Plásticas
0 Comentários

O umbigo na abdominoplastia

Olá, pessoal! Hoje eu vou falar sobre um assunto que parece um bicho de sete cabeças para
muitas pessoas que desejam passar pela abdominoplastia. Eu, Dr. André Ahmed, trabalhando
tantos anos com cirurgia plástica, vejo inúmeras pacientes dizerem que têm receio do aspecto
final do umbigo na abdominoplastia. O fato de haver uma pequena cicatriz em torno do
umbigo já pode assustar num primeiro momento. Porém, se analisarmos com cuidado toda
essa questão, vamos lembrar que o umbigo por si só já é uma cicatriz por natureza: a cicatriz
umbilical.
Dr. André Ahmed, o que é, na verdade, o umbigo?
Temos que começar a história na vida dentro do útero materno!
O cordão umbilical serve para o suprimento de nutrientes da gestante para o feto. Através
dessa estrutura, também são realizadas as trocas gasosas entre as circulações sanguíneas da
mãe e do bebê, incluindo a passagem de oxigênio e gás carbônico.
Após o nascimento, o remanescente do cordão umbilical é desprendido do corpo, deixando
uma marca naquele local da pele onde ele se inseria: a cicatriz umbilical, ou simplesmente
chamada de umbigo.
Posicionado numa região mais inferior do abdômen, o umbigo desempenha uma importante
função enquanto unidade estética na composição do abdômen.
Ps. Pasmem! Certa vez um paciente me perguntou se eu poderia fazer a abdominoplastia e
deixa-lo sem umbigo! Obviamente que recusei o pedido… rs
Indicação
Muitas pessoas que apresentam pele em excesso no abdômen exibem claramente o aspecto
de flacidez em torno do umbigo, ou seja, uma sobra de pele recaindo sobre ele, o qual fica
escondido em meio a dobras da região adjacente. Essa é a característica do umbigo na maioria
das mulheres candidatas a uma abdominoplastia.
Nas pacientes que tomam a decisão de passar por essa cirurgia, o umbigo resultante da
abdominoplastia exibe uma aparência muito melhor do que aquele original que havia antes de
operar.
Resultado
“ Dr Andre Ahmed, como vai ficar meu umbigo? “
Um umbigo bem confeccionado nessa cirurgia é etapa fundamental para se obter um
resultado harmonioso. Portanto, a técnica operatória apurada e um capricho na forma de se
realizar a sutura são imprescindíveis. Claro que a qualidade de cicatrização do organismo do(a)
paciente também influencia muito. Não preciso nem comentar da importância de se seguir as
recomendações pós-operatórias, o que é fundamental para um bom resultado.

