Plásticas
3 comentários

Silicone no bumbum

A PRÓTESE DE SILICONE PARA OS GLÚTEOS NÃO TRAZ RISCOS E A CICATRIZ É IMPERCEPTÍVEL

 

A modelo de 28 anos Sheyla Almeida é a mulher mais siliconada do Brasil. Entre suas 22 cirurgias plásticas, encontra-se o implante de silicone no bumbum. “Coloquei em setembro do ano passado. Foi um sucesso, mas um pouco incômodo. Você tem que ficar de barriga pra baixo por 20 dias e dói muito. Mesmo assim, vale a pena porque o resultado é maravilhoso, com um bumbum empinado e durinho. Meu médico e eu decidimos colocar uma prótese de 180 mililitros em cada lado. A cirurgia é um pouco cara, pois é mais complicada do que a dos seios. Hoje, deve custar em torno de R$10 mil a R$13 mil. Eu nunca tive o bumbum perfeito, então o maior benefício é poder ficar feliz comigo mesma”, conta. 
O cirurgião plástico e autor do livro 
Buttocks and Reshaping, primeiro a falar de cirurgia glútea, Raul Gonzalez, explica que o implante deve ser feito com anestesia peridural. O procedimento necessita de dois dias de internação e é realizado em ambiente hospitalar, com duração de uma hora e meia, em média. Os cirurgiões da clínica BG Cirurgia Plástica, Benedito Soares Vieira e George Luís Pereira Soares, contam que a prótese deve ser colocada por baixo do músculo, com uma incisão de cerca de cinco centímetros entre o osso sacro e o cóccix, ou seja, entre uma nádega e outra. “A prótese intramuscular confere um resultado natural. Muitas pessoas que fizeram a cirurgia não contam nem aos cônjuges, pois ela ainda é um tabu que começa a ser desmistificado”, ressalta Gonzalez. 

No pós-operatório, o paciente usa a cinta modeladora durante um mês. Ele pode caminhar e ir ao banheiro normalmente. De qualquer forma, não deve sentar e, caso isso seja necessário, deve preferir superfícies duras que deixam a coluna ereta, para que não ocorra a abertura da cicatriz. Durante dez dias, a pessoa fica deitada de lado ou de costas, com travesseiros para evitar a compressão da prótese. A retomada lenta dos exercícios físicos só pode ocorrer após quatro meses. O cirurgião plástico André Luis Vieira lembra que há dor nos dois primeiros dias e os pontos são retirados depois de 7 ou 14 dias. 

Escolha sua prótese

1 – Prótese de glúteo oval de superfície lisa
2 – Prótese de glúteo redonda superfície lisa
3 – Prótese de glúteo oval texturizada

A única fabricante brasileira de prótese glútea é a empresa Silimed, que oferece três tipos mais importantes de silicone, indicados conforme o caso. A prótese redonda possui volume até 370 miligramas, enquanto a oval tem até 550. Modelos maiores são feitos especialmente para o paciente. A prótese quartzo é uma das mais usadas, por deixar o bumbum empinado. Veja algumas dicas:

Pessoas de estatura baixa e nádega curta: a indicação é a prótese redonda, para fazer um bom preenchimento da área.

Pessoas de estatura alta e nádega longa: a dica é implantar a quartzo, uma prótese mais verticalizada.

Pessoas muito flácidas e magras: devem utilizar a prótese de baixa projeção oval, para disfarçar a presença do silicone.

Os riscos incluem hematomas e infecções. George Luís ressalta que o repouso é importante para que não haja a abertura dos pontos. As rejeições à prótese são raras e, nesses casos, o silicone deve ser retirado. As indicações ficam para pessoas com ausência completa da musculatura ou atrofia exagerada do músculo. 

durabilidade do silicone ainda é uma incógnita, mas pode chegar a mais de dez anos. Alguns especialistas acreditam que as novas próteses alcancem os 25 anos, mas não há comprovações. “É preciso tomar cuidado ao escolher o profissional que fará a cirurgia. Já vi casos onde o resultado ficou feio porque o médico usou a prótese de mama no lugar do silicone para o glúteo, já que é mais barata. O par de próteses de mama custa, em média, R$1.600,00 a R$1.900,00, enquanto o custo para os glúteos é de cerca de R$2.300,00”, lembra George Luís. 

