28 ago

Feita em 1 hora, plástica da moda tem resultados imediatos

Plástica é coisa do passado! (Foto: Shutterstock)

Que plástica, que nada: a atual moda novaiorquina de rejuvenescimento é um mix de vários tratamentos dermatológicos que, feitos em sequência rápida num único dia, garantem anos a menos por um preço mais barato e um pós menos traumático. Batizada de facial face-lift em alusão a um simples cuidado facial, a novidade pode ser composta por injeções, lasers, microdermoabrasão e ultrassom, tudo dependendo de cada caso. “É um passo a menos de um face-lift”, disse a Dra. Debra Jaliman ao The New York Times, que oferece um pacote do gênero por US$ 3 mil (cerca de R$ 7.160) enquanto a opção cirúrgica pode chegar a US$ 50 mil (R$ 119 mil).

“Ao invés de fazer um procedimento massivo e invasivo como é a plástica, essa opção é estratégica, uma intervenção controlada que foi desenvolvida para cada pessoa. A facial não é mais só uma facial”, conta Dr. Julius Few, que cobra cerca US$ 5 mil por esse tratamento facial turbinado em Nova York. Para defender a novidade, os dermatologistas explicam que, enquanto um face-lift apenas estica a pele e diminui as rugas, essa multitude de procedimentos combinados em sequência promete também aumento de volume e contorno facial. “Não preciso gastar uma fortuna e ficar escondida por semanas. Dá para sair do consultório, ir pra casa, ficar mais bonita e seu marido ou namorado jamais vai saber que você fez alguma coisa”, diz uma paciente do médico.

A tendência de beleza confirma os números da Sociedade Americana de Cirurgia Plástica, que apontou que procedimentos cosméticos minimamente invasivos tiveram crescimento de 10% em 2012 contra apenas 3% das opções cirúrgicas. Novas –e caras – tecnologias dão essa opção às mulheres que têm medo do bisturi e agenda apertada. A clínica Dangene’s Institute of Skinovation, por exemplo, oferece um tratamento de rejuvenescimento facial em apenas 90 minutos que mistura microdermoabrasão (molhada e a seco) e ultrassom com sérum, oxigênio e luz de LED. O preço? US$ 2.500. “Tratamentos faciais que agem como plásticas são o equivalente ao que nossos primeiros celulares eram: extremamente caros porque o equipamento é caro. Se baixarem o preço dos equipamentos, também diminuiremos o preço do tratamento”, diz um representante da clínica.

Fonte:Revista Vogue
Por: Fran

28 ago

Quando esse é o assunto, muitos mitos vêm à tona – mas veja quais são os verdadeiros fatos e as intrigantes curiosidades acerca dos seios
Por Daniela Azevedo


Foto: Thinkstock

Faz tempo que os seios femininos deixaram de ser uma simples parte do corpo, responsável pela amamentação, e foram promovidos a objetos de desejo de homens, que não conseguem esconder o fascínio por eles e também de mulheres, que querem tê-los cada vez maiores. Sim, os seios estão mais na moda do que nunca e aproveitando o ensejo, selecionamos uma série de 34 fatos e curiosidades que talvez você ainda não saiba sobre este assunto.

1 – As mamas são formadas por tecido adiposo, especializado no armazenamento de gordura, tecido conjuntivo responsável pelo colágeno e elastina, e glândulas mamárias que produzem o leite que chega aos mamilos através dos dutos.

2 – Quando a mulher emagrece muito, seus seios podem ficar flácidos, pois o processo de emagrecimento também elimina gordura dessa região.

3 – Para praticar esportes, as mulheres devem escolher sutiãs e tops apropriados para a prática para que protejam os seios e ofereçam sustentação para movimentos bruscos.

4 – Segundo pesquisadores, cansada dos incômodos causados pelo uso de espartilhos, a francesa Herminie Cadolle resolveu cortá-los dando origem ao primeiro sutiã em 1889, mas foi somente em 1914, após algumas modificações na aparência e no conforto que a americana Mary Phelps patenteou a invenção.

5 – Ao contrário do que muitas mulheres acreditam, a amamentação em si não é responsável pela flacidez nos seios. Os seios crescem devido à produção de leite, o que faz com que a pele estique. Quando eles voltam ao seu tamanho normal, depois da amamentação, a pele não volta a ser o que era antes. O número de gestações também interfere na elasticidade dos seios.

6 – Mulheres com seios muito pequenos podem amamentar normalmente, pois o tamanho não interfere na capacidade de produção de leite, que é feito nas glândulas mamárias que crescem durante a gestação. O tamanho dos seios depende em boa parte da quantidade de gordura dos seios.

