Plásticas
0 Comentários

Tati Minerato deixa hospital após passar 11 dias internada

Imagem: Thiago Duran/AgNews

Tati Minerato deixou o Hospital Ipiranga, em São Paulo, na tarde de hoje, onde ficou internada nos últimos 11 dias. A musa do Carnaval de São Paulo teve complicações após realizar uma lipoaspiração. Tati deixou o local acompanhada da mãe, Regina, que também é sua empresária. Ontem, Regina confirmou ao UOL que a modelo estava internada desde o dia 5 de junho

Em suas redes sociais, Tati postou um recado de agradecimento à equipe médica que a acompanhou no tratamento. “Foram dias de muita agonia, preocupação e sofrimento. Mas graças a Deus com muita fé e uma equipe excelente e muito profissional do hospital Ipiranga, saímos dessa! Sim, vencemos, não era corona, mas foi algo terrível, só quem viveu sabe. Dra. Hercilia e toda equipe da infectologia, Cirurgia Geral e enfermeiras do hospital Ipiranga, gratidão eterna!”, escreveu.

Fonte: UOL/Tv e famosos

beijos, Fran
18/06 2020
Plásticas
0 Comentários

A Prótese de Mama corrige a flacidez? Graus de Ptose Mamária

É muito comum a idéia de colocar protese de mama para dar mais firmeza
nas mamas. Chego a ouvir: “Dr, quero colocar uma protese para dar firmeza, mas
não quero aumentar”. Qual então é a função da protese de mama, quando ela
está indicada e quais os seus limites?
Primeiramente, quando colocamos uma protese, estamos sempre
aumentando o volume. Quanto maior a protese, maior o volume, maior o colo e
maior o peso. Consequentemente, a mama cede mais rápido pelo maior peso.
Quando não há flacidez, a protese estica bastante a pele, preenchendo
bem o espaço e ficando firme. Nos casos em que há pouca mama, a protese fica
mais evidente e marcada. Este é o caso mais comum, a maioria das pacientes que
procuram a cirurgia de mamoplastia de aumento. Geralmente pacientes que não
tiveram filhos e por isso não têm flacidez.
Porém, há pacientes que têm uma leve flacidez, nas quais a aréola está no
lugar adequado e há apenas uma pequena dobra abaixo das mamas com excesso
de pele, as quais chamamos de pseudoptose (ptose falsa). Recebe este nome,
porque apesar de ter certa flacidez, não há ptose, ou seja a aréola está no lugar
correto, apenas a pele abaixo dela está sobrando. E neses casos, a protese
resolve?
Sim, a protese costuma também resolver, sem a necessidade de retirar
pele. Uma protese de perfil superalto poder ser interessante, para esticar mais a
pele flácida e, assim, corrigir a flacidez.

Já a ptose Grau 1 ocorre quando a aréola está na altura da dobra da mama
(sulco mamário) e o excesso de pele ultrapassa pouco o sulco inferiormente.
Neste caso, a protese sozinha não resolve, visto estar a aréola em posição inferior
à ideal. Muitas vezes é possivel retirar pele ao redor apenas das aréolas, para
reposicioná-la mais superiormente e corrigir a flacidez com uma protese de
projeção superalta. Isso é possivel se não há muito tecido deslocado abaixo do
sulco mamário, sendo a mama e pequeno volume.
Nos casos de ptose Grau 2, quando a aréola está abaixo do sulco mamário,
ou Grau 3, quando a aréola está no vertice inferior da mama (apontando para
baixo), há sempre a necessidade de retirar mais pele, ficando geralmente a
cicatriz em T. Nestes casos, a colocação da protese pode ser usada para aumentar
a consistencia da mama e dar maior projeção do colo. A mastopexia com protese
é a cirurgia de levantamento da mama (pexia), associado o uso da protese, para
dar volume. Ela não retira quase nenhum tecido glandular, e o volume final é a
somatoria do volume original com a protese. Basicamente a pele é retirada.

Mas pode se reduzir muito as mamas e colocar prótese, “para ficar mais
durinho e cair menos com o tempo”?
Vamos lembrar que a prótese sempre aumenta o volume, e para dar um
colo maior e mais firme é necessário uma prótese maior, o que significa ter que
retirar muito tecido mamário para que as mamas não fiquem enormes e caiam
muito rápido pelo seu peso. O problema nestes casos é que quando se reduz
muito as mamas ou se levanta muito a posição das aréolas, muitas veias e
artérias são cortadas, reduzindo o fluxo de sangue para a areóla. Nos pós-
operatório a aréola ficará prensada entre o sutiã e a prótese inferiormente,
podendo piorar ainda mais o suprimento de sangue para a pele e levar a aréola à
necrose. Por isso, muitas vezes é mais prudente reduzir as mamas primeiro e
colocar a prótese em outra cirurgia, depois de 6 meses.
Mais informações e vídeos sobre cirurgias plásticas podem ser acessadas
pelo link: www.cirurgiaestetica.com.br
Dr André Colaneri @dr.andrecolaneri
Especialista e Membro Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

beijos, Fran
15/06 2020
Plásticas
0 Comentários

Cirurgias Íntimas: Sinta-se segura em todas as horas!

