Mamoplastia
2 comentários

Contratura capsular o que é?

A colocação das próteses de silicone foi realizada e agora, você tem novos contornos. Oba!
Mas engana-se quem pensa que é só se submeter a cirurgia e os cuidados param por aí. Como toda cirurgia, é importante fazer novas revisões e principalmente, mamografia e ultrassom das mamas para verificar como o corpo está reagindo a colocação das próteses.
Uma das reações mais comuns após a colocação das próteses de silicone é a contratura capsular.
Mas o que é a contratura capsular?
Toda vez que o nosso organismo encontra algum corpo estranho, ele tenta expulsá-lo ou então, absolve-lo. No caso da prótese de silicone mamária, o corpo cria uma cápsula em torno da prótese, para isolá-la do restante do corpo, o que causa um enrijecimento da prótese e em alguns casos, a deformidade da mama.
Isso ocorre em todas as cirurgias, porém de forma despercebida. Em alguns casos, essa cápsula em torno da prótese começa a se contrair mais e apertar a prótese, ocasionando dores.
Os graus da contratura capsular:
– Grau I – a consistência da mama é semelhando a de uma mama não operada;
– Grau II – contratura mínima – a mama fica um pouco endurecida se comparada a mama normal e sente-se na apalpação, porém não é visivel;
– Grau III – contratura moderada – a mama já está endurecida e a prótese é facilmente palpada e a distorção dela passa a ser visível.
– Grau IV – contratura grave – a mama já está distorcida e causando dor e incômodo a paciente.Quando há um grande grau de contratura, o melhor a ser feito é a retirada da prótese de silicone e colocação de uma nova prótese.
A causa da contratura capsular ainda não foi esclarecida. Não se sabe o porque ocorre logo no primeiro mês, depois de 1 ano, 10 anos, apenas numa mama ou nas duas.
O que é conhecido é que as chances de ocorrer contratura capsular com implantes de superfícies lisas são de até 30% – 40% dos casos.
Já com a colocação de próteses que tenha seu revestimento texturizado, a ocorrência é mínima.
Importante: Faça periodicamente consultas ao seu cirurgião, peça exames de rotina e acompanhe o aspecto das mamas. Casa haja qualquer diferença ou dor nelas, comunique imediatamente seu cirurgião.
FONTE:Magraemergente
beijos, Fran
15/08 2013
Escreva seu comentário
* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que sua foto apareça nos comentários? Clique aqui!

2 comentários
  1. Fran - 16/08/2013

    Oi Marina
    Que bom que gosta das matérias do blog,na época que fiz minha cirurgia procurava informações nas comunidades do orkut,sei como é estar prestes a operar,tem a ansiedade o nervosismo,é bom conversar com quem vive o mesmo momento,hj tem os meus grupos do facebook que tbm são de grande ajuda,fico feliz em poder ajudar de alguma forma.bjs

  2. Parabéns pela informação, fico feliz em ver que não posta apenas coisas boas e sim a realidade da cirurgia! Vou fazer a minha até final do ano, e fico até mais segura lendo seu blog e ficando mais informada sobre os problemas que possa ocorrer! Parabéns!

Topo