7 – Mulheres que possuem silicone podem amamentar normalmente, os casos em que o silicone impediu a amamentação são raros e configuram a exceção e não a regra.

8 – Com o passar os anos, os seios tendem a ficarem flácidos, mas isso se deve não só à ação da lei da gravidade, mas também à diminuição das glândulas e do colágeno que passam a ser substituídas por células de gordura.

9 – Um fator que contribui e muito para a flacidez dos seios é o cigarro, pois ele destrói as proteínas de elastina, responsáveis por garantir a firmeza e a elasticidade da pele.

10 – Homens também possuem glândulas mamárias e mamilos, mas normalmente não produzem leite, pois para isso seria necessário ter estrogênio, hormônio feminino. Homens produzem leite apenas em casos de tumor (prolactinoma), porém, são raros.

11 – Os nervos e vasos sanguíneos existentes nos mamilos são responsáveis pela sensibilidade e pelo prazer que tanto homens quanto mulheres sentem ao ter essa região estimulada. Assim como o pênis, a excitação faz com que o seio aumente sensivelmente.

12 – Os mamilos ficam duros, ou como se diz popularmente, acesos, devido ao aumento do fluxo sanguíneo gerado pela excitação sexual, estímulo físico ou mental. O processo é semelhante ao que causa a ereção no pênis masculino.

13 – Entre 8 e 11 anos, o aumento do estrogênio, hormônio feminino, atua no crescimento das glândulas mamárias e camadas de gordura que dão volume aos seios. Eles param de crescer por volta dos 18 anos, mas isso varia de pessoa para pessoa e principalmente de acordo com fatores genéticos.

14 – São raras as mulheres que possuem um seio igual ao outro. Na maioria dos casos, o seio esquerdo é mais desenvolvido que o direito e o tamanho do bico e a direção para qual eles apontam também pode ser diferente.

15 – Durante o período pré-menstrual é comum algumas mulheres sentirem dores nos seios. Isso acontece devido ao aumento na retenção de líquido que faz os seios incharem e distender as fibras, o que acaba causando dores.

16 – Em média, o peso de um seio é de 400 gramas, o que corresponde a até 5% da gordura corporal e aproximadamente 1% do peso total de uma mulher.

17 – De acordo com o Guinness Book, o livro dos recordes, os maiores seios naturais do mundo são da Americana Norma Stitz. Ela tem 2,59m de busto e cada um de seus seios pesa aproximadamente 20 quilos.


Foto: Reprodução / Sheyla Hershey18 – Também segundo o Guinness Book, o posto de maior seio siliconado, disputado pela brasileira Sheyla Hershey que chegou a ter 5,5 litros de silicone, passou a ser da americana Maxi Mounds que tem 7 litros em cada mama.19 – A primeira mulher a implantar próteses de silicone do mundo foi a americana Timmie Jean Lindsey no ano de 1962. Seu objetivo era fazer uma cirurgia para retirar uma tatuagem do seio, mas quando os médicos perguntaram se ela gostaria de participar da primeira tentativa de implante da história, ela aceitou.

20 – A fabricante de lingeries Triumph fez um levantamento que constatou que na Europa, as inglesas são as que possuem os maiores seios, seguidas pelas dinamarquesas, holandesas e em último lugar as italianas.

21 – De acordo com dados da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica, os Estados Unidos é o país com o maior número de plásticas para implantes de silicone no mundo, seguidos de Brasil, México, Itália e China.

22 – Segundo dados de 2010 da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, são realizadas cerca de 110 mil cirurgias de aumento de mama por ano, o que equivale a uma média de uma cirurgia a cada cinco minutos.

23 – As brasileiras estão colocando próteses cada vez maiores. Até os anos 90, as próteses mais procuradas tinham entre 120 e 140 ml, mas na última década, a média aumentou ficando em torno de 200 e 250 ml e atualmente as próteses mais procuradas têm a partir de 305 ml.

24 – O silicone só passou a ser utilizado como material para aumentar os seios a partir dos anos 60, antes disso foram testados materiais como marfim, bolsas de vidro, cartilagem de touro, poliéster e outros materiais que, como se pode imaginar, não tiveram um resultado muito satisfatório.

25 – As técnicas de implante consideradas mais seguras atualmente são as bolsas de silicone e a prótese de solução salina. Caso haja rompimento e vazamento por algum motivo, a substância é absorvida pelo corpo.

