Plásticas
0 Comentários

Ninfoplastia

 

A Ninfoplastia, também conhecida como cirurgia íntima, é a cirurgia plástica de redução dos pequenos lábios vaginais. Durante a puberdade, as mulheres podem ter um desenvolvimento anormal dos pequenos lábios vaginais, adquirindo tamanho desproporcional que por vezes tornam-se maiores que os grandes lábios. Além do desconforto estético pelo tamanho excessivo,o problema pode causardanos de ordem funcional, dificultando a higiene, a ventilação do local e trazendo incômodo durante as relações sexuais.A ninfoplastia é a cirurgia responsável pela retirada do excesso de mucosa do local e por devolver o aspecto natural da genitália feminina.

 
Fonte: SBCP

 

beijos, Fran
05/03 2017
Plásticas
0 Comentários

Lipoaspiração de Culotes

 
Entre todos os procedimentos da cirurgia plástica, a lipoaspiração é um dos mais populares entre os brasileiros. O objetivo da lipoaspiração é, basicamente, eliminar a gordura localizada.
A lipoaspiração pode ser realizada nas áreas do corpo em que há o acúmulo dos reservatórios de gordura, como as coxas, glúteos, braços, abdome e culote.
A indicação da lipoaspiração é eliminar a gordura localizada. Diferente do que diz o senso comum, a lipoaspiração não é recomendada para grandes emagrecimentos, mas sim para a retirada de gordura em excesso – até mesmo em pessoas magras. A gordura localizada fica em reservatórios separados do resto dos líquidos do corpo: ela se deposita dentro das células adiposas, que são sugadas pelas cânulas da lipoaspiração. Estes reservatórios podem alterar o formato do contorno corporal, gerando a impressão de excesso de peso. Por este motivo, um paciente apesar de magro pode ter depósitos de gordura em excesso em determinadas partes do corpo.
Para explicar melhor, falemos em números: hipoteticamente, se uma paciente possui 100 células gordurosas na coxa e 1000 células gordurosas no culote, caso ela engorde 1g para cada célula, a coxa irá aumentar 100g e o culote 1kg. Desta maneira, o médico deve retirar as células em excesso para que as partes fiquem equilibradas.
O pré-operatório do procedimento consiste na realização de todos os exames laboratoriais prescritos pelo médico, na suspensão de medicamentos anticoagulantes – como o ácido acetilsalicílico – e em ter cigarro e bebidas alcoólicas evitados nos dias anteriores à cirurgia. Além disso, deve ser realizado jejum absoluto de sólidos e líquidos nas oito horas que antecedem o procedimento. Em caso de gripe ou mal estar, o médico deve ser avisado.
Especificações
Anestesia: local com sedação ou peridural
Duração da cirurgia: entre duas e cinco horas
Tempo de internação: entre 12 e 24 horas
Pré-operatório: realização de exames laboratoriais e suspensão do uso de medicamentos como, por exemplo, anticoagulantes
Pós-operatório: uso de curativo e malha compressora
Tempo de recuperação: repouso absoluto nos primeiros dias após a cirurgia. As atividades normais podem ser retomadas entre uma semana e dez dias.
Fonte:plasticamontenegro
beijos, Fran
02/03 2017
Plásticas
0 Comentários

Lipoaspiração só é eficaz com alimentação saudável e exercícios

Cirurgia dificulta o aumento de peso, mas não impede totalmente.Se não se alimentar corretamente e se exercitar, pessoa voltará a engordar.
O Bem Estar mostrou como funcionam as células de gordura do corpo humano e a cirurgia de lipoaspiração. No estúdio, o consultor do programa, o endocrinologista Dr. Alfredo Halpern e o cirurgião plástico Fabio Nahas explicaram a função da gordura corporal e deram dicas para perder peso e eliminar a gordura localizada.
Ao contrário do que parece, a gordura corporal é essencial para todo ser humano, pois protege o corpo das oscilações de temperatura e estoca energia para situações de doença, escassez e fome. O que causa o problema é o excesso de tecido gorduroso, a obesidade.
Gordura Bem Estar (Foto: Arte/G1)
Algumas pessoas têm mais facilidade de unir as moléculas de ácidos graxos livres com o glicerol e produzem mais gordura. Em muitos obesos, há também a dificuldade de separar essas moléculas, o que complica a retirada de gordura do organismo, contribuindo para o aumento de peso e para a dificuldade de eliminá-lo.
Geralmente, o intestino dos obesos absorve mais os nutrientes dos alimentos do que o das pessoas magras e, quanto maior a absorção, maior a tendência a ganhar peso.
A alternativa para retirar esse excesso de células de gordura é a lipoaspiração ou a abdominoplastia. Ao diminuir essas células, fica mais difícil de ganhar peso, mas não impossível. Se a pessoa fizer a cirurgia, mas não se alimentar corretamente e praticar exercícios físicos, voltará a engordar.
Pessoas com células multiplicadas que emagrecem têm mais facilidade para engordar novamente porque as células têm memória: elas continuam ‘murchas’ no corpo, mas enviam estímulos ao cérebro que alertam para a fome. Por isso é importante a alimentação saudável desde a infância e a adolescência para evitar a formação dessa gordura corporal, o que pode dificultar o emagrecimento na fase adulta.
Mais comum nos homens, a gordura intra-abdominal é perigosa porque pode provocar doenças cardíacas, já que cresce entre as vísceras e é mais difícil de ser eliminada. A gordura extra-abdominal ajuda a desenvolver a diabete. Para queimar essa gordura corporal, abuse dos exercícios físicos, principalmente os aeróbicos.
E não são só os alimentos gordurosos que fazem a célula inchar. Qualquer alimento consumido em excesso pode ser transformado em gordura por causa das reações químicas, até mesmo um brócolis. Para manter o peso, a pessoa deve consumir a quantidade de calorias igual à queima calórica. Comer menos do que gasta faz emagrecer e consumir mais calorias, provoca o aumento de peso. Porém, esse desempenho não é regra e muda de pessoa para pessoa, já que existem os mais “gastadores” e os mais “econômicos”.
Quem não gosta de se exercitar, recorre às cirurgias. Entenda abaixo como funciona a lipoaspiração:
Lipoaspiração (Foto: Arte/G1)
Fonte:G1/bemestar
beijos, Fran
01/03 2017
Topo