Plásticas
0 Comentários

O que é Lipocavitação?

Lipocavitação é um tipo de ultrassom com uma frequência específica, capaz de quebrar as células de gordura. Ao fazer isso, esse conteúdo gorduroso é liberado na corrente sanguínea e deve ser eliminado.  Conhecida como lipo sem cortes, ela funciona com a promessa de remover a gordura localizada e, consequentemente, reduzir medidas.

Esse procedimento exige que a paciente siga uma rotina saudável à risca, com dietas e exercícios aeróbicos, além de fazer drenagens linfáticas poucas horas após as sessões.

Tudo isso para que a paciente não tenha grandes complicações e consiga diminuir alguns centímetros.

Contudo, essa prática coloca em questão se o resultado da lipo sem cortes se dá ao procedimento em si ou pela rotina que a paciente deve manter.

Como funciona o aparelho de lipocavitação?

O aparelho de lipocavitação, ou qualquer outro de ultrassom, trabalha com a emissão de ondas físicas, que refletem numa determinada frequência. Essa frequência indica a finalidade de uso. No caso do aparelho de cavitação, de acordo com a teoria, as ondas ressoam especificamente nas membranas das células gordurosas, que é a parede da célula.

É um tipo de ultrassom com uma frequência específica.

Ao rompê-la, o conteúdo gorduroso cai no tecido adjacente e é absorvido pelos vasos sanguíneos.

Mas o tratamento com lipocavitação não acaba aí. Pois, depois das sessões você precisa seguir algumas orientações para eliminar essa gordura.

Um cuidado importante em relação ao equipamento de cavitação ultrassom é que ele precisa ter o selo da Anvisa.

Essa regulamentação é essencial para a sua segurança!

Lipocavitação: Como funciona?

A lipocavitação funciona por meio de ondas ultrassônicas, numa frequência específica que varia entre 20 e 70 quilohertz. Emitidas pelo aparelho, elas prometem quebrar a membrana de gordura e liberar seu conteúdo na corrente sanguínea, sendo liberado pelo organismo através da urina, ou sendo metabolizada e transformada em energia.

O aparelho tem como objetivo quebrar a membrana de gordura e liberá-la na corrente sanguínea.

Porém, para obter os benefícios da lipocavitação é preciso seguir algumas orientações. Já que a gordura liberada continua no seu organismo e precisa ser consumida.

Ao saber como funciona a lipocavitação, é preciso ter em mente que, se você não eliminar a gordura liberada pela cavitação ultrassom, ela volta para o mesmo lugar ou até pode acumular em outros tecidos.

O que é preciso fazer após o tratamento de lipocavitação?

Após as sessões de lipocavitação, é necessário eliminar a gordura que foi liberada pelo procedimento. Para isso, é preciso metabolizá-la através de exercícios e dietas ou eliminar através do sistema linfático, através de drenagem.

Na metabolização, é indicado que realize dietas e exercícios para utilizar a gordura que foi liberada como energia para os músculos, evitando que ela seja reabsorvida pelo organismo.

É necessário fazer drenagem linfática após a sessão.

Outra indicação é fazer drenagem linfática. A técnica mobiliza a gordura para os canais linfáticos, assim ela pode ser eliminada via função renal. Ou seja, por meio da urina.

Em média, no máximo 48 horas após cada sessão da lipo sem cortes você deve fazer os exercícios e/ou a drenagem linfática.

É preciso ainda ter uma dieta balanceada, evitando alimentos gordurosos nas primeiras 24 horas após a sessão.

Mas vale lembrar que, independente disso, parte da gordura acaba voltando para as células que não foram quebradas pela lipo sem corte.

Antes e depois da sessão você também deve manter uma alimentação equilibrada, rica em fibras e proteínas. Por outro lado, com baixo consumo de açúcar e carboidratos.

Para quem é indicada a lipo sem corte?

A lipo sem corte é indicada apenas para pessoas que estão dentro de seu peso ideal ou com um leve sobrepeso, ou seja, que tenham pouca gordura localizada. Já que esse é um tratamento para redução de medidas e não para perda de peso.

A lipo sem corte não é indicada para pessoas com sobrepeso.

Contudo, é possível realizar a lipo sem corte em várias partes do corpo.

Por exemplo, é possível fazer uma lipocavitação focalizada na barriga, nas coxas, nos flancos, nas costas…

Como é feita a lipo sem corte?

  • A lipo sem cortes deve ser realizada em clínicas de estética, por uma fisioterapeuta.
  • Na hora da sessão, a paciente fica deitada na maca durante todo o tempo.
  • O local que receberá o tratamento fica descoberto para a passagem do gel e, posteriormente, do aparelho.
  • Por isso é comum que as pacientes fiquem apenas de roupa íntima para realizar o procedimento. Como funciona de forma não invasiva, o fisioterapeuta passa o aparelho de lipocavitação superficialmente na pele, fazendo movimentos circulares.
  • Quando der o tempo estipulado, ele finaliza a sessão limpando a região.

Quais os benefícios da lipocavitação?

Dentre os benefícios da lipocavitação, a redução de medidas devido a eliminação da gordura subcutânea é o principal. Além deste, uma das promessas do tratamento é a diminuição da celulite e o aumento da autoestima e do bem-estar, isto é, quando o procedimento funciona mesmo.

O foco da lipo sem cortes é eliminar medidas e amenizar celulite.

Lipocavitação: quantas vezes por semana eu devo fazer?

Na lipocavitação, quantas vezes por semana você deve ir varia, mas no geral é 1 vez. E, em média, são indicadas de 6 a 10 sessões no total, cada uma com duração de 30, no máximo, 40 minutos para o procedimento funcionar. Quantas sessões exatas você deve fazer depende muito do seu objetivo e da quantidade de gordura na região.

Lipocavitação: Quais os riscos do tratamento?

O risco da lipocavitação está relacionado ao mau uso do aparelho, que quando calibrado de forma incorreta pode causar queimaduras e danos em órgãos. Nos efeitos colaterais da lipocavitação também há a possibilidade de sobrecarga renal, caso seja liberada muita gordura no organismo. Por isso, o tempo da sessão é limitado.

Lipocavitação contraindicações

Na lipocavitação, contraindicações estão relacionadas à pacientes com:

  • Esteatose hepática (excesso de gordura no fígado), já que o tratamento pode aumentar esse índice de gordura.
  • Colesterol elevado devido à gordura que será liberada no sangue.
  • Doença cardíaca e/ou marca-passo, já que o aparelho pode desregular os batimentos cardíacos.
  • Obesidade, a lipo sem cortes não é um tratamento para emagrecer.
  • Feridas ou infecções na região tratada, que podem piorar após a sessão.
  • Próteses, placas, parafusos e até DIU, o aparelho aquece a região e, ao usá-lo próximo desses dispositivos, eles podem ser danificados.
  • Gestantes, pois não há comprovação científica de que o procedimento é seguro para o feto.

Lipocavitação ou criolipólise?

Seja a lipocavitação ou a criolipólise, ambos os tratamentos possuem a mesma promessa: eliminar gordura localizada. O que muda mesmo é a técnica utilizada para isso, sendo que a primeira usa o ultrassom para romper a membrana de gordura e a segunda usa o frio. Sendo a última utilizada em lugares maiores.

Fonte: Dream Plastic

beijos, Fran
05/09 2022
Topo