Outras cirurgias
Um tratamento bastante utilizado por homens, principalmente em fisioculturistas que tentam desenvolver a musculatura peitoral e não conseguem, mesmo com exercício físico intenso, é o implante de silicone no peitoral. Além disso, a assimetria causada por síndromes pode ser corrigida com a operação. A prótese, com formato retangular e tamanhos variados (P – 190 ml, M – 230 ml e G – 300 ml), é inserida por baixo do músculo, empurrando-o para frente. A cirurgia dura em torno de uma hora, com anestesia geral ou local com sedação e o paciente pode sair do hospital no mesmo dia. A cicatriz é na axila e, no pós-operatório, deve haver repouso relativo durante um mês (sem dirigir, carregar peso ou praticar esportes).De acordo com o cirurgião Adriano Romiti Carvalho, o implante napanturrilha é um procedimento mais complicado por causa da vascularização da perna. A cicatriz fica localizada na parte de trás da dobra do joelho e o silicone é inserido entre os dois músculos do local. A prótese é achatada e deve ser adequada à altura e à largura da perna de cada pessoa.

Mitos e verdades 

Muitas lendas rondam os implantes de silicone. Na lista das informações corretas, está que, após a cirurgia nos glúteos, a pessoa não poderá mais tomar injeção ou vacina no bumbum. A agulha não vai estourar a prótese, mas a substância será injetada dentro dela, não conferindo efeitos ao organismo. Mesmo assim, não existe um medicamento que seja obrigatoriamente injetado na região intramuscular glútea. Quando há situações de emergência, o remédio deve ser aplicado direto na veia. 

Outra verdade é que o silicone pode sair do lugar. As causas são movimentações bruscas e erradas, pressão sobre a prótese, implante errado, acidentes e uso inadequado de sutiãs, empurrando-o para o centro do tórax. Quanto ao bumbum, os implantes intramusculares oferecem menores chances de movimentação, ao contrário dos subcutâneos (feitos acima do músculo). 

Em relação aos mitos, o paciente não corre risco de romper a prótese por causa da pressão atmosférica causada pela viagem de avião. As cabines são pressurizadas e, mesmo que não fossem, não há notícias de fatos como esse e testes comprovam que isso não pode ocorrer. Mergulho em grande profundidade e pára-quedismo também estão permitidos. O silicone é bastante resistente não apenas pela camada externa, mas pelo conteúdo, que é um gel de alta coesividade, ou seja, mantém a umidade mesmo se o envelope romper. Além disso, a prótese é revestida com camadas múltiplas, principalmente a de glúteos, que é mais resistente do que a de seios. Caso rompa por algum trauma ou acidente, o conteúdo da prótese não escapa do revestimento.

Silicone injetável: o procedimento é proibido pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, pois o líquido pode migrar para outras regiões do corpo (coxas, joelhos e tornozelos), entrando nas articulações e causando inflamações e siliconomas (nódulos). Além disso, pode ocorrer um processo de defesa do próprio corpo chamado fístola, quando o organismo tenta expulsar o conteúdo por alguma cavidade, drenando o silicone. 

Bioplastia: não é indicada para aumento dos glúteos, pois o produto injetado não oferece chance de retirada sem seqüelas, podendo formar nódulos, fístola e inflamações.

Enxerto de gordura: não é muito indicado, já que parte da gordura implantada pode ser absorvida pelo corpo, de forma desigual em cada glúteo, causando assimetria.
Fonte:guiadasemana

beijos, Fran
15/08 2013
Escreva seu comentário
* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que sua foto apareça nos comentários? Clique aqui!

3 comentários
  1. Jaqueline - 22/04/2016

    Ainda continua esse preço ?

  2. Renata - 15/08/2013

    Eu fiz lipoescultura ano passado na Master Health. Tirei um pouco da barriga e coloquei no bumbum. O resultado é incrível.

    • Fran - 15/08/2013

      E o resultado da lipoescultura depois de uns meses como ficou?

Topo