As cirurgias intimas foram o último tabu quebrado pela cirurgia plástica.
O que há 10 anos nem se sabia que existia, hoje se fala, se comenta e se
divulga.
As cirurgias da região genital, conhecidas como Cirurgias Íntimas, não são
uma cirurgia em particular, mas uma gama de cirurgias. Podem ser estéticas ou
funcionais e terem indicações diversas.
Vamos conhecer cada uma delas?
A mais conhecida e realizada das cirurgias íntimas é a ninfoplastia,
também conhecida como labioplastia. Ela é indicada para a redução dos
pequenos lábios vaginais. Quando aumentados, os pequenos lábios vaginais (que
são duas pregas internas e finas) ficam expostos, dando a impressão de uma pele
solta e flácida, além de muitas vezes ficarem escuras, devido ao atrito da
calcinha. Isso pode causar um grande constrangimento e desconforto. Há
pacientes que não se trocam um locais públicos (vestiários), não se sentem à
vontade de ter relação sexual no claro, não usam roupas justas e até evitam ir ao
ginecologista ou ter relacionamentos afetivos por pura vergonha e
constrangimento.
A cirurgia de labioplastia (ninfoplastia) corrige o problema ao retirar o
excesso dos pequenos lábios vaginais, reduzindo ou até eliminando a sua
exposição, tornando mais confortável o uso de roupas justas, exercícios físicos e
relações sexuais. Costumo fazer a cirurgia a laser, pois o sangramento e o inchaço
costumam ser menor, facilitando a recuperação.

Técnica Ressecção Direta Técnica Ressecção em Cunha
A flacidez dos grandes lábios vaginais, também é uma queixa frequente
das pacientes. Apesar de ser muito comumente confundidos com os pequenos
lábios, os grandes lábios vaginais são duas pregas mais largas, que iniciam
próximos à virilha e escondem os pequenos lábios internamente. Costumam ser
recheados de gordura, como uma almofada. Porém, é comum alguns pacientes
terem a absorção da gordura e perda de volume. Isso pode acontecer por
genética, por emagrecimento e principalmente próximo aos 40 anos.
A redução de gordura dos grandes lábios vaginais leva à perda de volume
e consequente flacidez, deixando a região mole e rugosa, o que incomoda muito

as pacientes. É comum, pacientes em torno dos 40 anos queixarem que os
pequenos lábios estão aumentando, mas na verdade são os grandes lábios que
estão perdendo volume e expondo ainda mais os pequenos lábios vaginais.
A cirurgia para a correção da flacidez dos grandes lábios é o enxerto de
gordura, podendo ser associada `a retirada de pele nos casos de maior flacidez.

Enxerto de gordura centrifugada em grandes lábios vaginais
A terceira cirurgia intima mais realizada é a redução do monte de Vênus.
Conhecida vulgarmente como “capô do fusca”, o aumento da gordura pubiana do
monte de Vênus pode marcar as roupas e constranger as pacientes. Muitas delas
não usam roupas justas, evitam academia, piscina, praia, comprometendo a vida
social e a qualidade de vida.
A cirurgia é a vibrolipoaspiração do monte de Vênus, conhecida também
como lipo pubiana. Ela pode ser associada à retirada de pele, nos casos em que
além do excesso de gordura exista uma flacidez de pele, comum em grandes
emagrecimentos ou várias gestações.

Lipoaspiração e retirada de pele do Monte de Vênus
As Cirurgias Íntimas estéticas, apensar de vários tipos diferentes, têm um
porte cirúrgico pequeno, sendo realizadas com anestesia local e sedação, alta no
mesmo dia e retorno em trabalho de escritório em 3 dias (na maioria dos casos),
possibilitando a cirurgia na sexta feira e retorno ao escritório na segunda feira.
Também é possível a paciente fazer a cirurgia sozinha, sem contar para ninguém,
visto ser uma cirurgia também de foro íntimo e as pacientes geralmente não
quererem que ninguém saiba.

A cirurgia de estreitamento vaginal, a perineoplastia, é uma cirurgia
funcional e que aperta a cinta muscular do períneo. Ela é feita por ginecologista e
tem porte cirúrgico maior e recuperação mais lenta, geralmente realizada com
anestesia peridural ou raqui.
Importante, no entanto, é procurar um especialista com experiência.
Apesar de ser uma cirurgia pequena, segura e com rápida recuperação, a
correção de uma cirurgia inadequada é difícil. Uma retirada em excesso ou
irregular, pode causar uma deformação nos pequenos lábios que é de difícil
resolução e oque seria para amenizar um constrangimento, pode se tornar um
maior problema. Logo, procure sempre um especialista!
Mais informações e vídeos sobre cirurgias intimas podem ser acessados
no site www.cirurgiaintima.com.br
Dr André Colaneri @dr.andrecolaneri
Cirurgião Plástico Especialista em Cirurgias Íntimas Estéticas

beijos, Fran
28/05 2020
Topo