Outra observação importante: o tabagismo influencia negativamente qualquer processo de
cicatrização! Consequentemente, fumantes podem sofrer comprometimento na cicatriz em
torno do umbigo.
Técnica Cirúrgica
Uma dúvida comum entre o público leigo em relação à abdominoplastia convencional: “ dr
Andre Ahmed, o umbigo será retirado de um lugar e colocado em outro?”
A resposta é: NÃO.
O umbigo permanece aderido à parede muscular do abdômen. Em outras palavras, ele fica
inserido na mesma região durante toda a cirurgia. O que acontece na realidade é que a pele
que antes estava localizada acima do umbigo irá descer, sendo tracionada para baixo, devido à
retirada de pele.
Nessa cirurgia, a partir da incisão na “marca do biquíni”, realizamos o descolamento de toda a
pele e tecido subcutâneo, expondo o músculo até quase a transição do abdômen para o tórax.
Mas, nesse descolamento, o umbigo é poupado. Ele não é desinserido do músculo na
abdominoplastia convencional. Obs. Não estamos falando aqui de miniabdômen, ou
miniabdominoplastia, que tem é uma cirurgia mais rara de acontecer, pois tem suas indicações
específicas (assunto para um outro momento).
Portanto, na abdominoplastia clássica, que é a mais realizada no nosso dia-a-dia, o umbigo é
desconectado da pele ao redor de onde estava aderido originalmente, por meio de uma
incisão em torno dele, e permanece inserido ao músculo na sua base.
O descolamento da pele segue para cima. A seguir, tracionamos para baixo toda a pele
descolada, e o excesso de pele e gordura subcutânea são retirados. Então, o seguimento de
pele que estava acima do umbigo é todo esticado para baixo. Uma região específica da pele
que estava acima do umbigo irá descer, e irá coincidir, na nova situação, com a posição do
umbigo.
Será então realizado um novo orifício na pele que desceu e, nesse orifício, o umbigo será
reconectado. Ou seja, ele permanece na mesma posição. A pele que estava lá em cima foi
quem desceu, e nela confeccionamos um orifício para suturar o umbigo original.
Confuso?… rs Deixe essa tarefa para o cirurgião.
Considerações finais.
Enfim… Os resultados conseguidos para o umbigo na abdominoplastia, numa cirurgia bem
conduzida, são muito naturais!
Um umbigo lindo e gracioso na abdominoplastia, com certeza, é a “assinatura” de uma cirurgia
bem sucedida.
Sempre que possível, os(as) pacientes que pretendem se submeter a essa cirurgia devem ser
incentivados a entrarem em contato com outros que já passaram por ela, para que se possa
ter acesso ao grau de satisfação e aos benefícios sentidos por quem, antes da cirurgia, tinha
vergonha de ir à praia, e hoje se vê realizado com seu abdômen, e sem preocupação com o
umbigo!

Eu, Dr. André Ahmed, tenho a minha maneira pessoal de confeccionar o umbigo na
abdominoplastia. É a soma do que aprendi com meus mais velhos, somado com a minha
experiência de tantos casos operados e algumas adaptações que implementei. Tudo isso me
levou ao refinamento técnico para resultar no aspecto final do qual me orgulho de
proporcionar. Uma observação: eu particularmente prefiro deixar um umbigo menor, sempre
que possível, pois assim, pela minha observação, o resultado fica mais natural
Espero poder ter desmistificado um pouco essa questão. Será um prazer sanar outras
eventuais dúvidas!
Para finalizar, uma dica do Dr. André Ahmed para vocês: estejam dentro do peso ideal no
momento da cirurgia! Isso ajuda DEMAIS para se obter um bom resulado.

Escrito por: Dr. André Ahmed

beijos, Fran
21/09 2021
Plásticas
1 Comentário

Cicatriz de Abdominoplastia

Tipos de cicatriz de abdominoplastia

Se você vai fazer uma abdominoplastia, cicatriz é uma questão que não pode ser deixada de lado. Pois, estando ciente de seu tamanho, proporção e localização, dificilmente você terá surpresas ou ficará decepcionada na fase de recuperação.

O que vai definir o local da cicatriz após abdominoplastia é justamente a técnica utilizada no procedimento. Listamos abaixo os principais tipos de abdominoplastia, que são:

  • Miniabdominoplastia

Destinada apenas para pacientes relativamente magras, que querem remover um pequeno excesso de pele.

Onde fica a marca? A cicatriz da miniabdominoplastia será menor e ficará localizada na altura da cesárea. Inclusive se a paciente já fez uma cesariana, a cicatriz será a mesma. Ou seja, você não terá duas cicatrizes naquele local.

  • Abdominoplastia Clássica

Indicada para mulheres com áreas maiores de flacidez na região abdominal e que necessitam corrigir a diástase (a separação entre os músculos abdominais).

  • Abdominoplastia em Âncora

Ideal para quem perdeu muito peso, geralmente após uma cirurgia bariátrica, na qual fica um grande excesso de pele na região.

Onde fica a marca? A cicatriz de abdominoplastia em âncora fica em forma de “T” invertido. Ou seja, é necessário fazer um corte na vertical a fim de remover flacidez.

Qual o tamanho da cicatriz da abdominoplastia?