26 – Estudos feitos na Victoria University de Wellington comprovam que a parte do corpo das mulheres que os homens olham mais e por mais tempo são os seios.

27 – Outro estudo alemão publicado no New England Journal of Medicine, afirma que, se um homem olhar para um par de seios durante dez minutos por dia, equivale a fazer 30 minutos de exercício aeróbico e pode prolongar sua expectativa de vida em até cinco anos. De acordo com os pesquisadores, a excitação sexual faz o coração bombear e melhora a circulação sanguínea, deixando os homens mais saudáveis.
Dicas Relacionadas

28 – Entre as musas do vídeo game, Lara Croft é a personagem que possui os seios mais avantajados. Eles foram criados pelo designer Toby Gard.

29 – A ovelha Dolly foi criada a partir de uma glândula mamária da mãe, por isso seu nome foi uma homenagem à cantora country americana Dolly Parton, dona de seios generosos.

30 – Antes de se aventurar fazendo um topless nas praias pelo mundo a fora, recomenda-se conhecer as leis locais. Estados como Texas, Havai, Ohio e Nova York, por exemplo, permitem a prática, mas em outros lugares como em Dubai, a punição pode chegar a 6 meses de prisão.

31 – Parece mesmo que nos Estados Unidos o culto aos seios é de fato maior que nos demais países do mundo, lá já existe uma ONG chamada GoTopless que luta pelo direito feminino de sair nas ruas com os seios descobertos, assim como alguns homens fazem no calor.

32 – O câncer de mama é o segundo tipo mais frequente no mundo e o mais comum e temido entre as mulheres. Apontado como o mais letal entre mulheres na faixa etária de 40 a 69 anos, este câncer pode ser combatido com grandes chances de cura se houver um diagnóstico precoce e uma das maneiras de fazê-lo é o através do auto-exame e consultas periódicas ao ginecologista.

33 – Depois de várias campanhas de incentivo ao exame de toque, o INCA (Instituto Nacional do Câncer) resolveu suspender, pois o incentivo ao auto-exame acabou criando a sensação de que a mulher não precisava mais consultar o médico.

34 – O nódulo mamário só pode ser detectado quando está com um tamanho que possa ser sentido ao tato, 1 ou 2 centímetros, e quando isso acontece, ele já está desenvolvido, portanto, é essencial a mulher se tocar, mas as consultas aos médicos são imprescindíveis na prevenção e tratamento.

Os seios são realmente um mundo repleto de curiosidades e dados que vai muito além da beleza, portanto, informar-se e cuidar-se é sempre essencial para qualquer mulher em qualquer idade.

Fonte:dicasdemulher
Por: Fran

25 ago

A cirurgia íntima está cada vez mais popular no Brasil e de maneira geral, a procura é maior para a diminuição e melhor simetria dos pequenos lábios.
Mas por que essa crescente procura? Acredito que a preocupação com a estética genital sempre existiu, porém o aumento pela procura se deve principalmente à maior divulgação destas cirurgias.
O procedimento é procurado tanto por mulheres jovens, que passaram da puberdade, indo até as que estão na terceira idade e possuem a região alterada por oscilações hormonais da menopausa.

Qual o tamanho ideal?

Não há como determinar um padrão ideal para os lábios vaginais, já que existe uma diversidade enorme de tamanhos, influenciadas pela idade e heranças genéticas da paciente, levando a um amplo espectro de ‘normalidade’

O ideal é aliar o seu desejo com o senso estético. Alguns consideram que pequenos lábios com comprimento maior que 2 cm ultrapassa o desejável, outros consideram o valor aceitável até 5 cm. O importante é ter bom senso e avaliar de maneira pessoal cada caso. Não acho prudente padronizar nenhuma medida íntima.

Na maioria das vezes, ao chegar ao meu consultório, as mulheres já possuem imagens de como imaginam o resultado da cirurgia, mas preciso alertar as pacientes de que “não é possível garantir resultados exatamente como das fotos, pois cada pessoa tem características biológicas pessoais de cicatrização e resposta à cirurgia”.

Considero que esta cirurgia deve ser vista com muito cuidado para se evitar um novo modismo que as plásticas costumam trazer. A necessidade da cirurgia deve ocorrer, na minha opinião, pela real necessidade, ou seja, a alteração da região deve realmente incomodar a paciente. Trata-se de uma procura pelo bem-estar pessoal.

