Mamoplastia
0 Comentários

Nova preferência nacional: seios com formatos naturais

 
seios maior que outro
 
Silimed, fabricante de próteses de silicone, cria linha para atender essa demanda
que está cada vez mais solicitada nos consultórios de cirurgia plástica
Na década de 1980, o padrão de beleza e o número de mulheres que recorriam às
cirurgias plásticas eram bem diferentes do que é hoje. Nessa época, a preferência era
por seios menores e as próteses mais pedidas nos consultórios eram as de 120 e 140
ml. Na década de 1990, isso não mudou muito e as mais vendidas eram as de até 200
ml. Já nos anos 2000, os seios fartos, típico das americanas, caiu no gosto das
brasileiras e os tamanhos aumentaram bastante, entre 250 e 300 ml. Agora a moda
entre elas nos últimos anos é a busca por formatos cônicos e volumes menores dos
seios, deixando-os mais naturais.
Muitas celebridades brasileiras aderiram a essa nova tendência no ano passado e
trocaram suas próteses de silicone por outras menores, buscando uma aparência mais
natural. Carla Perez, por exemplo, em dezembro de 2014, trocou sua prótese de 340
ml por uma de 220 ml. A apresentadora Marina Mantega também reduziu o tamanho
seus seios, substituindo um implante mamário de 265 ml por outro de 120 ml. Além
delas, Gretchen, Lívia Andrade, Jaqueline Khury e Babi Rossi também diminuíram suas
próteses.
Para atender a essa demanda que cresce a cada ano – no Brasil foram realizadas 226
mil cirurgias de implantes de mama em 2013, segundo a Sociedade Internacional de
Cirurgia Plástica Estética (ISAPS) – e deixar as mulheres mais satisfeitas com o seu
corpo, a Silimed, maior fabricante de implantes de silicone da América Latina e terceira
no ranking mundial do segmento, criou a linha Biodesign, composta por cinco perfis.
“Nos últimos 30 anos, assim como o gosto das mulheres, as próteses de silicone
mudaram bastante. Elas estão mais seguras, duráveis e adaptáveis aos diferentes tipos
de mama, além de apresentarem uma enorme gama de opções, considerando o
formato, revestimento, projeção, largura e altura. Para essa nova tendência das
mulheres, temos cinco perfis diferentes: Nuance, Natural, Enhance, Advance e
Maximum”, conta Márcio Bank, diretor de mercado interno da Silimed.
Atender as exigências do mercado é um dos propósitos dessa nova linha de próteses.
Os formatos cônicos caíram no gosto popular graças a sua maior projeção da mama,
sem aumentar o volume nas laterais e tirando aquele aspecto artificial arredondado
causado pela prótese redonda. “Como as mulheres brasileiras têm estatura mediana,
têm tórax e ombros mais estreitos, esse formato tem agradado bastante, pois não dá
aquele aspecto de grande volume e dá um bom formato e projeção do colo da mama”,
explica Márcio Bank. Para escolher o tipo ideal para o seu biotipo é preciso levar em
conta a largura das mamas, a espessura do tecido mamário, a distância intermamária,
a distância entre fúrcula e mamilo e a da margem inferior da auréola ao sulco
submamário. “O profissional tem papel fundamental nessa escolha. Ele pode ajudar a
ver uma prótese que seja proporcional às medidas do corpo, favorecendo a estética
corporal. É importante ainda sempre fazer o procedimento com um bom profissional,
fazer todos os exames necessários e optar por uma prótese segura”, lembra.
Outra vantagem dessa nova linha produzida pela Silimed é a disponibilidade de
implantes revestidos de poliuretano com emenda na base e sem bordas. Isso assegura
os melhores resultados garantindo assim a manutenção da forma do implante ao
longo do tempo mesmo em médio e longo prazo. O revestimento de poliuretano
provoca menores índices de contratura capsular, considerada estatisticamente a
complicação mais recorrente nos implantes mamários de silicone. “A incidência de
contratura com os implantes lisos chega aos 50%, já com os implantes texturizados se
encontra em torno de 8% a 15%. Com os implantes de poliuretano estes índices se
encontram em torno de 1% (para cirurgias estéticas) a 4% (em cirurgias reparadoras)”
em 10 anos, afirma Márcio Bank.
Conheça um pouco mais sobre cada perfil da linha Biodesign:
Nuance: possui base oval, perfil anatômico e polo inferior
Enhance: a prótese possui base oval, perfil anatômico e polo superior
Maximum: tem base redonda, perfil esférico e polo médio
Advance: formato cônico, com bordas finas e base estreita permite uma curva suave,
sem formar “degraus”
Divulgação: Rojas Comunicação
(11) 3675-4940 / 3873-6261
beijos, Fran
15/07 2015
Escreva seu comentário
* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que sua foto apareça nos comentários? Clique aqui!

Topo