Mamoplastia
0 Comentários

Como saber se a prótese de silicone rompeu?

Se você pesquisa sobre os riscos da prótese de silicone e lê sobre a possibilidade do rompimento, é importante saber que isso é muito raro de acontecer.

Quando ocorre, o mais comum é devido a um trauma ou pressão exagerada. Por exemplo, se a paciente sofrer algum tipo de agressão, tiver um acidente automobilístico ou ao pular de paraquedas.

Ou seja, são situações fora da nossa rotina e que, se houver algum incidente, é possível identificar na hora.

A possibilidade de um rompimento fora de situações assim é ainda mais incomum. Pois, normalmente acontece por causa de uma contratura capsular grave ou do desgaste natural da prótese. A chance é menor que 1%.

Na busca de como saber se a prótese de silicone rompeu, é importante ressaltar que a maioria das pacientes não sente nada.

Apenas em alguns casos é possível sentir dor na mama com prótese de silicone. Mas, basicamente, este é o único sintoma que podemos destacar.

Nos casos em que não há sintomas, o rompimento é identificado por meio de exames para prótese de silicone, que na verdade são os ginecológicos de rotina. Por exemplo, no ultrassom de mamas ou na mamografia.

Os exames para prótese de silicone ideais vão depender da composição de cada mama.

No caso de mamas mais fibrosas, como de jovens até 35 anos, usa-se mais o ultrassom. Porém, se for identificado algo, é feita também uma mamografia.

Em mamas com mais tecido gorduroso, como de mulheres acima de 35 ou 40 anos, o mais indicado é fazer a mamografia direto.

Atualmente, as próteses são elaboradas por um gel altamente coeso. Isso quer dizer que em caso de ruptura, ele não vai se espalhar pelo organismo.

Por este motivo, no geral, esta situação é considerada sem nenhuma gravidade clínica. O tratamento é feito com a retirada e a troca da prótese do lado que rompeu.

Fonte: Dream Plastic

beijos, Fran
10/10 2018
Topo