Plásticas
1 Comentário

Retirada de Fuso de Pele no Abdômen

 

 Em algumas pacientes, a diastase (afastamento) da musculatura dos retos abdominais não é significativa e não há excesso de pele acima do umbigo, apenas abaixo dele. Nesses casos, a lipoaspiração pode terminar apenas na retirada de um fuso de pele semelhante a uma cicatriz de cesárea, com o objetivo de diminuir ou evitar flacidez abaixo do umbigo após a lipoaspiração. Essa técnica é denomidada de lipoaspiração com retirada de fuso de pele no abdômen. Ela difere da miniabdominoplastia por não haver descolamento, nem da pele do abdômen e nem do umbigo. Assim, é apenas retirado um fuso horizontal de pele + gordura no baixo ventre, podendo diminuir uma flacidez, ou também, corrigir uma cicatriz de cesárea inestética, ou por estar deprimida ou alargada. Aliás, a retirada de fuso de pele no abdômen é muito procurada por pacientes que desejam fazer outras cirurgias plásticas, como prótese de silicone nos seios, e também melhorar o aspecto de sua cicatriz de cesárea.
A retirada do fuso de pele pode ser utilizada para corrigir a posição da cicatriz de cesárea, bem como o aspecto de “degrau” frequentemente associado a ela, quer dizer, um desnível que pode existir entre a pele acima e abaixo desta cicatriz.
Esta técnica não oferece a possibilidade de correção do abdome causada pela gravidez.
Os pontos são retirados entre 5 e 12 dias após a cirurgia e é possível o retorno ao trabalho com cerca de 15 dias. Deve-se evitar atividades físicas que forcem o abdome e carregar peso por 1 mês e meio.
Fonte: cirurgiaplasticalondrina
Fonte: clinicagontijo

beijos, Fran
20/01 2017
Escreva seu comentário
* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que sua foto apareça nos comentários? Clique aqui!

1 comentário
  1. bianca - 11/11/2016

    Eu gostaria de ver mais fotos de retirada do fuso de pele já que é a cirurgia que vou fazer.

Topo