faça o furo no local que estavam os pontos. Pois, a região estará mais sensível.

Entretanto, para fazer um novo furo na orelha, você precisa aguardar 2 meses após a cirurgia plástica. Mas, caso você queira usar brincos de pressão, é possível quando tirar os pontos.

Acredito que você não vai querer que a orelha rasgada volte, né? Por isso, adote cuidados para manter uma aparência bonita, sem furos alargados ou rasgos.

  • Evite o uso frequente de brincos pesados
  • Não coloque um alargador muito grande
  • Evite dormir ou praticar atividades físicas usando brincos
  • Cuidado para os brincos grandes não enroscarem

Famosas que já fizeram a reconstrução do lóbulo da orelha

reconstrução do lóbulo da orelha

A atriz Fernanda Paes Leme sentiu na pele o que os maxi brincos podem fazer. Sua orelha rasgou após usar continuamente acessórios pesados, por isso ela teve que recorrer à ajuda da Cirurgia de Lobuloplastia.

O site Famosos na Web divulgou um trecho em que a Fernanda fala sobre o procedimento para costurar orelha:

“Tirei uma horinha para visitar o cirurgião plástico. Calma! Não vou fazer nenhuma intervenção cirúrgica! Fui dar um jeitinho no meu lóbulo da orelha que abriu por causa do peso dos brincos. Ele me ajudou e me esclareceu que o uso de brincos muito pesados alarga o buraquinho do brinco, quando não rasga!!! Procure alguém da sua confiança que isso tem conserto.”

Outra que também fez a reconstrução de lóbulo foi a cantora Beyoncé. Pra quem não se recorda, ela teve a orelha rasgada durante um show e mesmo com a região sangrando não parou de cantar.

A orelha rasgando na frente do público parece ser algo bem comum. Aqui no Brasil, a vítima foi a Glória Maria, que teve um incidente durante o Fantástico. Para corrigir o dano, a jornalista se submeteu a Lobuloplastia, uma técnica que costurou o rasgo com seis pequenos pontos.

Quanto custa uma cirurgia na orelha rasgada?

Quanto custa uma cirurgia na orelha rasgada

Conseguir realizar a reconstrução do lóbulo da orelha pelo SUS não será uma tarefa muito fácil. Visto que, as cirurgias concedidas são para pessoas que necessitem de um procedimento reparador. Por exemplo, em casos de orelha de abano.

Quanto custa uma cirurgia de orelha? O valor de uma Lobuloplastia varia de R$ 2.998,00 a R$ 9.645,00 (Agosto/2018). Esse preço é uma média dos locais que operam seguindo todo o protocolo de segurança, com cirurgias realizadas por profissionais membros da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Vale ressaltar que se você busca por um resultado bonito, então é necessário tomar algumas medidas de segurança, como:

  • Analise se a clínica tem uma estrutura adequada para o procedimento
  • Verifique se o local segue os devidos procedimentos de higiene
  • Certifique-se que o procedimento será realizado por um cirurgião plástico
  • Avalie se há uma equipe interna de enfermagem para te atender no pós-operatório

Fonte: Dream Plastic

beijos, Fran
07/01 2020
Plásticas
0 Comentários

O que é Dismorfia Corporal?

dismorfofobia

A Dismorfia Corporal é um transtorno psicológico caracterizado pela visão distorcida que uma pessoa tem do seu próprio corpo.

Em entrevista ao programa Morning Show, da Jovem Pan, a Daiane Garbin explica a dismorfia como uma “feiura imaginária”. “A pessoa encana com alguma parte do corpo ou do rosto e, realmente, se acha muito feia. Tem pessoas que relatam que se acham uns monstros quando se olham no espelho”, acrescenta.

O problema costuma estar associado à baixa autoestima e serve como um facilitador de outras doenças, como depressão, bulimia e anorexia.

Estar um pouco acima do peso, ter os braços mais grossos, manchas na pele… Esses são apenas alguns exemplos de fatores que podem causar o Distúrbio de Imagem Corporal. Ao ter a doença, a pessoa acredita que todo mundo percebe e fica olhando para “aquele defeito”.

Em casos mais graves, quem sofre com o transtorno se isola totalmente. Isso porque, no geral, tendem a evitar encontros sociais.

Como identificar dismorfia corporal?

transtorno dismórfico corporal

Não há um perfil específico de pessoa ou exames laboratoriais ou de imagem, que possam identificar esse transtorno de imagem. Além disso, quem sofre com a dismorfia não tem nenhum problema sério de aparência, como deformações ao longo do corpo.

Mas e aí, como diferenciar uma pessoa muito vaidosa de quem tem a doença?

Um bom indicador é quando alguém, mesmo após fazer algumas cirurgias plásticas, continua insatisfeito com seu corpo. Além de, normalmente, ter expectativas irreais quanto ao resultado da próxima intervenção.

Como tratar o Transtorno Dismórfico Corporal?

disturbio imagem corporal

A pressão social pelo corpo perfeito é um dos principais causadores do transtorno dismórfico corporal. E, essa é uma doença crônica, ou seja, pode durar por anos e até pela vida inteira da paciente.

Mas há tratamento! É importante que ele seja feito por uma equipe multidisciplinar, composta por um psiquiatra e um psicoterapeuta.

Cada caso exige análise, mas no geral, a paciente é tratada com sessões de terapia e medicação antidepressiva.

O ideal é passar com um terapeuta experiente no atendimento de quem tem Distúrbio de Imagem Corporal, também conhecido pela sigla TCD. Profissionais acostumados a tratar pacientes com outros transtornos, como alimentares e TOC também são boas sugestões.

No caso das medicações, você deve usar apenas com prescrição médica, pois algumas podem causar efeitos colaterais.

O enfraquecimento da Dismorfia

transtorno dismorfico corporal

O fato de a nossa aparência ter grande importância social e emocional não ajuda. Mas os padrões de beleza são mutáveis, o que não muda é a influência deles na autoestima feminina.

Há 10 anos qualquer sobrepeso era motivo para cirurgias bariátricas ou redução do estômago. E, não estamos falando de Obesidade, que é uma doença capaz de aumentar o risco para várias enfermidades.

A ditadura da magreza era feroz, mas aos poucos essa página é virada.  Estamos numa fase de transição de conscientização.

Conforme já mencionamos, não há problema nenhum em preocupar-se com sua aparência. Pelo contrário, isso faz bem para você, eleva sua autoestima, confiança…

Precisamos ficar atentos aos excessos, principalmente quando a busca por mudar um aspecto físico vira uma obsessão, surgindo o Distúrbio de Imagem Corporal.

Fonte: Dream Plastic

beijos, Fran
03/12 2019
Topo