O tamanho da cicatriz de abdominoplastia pode variar de acordo com a quantidade de pele que será retirada da paciente. Algumas mulheres têm bastante excesso de flacidez e outras têm bem pouco.

tamanho da cicatriz de abdominoplastia
Saiba como o médico determina o tamanho da cicatriz de abdominoplastia.

Portanto, apenas na consulta médica será possível estimar o tamanho final da marca da abdominoplastia.

Já que não existe uma regra padrão para determinar o tamanho da cicatriz, mas um procedimento personalizado para atender a necessidade de cada paciente.

Alguns médicos até demonstram e demarcam com riscos o local onde ficará a marca da abdominoplastia, durante a consulta de avaliação.

Quanto tempo demora para cicatrizar a abdominoplastia?

A cicatriz de abdominoplastia demora até 1 ano para ter a sua completa cicatrização. Durante esse período a região passa por leves transformações, deixando a marca com boa qualidade, fina e com a coloração semelhante ao restante da pele.

cicatriz abdominoplastia 40 dias
A cicatrização da abdominoplastia geralmente vai clareando com o passar dos meses, até ficar imperceptível.

O que mais impacta na qualidade das cicatrizes é a pele. Por exemplo, negros e asiáticos têm maior pré-disposição para a formação de má cicatrização, por questões genéticas.

Outro ponto extremamente importante é a técnica usada pelo cirurgião, mais especificamente o tipo de corte feito na paciente.

No caso das cirurgias plásticas, os médicos procuram ter um cuidado maior, por se tratar de uma cirurgia estética.

Fonte: Dream Plastic

beijos, Fran
12/07 2021
Plásticas
0 Comentários

O que é abdominoplastia em âncora?

abdominoplastia em ancora

A abdominoplastia em âncora é uma cirurgia voltada para pessoas que perderam muito peso, como é o caso de uma cirurgia bariátrica. Ela remove toda a pele flácida da barriga, do abdômen e dos flancos, deixando a região mais firme e retinha. É isso que a difere da abdominoplastia clássica

Já a abdominoplastia clássica é indicada apenas para quem tem pouco excesso de pele concentrado no abdômen. É o caso de mulheres que passaram por gestações. 

Isso porque, nessa técnica, a pele é empurrada apenas para baixo apenas. Ou seja, não remove o excesso de pele dos flancos. 

Quer entender melhor como é a abdominoplastia clássica? Então clique aqui e conheça a Abdominoplastia, a cirurgia que vai eliminar a flacidez da barriga de quem tem pouca pele flácida.

A abdominoplastia em âncora é ideal para pessoas que passaram por processos de perda de peso consideráveis. Por exemplo, a redução do estômago ocasionada por grandes dietas ou cirurgias como bariátrica e gastroplastia. 

Durante a bariátrica, a pele não consegue acompanhar a mudança do corpo.

Por isso, há bastante sobra de tecido, especialmente em regiões como: barriga, braços e coxas.

O que pode causar constrangimentos, incômodos e até assadura entre as dobrinhas. 

Já a abdominoplastia em âncora consegue resolver esse problema. Pois ao contrário da clássica, ela retira o excesso de pele superior, inferior e das laterais.

Desse modo, recorrer à cirurgia plástica pós-bariátrica, ou abdominoplastia pós-gastroplastia, como também é conhecida, é uma questão de necessidade e de bem-estar.

Como é feita a abdominoplastia pós-bariátrica

A cirurgia de abdominoplastia em âncora é feita por meio de duas incisões. Uma na horizontal e outra na vertical. Só assim é possível retirar a pele da barriga e dos flancos. Você pode ver o passo a passo aqui:

Basicamente, a abdominoplastia em âncora (ou dermolipectomia em âncora) segue os mesmos princípios da clássica. 

A diferença é que ela acrescenta um corte, no caso o vertical, para que possa retirar mais pele. 

Afinal, geralmente é feita a cirurgia de abdominoplastia em âncora em pacientes obesos.

