Plásticas
0 Comentários

Subcisão no tratamento da celulite

subcisao celulite

 

A técnica da Subcisão é indicada para os casos em que a celulite já está em um estágio avançado, formando buracos sobre a pele das nádegas e parte alta das coxas.
O procedimento é simples e seguro, porém só deve ser realizado por médicos que antes de darem início ao procedimento (cirurgia), deverão solicitar ao paciente, uma série de exames, o que irá garantir que não haverá complicações posteriores. O número de sessões operatórias varia de acordo com o tamanho, profundidade e localização dos defeitos a serem corrigidos.
É um procedimento ambulatorial, realizado sob efeito de anestesia local. Consiste em separar com uma agulha “bisturizada”, a pele dos músculos aderidos pelo processo fibrótico da celulite. Dessa forma ocorre o rompimento de vasos que sangram e dão origem a um hematoma, que posteriormente forma um tecido novo e liso no local. Isto significa que a Subcisão usa o tecido do próprio corpo como material preenchedor.
A cirurgia dura em média 30 a 45 minutos e é indicada apenas para casos em que a celulite está nos graus 3 e 4 (onde as depressões já são profundas). A recuperação é longa e um pouco desconfortável, porém os resultados são sempre satisfatórios.
A Subcisão é contra indicada para gestantes e pessoas que têm predisposição a ter manchas na pele.
O seu uso no tratamento da celulite foi baseado no uso da subcisão para o tratamento de rugas e cicatrizes, quando uma agulha de ponta cortante é introduzida sob a pele provocando o seu descolamento e sangramento no local.
Este sangramento forma um hematoma que se reorganiza dando formação à novo tecido colágeno, que preenche o espaço elevando as rugas ou cicatrizes.
É o chamado preenchimento autólogo, quando se utiliza tecido do próprio corpo como material preenchedor.

beijos, Fran
16/04 2017
Escreva seu comentário
* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que sua foto apareça nos comentários? Clique aqui!

Topo