Saúde & Beleza
2 comentários

Drenagem-o que é e como funciona?

Ela é o truque de muita celebridade para driblar a retenção líquida e a celulite.

Qual o objetivo dessa massagem?
Esse tipo de manipulação ajuda o sistema linfático a trabalhar melhor – ou seja, filtra o excesso de líquido e toxinas que ficou retido nos tecidos, devolvendo-o ao sistema circulatório, como se fosse um “saneamento básico” do nosso corpo. Na prática, com esse processo funcionando a todo o vapor,
é possível diminuir o inchaço, melhorar a circulação e, consequentemente, a aparência da pele, reduzindo celulite, gordura localizada e até acne, rugas e flacidez.

Quem pode fazer?

A drenagem vai trazer benefícios principalmente às mulheres que se queixam de retenção líquida, cansaço nas pernas e até dor no bumbum e nas coxas, área onde a celulite costuma aparecer. Também funciona para quem se sente muito inchada na TPM (algumas vezes, a balança indica até 4 quilos a mais nos dias que antecedem a menstruação!) e para as gestantes. Mas, de uma forma geral, todo mundo pode fazer, com exceção de mulheres que sofrem de doenças infecciosas e câncer.

Por que a drenagem é indicada depois de algumas plásticas?

Em qualquer cirurgia, por causa do trauma, há um processo inflamatório que gera um excesso de líquido fora dos vasos e das células, causando edema (inchaço). Daí, a recomendação da drenagem depois da lipoaspiração e do implante de próteses de mama, entre outros procedimentos, sempre após a liberação médica. O profi ssional que faz a massagem deve ter especialização nessa área, pois é necessário um cuidado maior com a pele, a cicatriz e até com a prótese para não haver deslocamento.

Costuma doer?

A metodologia estudada e consolidada da drenagem linfática segue três princípios: pressão moderada, ritmo e direção (sempre das extremidades do corpo para o centro dele). Não costuma doer – a menos que você tenha muitos nódulos de celulite – nem deixa o corpo roxo. Pelo contrário: os deslizamentos sobre a pele são suaves e superficiais, pois a intenção é conduzir a linfa até pontos estratégicos localizados nas virilhas, axilas e atrás dos joelhos – canais onde as toxinas serão filtradas e enviadas ao sistema circulatório. Quando a massagem é muito vigorosa pode até haver o rompimento dos vasos linfáticos e, assim, invalidar a proposta da técnica.

Quantas sessões devo fazer?

Drenagem é como alimentação saudável: tem que adotar para o resto da vida, pois o efeito termina quando você suspende o tratamento. Mas, como custa caro e nem sempre dá para fazer massagem para sempre, vale comprar um pacote de dois ou três meses (oito ou 12 sessões, uma vez por semana). Nesse intervalo de tempo, é possível medir o resultado e decidir se você quer continuar a investir na técnica. Nos casos mais específicos, como após uma cirurgia, o número de
sessões é pré-programado e varia de acordo com a evolução da paciente.

Como escolher um bom profissional?

Hoje em dia, a oferta desse tipo de massagem é muito grande – todo mundo diz que sabe fazer e diversos tipos de estabelecimentos (clínicas, salões, academias) oferecem o serviço. Por isso, precisamos ficar atentas na escolha do local e do profissional não só para garantir a nossa segurança mas também o resultado. O ideal é procurar um especialista habilitado, de preferência um fisioterapeuta ou esteticista que tenha diploma reconhecido pelo MEC (pergunte a formação dele!). Assim, você tem certeza de que ele estudou anatomia e fisiologia e sabe realizar os movimentos corretamente. Também fique de olho na limpeza do local e na higiene dos materiais usados: maca, lençóis e toalhas limpinhos demonstram o cuidado que o profissional tem com você.

Fonte:Boa Forma
beijos, Fran
17/05 2013
Escreva seu comentário
* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que sua foto apareça nos comentários? Clique aqui!

2 comentários
  1. Fran - 10/07/2013

    que bom que gostou 🙂

  2. Parabéns ! Excelente explicação dúvidas esclarecidas

Topo