Além disso, uma das vantagens secundárias da abdominoplastia em âncora é a retirada das estrias presentes na região inferior do abdômen. Mas esse não é o foco da cirurgia.

O procedimento cirúrgico de abdominoplastia dura em média de 3 a 5 horas. 

E a anestesia utilizada pode ser a peridural com sedação ou a geral.

Como é a cicatriz da abdominoplastia em âncora? 

abdominoplastia classica
Na esquerda temos a cicatriz da abdominoplastia clássica. Na direita está a cicatriz da abdominoplastia em âncora.

A cicatriz da abdominoplastia em âncora corresponde à quantidade de pele retirada. Como são retiradas camadas do abdômen e dos flancos, o corpo fica com duas cicatrizes: (Você pode ver na imagem 2)

1: na parte mais baixa do abdômen, que corresponde ao corte horizontal

2: no meio da barriga, consequência do corte vertical. 

Como dissemos antes, ao contrário desse modelo, a abdominoplastia clássica tem apenas o corte horizontal. Pois nessa cirurgia, é feita apenas retirada de pele do abdômen, de cima para baixo. 

Portanto, não há presença do corte vertical, visto que ele retira a pele dos flancos e é uma técnica exclusiva da abdominoplastia em âncora. (Imagem 1)

A cicatriz a mais na abdominoplastia em âncora tem a finalidade de remover uma quantidade maior de pele em toda a extensão do abdômen.

Por isso, devido ao formato que fica a cicatriz, muitas pessoas costumam chamar a cirurgia para barriga de avental de abdominoplastia em “T” invertido, que também pode ser vista como uma âncora. 

Ainda que essa cicatriz seja maior, o cirurgião plástico experiente sabe como deixá-la em lugares estratégicos para que o corte horizontal fique abaixo da cintura e da roupa. 

Quando é indicada a abdominoplastia em âncora?

cirurgia para barriga avental
Tem excesso de pele na barriga? A abdominoplastia em âncora é a solução!

Por ser um procedimento reparador, geralmente, a abdominoplastia em âncora é indicada para quem fez uma cirurgia bariátrica. Portanto, para quem tem grande excesso de pele. Mas ela também pode ser recomendada para pessoas que:

  • Passaram por dietas rigorosas
  • Fizeram gastroplastia
  • Receberam indicações médicas

A causa da barriga avental está relacionada com a alteração constante de peso, a perda de elasticidade e até mesmo a gravidez. 

E, principalmente com as cirurgias bariátricas. Pois a alteração é intensa, visto que a paciente pode perder cerca de 50% do peso. 

Isso gera um enorme excesso de pele e, consequentemente, cria a famosa barriga avental.

Assim, optando pela cirurgia plástica após bariátrica é possível eliminar esse desconforto. 

Até porque o excesso de pele pode ser um problema, trazendo uma série de doenças, infecções e assaduras.

Esse era exatamente o problema da Fabiana! 

Além da autoestima, sua saúde também não estava bem. Não era apenas futilidade!

Abdominoplastia após bariátrica não é apenas estética, é saúde!

abdominoplastia apos bariatrica
Quem disse que abdominoplastia depois da bariátrica é futilidade está errado!

De acordo com o site ESTADÃO, o Brasil é um dos principais líderes em intervenções cirúrgicas. 

Somente em 2018 foram realizadas 1,7 milhão de operações.

Isso quer dizer que as pessoas buscam cada vez mais cuidar da saúde e do corpo.

E as razões pelas quais uma pessoa procura por um procedimento para emagrecer são as mais diversas, como:

  • Necessidade de cuidar do seu bem-estar
  • Recomendações médicas
  • Falta de autoestima
  • Angústia ao se olhar no espelho
  • Dificuldade de encontrar uma roupa que sirva
  • Cansaço constante

Um estudo científico publicado pela Revista Brasileira de Cirurgia Plástica comprovou a eficácia da abdominoplastia em âncora na melhora de diversos fatores na vida de uma pessoa. Como:

  • Convívio Social
  • Higienização
  • Desempenho sexual
  • Locomoção

Ou seja, mais bem-estar e qualidade de vida. Isso só ajuda a provar que a abdominoplastia após bariátrica é mais do que apenas futilidade e estética.

