Plásticas
0 Comentários

Abdominoplastia – Como funciona ?

barriga-abd PAINT

A abdominoplastia remove a frouxidão de pele, depósitos de gordura e marcas de distensão da região abdominal. Além disso, músculos abdominais verticais distendidos e enfraquecidos com o passar do tempo são reforçados, restabelecendo a aparência de um abdome firme e plano. O procedimento de abdominoplastia pode ser realizado isoladamente, mas geralmente é associado à lipoaspiração, com melhores resultados e melhor contorno corporal. A abdominoplastia não deve ser considerada como tratamento de obesidade, ou substituto de dietas e exercícios físicos. Candidatos a abdominoplastia devem ser saudáveis e relativamente em forma. Gestações futuras e alterações substanciais do peso após abdominoplastia, bem como a presença de cicatrizes de cirurgias anteriores, podem reduzir a eficácia e longevidade do tratamento.

Fonte: Dream Plastic/plasticadosonho

beijos, Fran
14/10 2017
Plásticas
0 Comentários

Abdominoplastia e o pós-operatório

Como dormir

Após uma cirurgia ao abdômen é fundamental dormir de barriga para cima, recostado e com as pernas dobradas, evitando dormir de lado ou de barriga para baixo, para não pressionar o abdômen nem machucar a cicatriz.

Caso se tenha em casa uma cama articulada deve-se elevar a parte do tronco e das pernas, porém, numa cama normal pode-se colocar almofadas semi-rijas nas costas, ajudando a elevar o tronco, e por baixo dos joelhos, para levantar as pernas. Deve-se manter esta posição pelo menos 15 dias dias ou até se deixar de sentir desconforto.

Melhor posição para andar

Ao andar, deve-se dobrar o tronco, curvando as costas e apoiando as mãos na barriga como se a estivesse segurando, já que esta posição dá maior conforto e alivia a dor, devendo ser mantida durante os primeiros 15 dias ou até se deixar de sentir dor.

Além disso, ao sentar, deve-se optar por uma cadeira, evitando os bancos, encostando-se totalmente e apoiando os pés no chão.

Quando tomar banho

Depois da cirurgia plástica é colocada uma cinta modeladora que nunca deve ser tirada durante 8 dias, por isso, durante esse período não se pode tomar banho no chuveiro.

No entanto, para manter a higiene mínima, pode-se lavar o corpo parcialmente com uma esponja, pedindo a ajuda de um familiar para não se fazer esforço.

Quando tirar a cinta e as meias de compressão

A cinta não pode ser tirada durante cerca de 8 dias, nem mesmo para tomar banho ou dormir, pois é colocada para comprimir o abdômen, dar conforto, facilitar os movimentos, evitando complicações como o seroma, que é o acumulo de liquido junto à cicatriz.

Após uma semana, já se pode tirar a cinta para tomar banho ou fazer o tratamento da cicatriz, voltando a colocá-la e usando-a durante o dia, por pelo menos 45 dias após a abdominoplastia.

As meias de compressão só devem ser retiradas quando se volta a movimentar e caminhar normalmente, o que geralmente acontece quando se retoma às atividades do dia-a-dia.

Como aliviar a dor

Após a abdominoplastia é normal sentir dor na barriga devido à cirurgia e dor nas costas, pois passa-se alguns dias sempre deitado na mesma posição.

Para aliviar a dor do abdômen é fundamental tomar os remédios prescritos pelo médico, como Paracetamol, cumprindo as quantidades e horas indicadas. No momento de evacuar a dor pode aumentar e, por isso, para facilitar as idas ao banheiro, pode-se tomar suplementos à base de fibras, como Benefiber.

Além disso, para tratar a dor no fundo das costas, pode-se pedir a um familiar para fazer uma massagem com um creme relaxante ou colocar panos de água quente para diminuir a tensão.

Quando trocar o curativo e tirar os pontos

O curativo deve ser trocado segundo indicação do médico, que normalmente é ao final de 4 dias, mas os pontos só são removidos depois de 8 dias pelo médico que fez a cirurgia.

No entanto, caso o curativo esteja manchado de sangue ou de liquido amarelo deve-se ir no médico antes do dia indicado.

Fonte: Tua Saúde

beijos, Fran
04/08 2017
Plásticas
1 Comentário

Para quem é indicada a miniabdominoplastia?

Diferentemente da abdominoplastia clássica que retira muita pele (geralmente entre a cesárea e o umbigo), amarra a musculatura até a parte superior do abdômen (próximo às mamas), remodela o umbigo e trata a flacidez moderada a acentuada; a mini abdominoplastia é indicada apenas para casos de flacidez leve.

A miniabdominoplastia retira pouca pele (em torno de 3 cm, por isso a cicatriz é menor, ficando entre o tamanho de uma cesárea e da abdominoplastia clássica). A parte da musculatura amarrada é apenas a abaixo do umbigo. O umbigo não é remodelado como na abdominoplastia. Logo, para ter indicação de miniabdominoplastia, a paciente deve ter pouca pele em excesso, pouca flacidez muscular (apenas abaixo do umbigo). São geralmente pacientes magras e que se mantiveram magras na gestação, tendo engordado próximo dos 8 kg durante a gravidez.

A cirurgia é realizada com anestesia peridural ou raqui, dura em torno de 2 horas. A dor não costuma ser forte, sendo comum apenas um desconforto controlado por medicamentos comuns. O risco cirúrgico é menor que o de uma cesárea.

Fonte: Dicas de Mulher

beijos, Fran
17/07 2017
12345
Topo