Ninguém é igual a ninguém! Como em qualquer outra cirurgia estética, a paciente não quer aparecer, não quer mostrar ‘poder’ a ninguém, quer apenas sentir-se bem com uma área importante e diretamente ligada à psique humana

Fonte: Dra Fabiana Valera
Por: Fran

25 ago

Pessoas que desejam uma melhora geral dos contornos corporais podem ser beneficiadas com a lipoescultura. O procedimento é indicado para corrigir depressões antiestéticas em várias regiões do corpo, sendo comumente utilizada para melhorar o contorno, aumentar e elevar a região glútea. A lipoescultura consiste na retirada de gordura de partes do corpo em que ela esteja em excesso para colocar em regiões em que há falta. A melhora na silhueta corporal é grande, obtida pela harmonização da distribuição da gordura pelo corpo.
Ao contrário da lipoaspiração, na lipoescultura não há desperdício do material retirado, pois são realizados lipoenxertos nas regiões desejadas. Uma grande vantagem da lipoescultura é que como se trata de material próprio da paciente, não há rejeição. É preciso lembrar de que há uma reabsorção de aproximadamente 30% da gordura que foi enxertada com o passar do tempo.

INDICAÇÃO:

Pessoas que desejam uma melhora geral dos contornos corporais podem ser beneficiadas com a lipoescultura, já que os seus corpos serão reesculpidos através desse procedimento.

ANESTESIA

A anestesia mais adequada depende da avaliação médica e do paciente. Na lipoescultura, as opções são anestesia local com sedação e anestesia geral.

TEMPO CIRÚRGICO

A lipoescultura dura entre 1 e 2 horas.

A CIRURGIA:

A lipoescultura: na primeira etapa do procedimento, será feita uma Lipoaspiração, para retirada da matéria-prima do enxerto. Na segunda etapa, será feita uma Lipoenxertia, onde essa gordura será lavada e purificada, para que possa ser injetada. A gordura será aplicada em várias injeções, em diversas partes do corpo, até que o resultado desejado seja alcançado.

RECUPERAÇÃO:
Ao fim do procedimento, será colocada uma cinta elástica, que ajudará a reduzir o inchaço e as feridas, além de manter os novos contornos. O paciente deverá permanecer com a cinta ao longo dos 30 primeiros dias de recuperação.
Uma sensação de leve desconforto é absolutamente normal e pode ser aliviada através de medicamentos de venda livre. Os resultados finais aparecem em torno de 2 a 6 meses após o procedimento. É recomendável que o paciente faça sessões de drenagem linfática, que auxiliam na recuperação e na obtenção de melhores resultados. O tempo médio de recuperação para volta às atividades cotidianas é de 15 dias.

Fonte: Dra Fabiana Valera
Por: Fran

25 ago

ABAIXO (SUBMUSCULAR) OU ACIMA (SUBGLANDULAR) DO MÚSCULO ?

A cirurgia de aumento mamário pode realizar-se num dos espaços anatômicos disponíveis:

1- SUBGLANDULAR (entre a glândula mamária e o músculo peitoral) – SG (ACIMA DO MÚSCULO)

2- SUBMUSCULAR (entre o músculo peitoral e as costelas) – SM (ABAIXO DO MÚSCULO)

Cada umas das técnicas deve adequar-se à paciente, não necessariamente é a paciente que escolhe a melhor localização do implante e sim seu cirurgião, pois, existem vários critérios a serem analisados.
Os critérios de colocação SG o SM podem ter ligeiras variáveis, mas podem definir-se alguns critérios comuns:

Critérios para SM – ABAIXO DO MÚSCULO PEITORAL

1) Quando a paciente é muito magra, uma vez que o pouco tecido de cobertura existente deixaria notar a forma da prótese (polo superior redondo)

2) Quando se opta por realizar a incisão por via axilar

3) Quando há histórico de câncer de mama na família (materna)

4) Quando se realiza uma reconstrução mamaria pós-câncer de mama, pela falta de tecido para cobertura do implante mamário.

Critérios para SG – ACIMA DO MÚSCULO PEITORAL

1) Quando se pretende colocar um implante de pouco volume e existe tecido de cobertura, pacientes que tem pouco volume mamário (hipomastia) e querem um pouco mais.

2) Quando há flacidez mamária , por exemplo , após amamentação ou após emagrecimento.

3) Quando as mamas são tuberosas , mamas com formato diferente do habitual com aréolas grandes e tecido fibroso no sulco mamário .

4) Quando a paciente é adepta a prática de atividade física e realiza grandes esforços com o músculo peitoral , por exemplo pacientes que são ginastas ou aquelas que adoram musculação.

Fonte:Dra Fabiana Valera
Por: Fran
Página 74 de 124« Primeira...102030...7273747576...8090100...Última »