O pior drama dos pacientes pós bariátrica é ter que lidar com a flacidez em seu corpo. 

Se as chances de remover essa pele com dietas e exercícios físicos são tão pequenas, é preciso apostar em algo mais assertivo para transformar essa barriga de avental em uma barriga chapada. 

É justamente por isso que as pessoas recorrem à cirurgia plástica pós-bariátrica, principalmente, a abdominoplastia em âncora.

Inclusive, a cirurgia reparadora na barriga é indicada pelo próprio médico. Isso para a paciente alcançar o abdômen que tanto deseja.

Lembrando que a abdominoplastia em âncora deve ser realizada quando a paciente atingir o peso desejado, mantendo-o por, pelo menos, 6 meses.

Quais os riscos da abdominoplastia pós gastroplastia? 

abdominoplastia pos gastroplastia
Os riscos da abdominoplastia em T invertido são os mesmos riscos de uma cirurgia comum.

Os riscos da abdominoplastia em âncora são MÍNIMOS. Eles podem ser minimizados com uma boa escolha de cirurgião, equipe médica, hospital e, claro, com os cuidados pré e pós-operatórios da paciente. Entre os principais riscos, estão:

  • Abertura dos pontos
  • Edema
  • Equimoses
  • Sangramento nas cicatrizes
  • Seroma
  • Cicatriz hipertrófica
  • Queloide

É válido lembrar que essas são intercorrências comuns em QUALQUER TIPO de cirurgia. Porém, são tratáveis. 

Mas, claro, nós podemos minimizar a possibilidade de algo acontecer com os cuidados certos.

Fabi ficou com medo ao ver os riscos, mas não desistiu da cirurgia. 

Fez melhor!

Buscou referências de como evitar problemas neste momento tão importante.

Como evitar riscos na abdominoplastia

O primeiro cuidado é escolher um bom local para fazer a cirurgia reparadora na barriga. 

ATENÇÃO: para sua segurança, só aceite clínicas que fazem cirurgia em hospitais. 

NUNCA uma abdominoplastia em T invertido em uma clínica. 

Fabi viu isso na internet e em sites de médicos famosos.

A abdominoplastia em âncora deve ser feita num hospital com estrutura adequada para socorrer a paciente, caso seja necessário.

Na Dream, preservamos o bem-estar de TODAS as nossas pacientes. Por isso, só realizamos cirurgias em hospitais renomados. 

Só aceite médicos especializados em cirurgia plástica!

abdominoplastia medicos especializados cirurgia plastica
Médicos experientes garantem muito mais segurança e sucesso para a sua cirurgia.

Além do hospital, é preciso se atentar para a escolha do médico. 

Você deve escolher um cirurgião experiente em abdominoplastia em âncora.

Essa é uma decisão importante, pois está ligada diretamente com o seu resultado e a sua segurança. 

Pois, somente o médico especializado poderá dizer se essa intervenção cirúrgica é a mais adequada para você.

Primeiro, todos precisam:

  • Ser membros da SBCP, o que garante sua especialização
  • Ter estudado nas melhores universidades de medicina do país
  • Ter anos de experiência
  • Mostrar casos comprovados de sucesso.

É um processo rígido? Sim! Mas o necessário para garantir a segurança das nossas pacientes e a realização de seus sonhos. 

Mas como saber se estou escolhendo um bom médico se nunca fiz cirurgia plástica? Calma!

Fizemos um guia exclusivo mostrando como escolher o Cirurgião PlásticoVeja!

Para você ter uma ideia, a maioria dos casos que apresentam problemas são causados por médicos inexperientes. 

Esse geralmente é o caso dos médicos que cobram um valor muito abaixo do mercado. 

Fonte: Dream Plastic

beijos, Fran
14/06 2021
Topo